13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Espetáculos

Festas do Mar 2017

 

Concerto: Ditch Days

Fotos de Alexandre Rosado Albuquerque

 

Concerto: Seat

Fotos de Alexandre Rosado Albuquerque

 

Concerto: Miguel Araújo convida António Zambujo

Fotos de Alexandre Rosado Albuquerque

 

Festas do Mar 2017

 

Concerto: Felipe Fontenelle

Fotos de Alexandre Rosado Albuquerque

 

Concerto: Tiago Bettencourt e Carminho

Fotos de Alexandre Rosado Albuquerque

 

Festas do Mar 2017

 

Concerto: Capitão Capitão

Fotos de Pedro MF Mestre

 

Concerto: HMB

Fotos de Pedro MF Mestre

 

Sessão de fado com Cláudia Leal e Rão Kyao no Casino do Estoril

 

Na noite de 9 de Agosto, o Lounge D do Casino do Estoril, recebeu mais uma noite de fado. Os artistas que animaram a noite foram a Cláudia Leal e Rão Kyao.

Cláudia Leal além da sua grande voz, exibiu o seu talento na guitarra em alguns dos seus temas. Já Rão Kyao cantou o fado, não com a sua voz, mas através da melodia da sua flauta.

Cláudia e Rão Kyao actuaram em duas vezes, alternadamente e com um pequeno intervalo no meio do espectáculo.

 

Os temas que ambos apresentaram ao público:

 

Primeira Parte:

Cláudia Leal

1 - Bairros de Lisboa

2 - O Sal Vem da Saudade

3 - Fado Carriche

4 - Gostei de Ti

5 - Primavera

 

Rão Kyao

1 - Confesso

2 - Blank

3 - Tango

4 - Tons

5 - Vou Dar de Beber

 

Segunda Parte:

Cláudia Leal

1 - Fado Menor

2 - Franklin Quadras

3 - Fado e Lisboa

4 - Pedro Rodrigues

5 - Fado das Horas

 

Rão Kyao

1 - Meia-Noite

2 - Meu Amor

3 - Deus Também Gosta de Fado

4 - Mouraria

5 - Canas

 

 

Texto e fotos:  Pedro MF Mestre

 

 

clique na imagem para visualizar a fotorreportagem

 

Flower Power Fest Cascais

 

Concerto: Big Mountain

Fotos de Pedro MF Mestre

 

Concerto: Inner Circle

Fotos de Pedro MF Mestre

 

Concerto dos Azeitonas no Casino do Estoril

 

O Salão Preto e Prata do Casino do Estoril, recebeu a 13 de Julho, Os Azeitonas, num grande espectáculo de música portuguesa de rock alternativo.

 

A banda apresentou-se em palco, num registo que lhes é caracteristico, para interpretar os mais variados sucessos que marcaram uma década de produção discográfica.

 

Com origens que remontam a 2002, numa altura em que não passava de uma brincadeira entre amigos, a banda nasceu para os discos pela mão de Rui Veloso. Em 2005, e com produção da Maria Records, propriedade do conceituado cantor e compositor nortenho, nasce o primeiro álbum da banda.

 

O programa completo pode ser consultado no sitio do evento em: http://www.casino-estoril.pt/pt/concertos-de-verao/1496.htm

 

 

A sequência musical que os AZ apresentou ao seu público:

 

1) Turné

2) Pander

3) Café Hollywood

4) Mulheres Nuas

5) Desenhos

6) Showbizz

7) Tonto

8) Zao

9) Cine Girassol

10) Aviões

11) Ray-Dee-Oh

12) Miúda

13) Já não te sinto

14) Angelus

 

 

 

Texto e fotos:  Alexandre Rosado Albuquerque

 

 

clique na imagem para visualizar a fotorreportagem

 

9ª edição do Festival Ao Largo

 

Regressam às noites de julho o Festival ao Largo, no Largo de São Carlos.

 

Na 9ª edição, o Largo e as ruas adjacentes transformam-se numa enorme sala de espetáculos onde se pode assistir gratuitamente a artes teatrais, canto, música e dança.

 

O festival apresenta um cartaz com artistas convidados que compartilharão o palco do Largo em programas que contarão igualmente com a participação sempre tão aclamada do Coro do Teatro Nacional de São Carlos, da Orquestra Sinfónica Portuguesa e da Companhia Nacional de Bailado, num total de quinze apresentações que decorrerão até ao dia 29.

 

Esta edição, iniciou-se esta 6ª feira (dia 7) com uma nítida crescente adesão de público (ao longo das edições anteriores). Sob a direção musical da Maestrina Titular, Joana Carneiro, a Orquestra Sinfónica Portuguesa, interpretou:

 

- Joly Braga Santos (1924-1988) - Abertura Sinfónica n.º 3, Op. 21
- Leonard Bernstein (1918-1990) - Symphonic Dances, West Side Story
- Maurice Ravel (1875-1937) - Concerto para piano em Sol maior, com opianista Pedro Costa, vencedor do Concurso de Interpretação do XV Festival do Estoril de 2013 piano

 

O programa completo pode ser consultado no sitio do evento em: http://www.festivalaolargo.pt/

 

Texto e fotos:  Zé Gaspar

 

clique na imagem para visualizar a fotorreportagem

 

Daniela Mercury

 

O Salão Preto e Prata do Casino do Estoril, recebeu a 3 de Julho, Daniela Mercury num grande espectáculo que a cantora Luso-Brasileira deu em cerca de 2h40.

 

Daniela Mercury, mostrou na sua actuação, uma energia inesgotável que rapidamente contagiou o público. Estava casa cheia, e a cantora logo num dos primeiros temas “Nobre Vagabundo”, consegue ter o público de pé.

 

Em “Quero Felicidade” Daniela convida três pessoas da plateia a subir ao palco com ela. No final dessa canção um forte abraço entre as quatro.

 

Quase a terminar o concerto, consegue fazer algo de inesperável, na curta frente-palco consegue que o público a faça um comboio a dançar ao tema “Canto da Cidade”, e já de saída, Daniela Mercury cumprimenta alguns dos fãs que estão junto ao palco pessoalmente, e um aceno especial de agradecimento para toda a sala que continuando de pé, a aplaude fortemente.

 

Teve uma excelente banda composta por guitarra, baixo, bateria, dois percussionistas, uma cantora de backing vocals, e teclado. Ainda em termos técnicos teve um bom alinhamento de luz em que conforme os temas, oscilava entre o azul e vermelho ou o verde e amarelo.

 

Os seus três bailarinos fizeram com a artista a coreografia ao ritmo de cada canção, de modo que o palco estivesse sempre com acção.

 

Os seus temas, entre os ritmos brasileiros mais mexidos, os africanos e ainda um ou outro mais calmo com timbre do Brasil. A cantora fala com o público, declama poesia, tudo isto deu à sala de espectáculos um clima que foi difícil ditar o fim do concerto, tanto para a cantora como para os espectadores.

 

A sequência musical que Daniela Mercury apresentou ao seu público:

 

1) Ogum/Rainha do Axé

2) Meu Pai Oxalá

3) Oyá Por Nós

4) Trio Em Transe

5) Nobre Vagabundo

6) América do Amor

7) Minas Com Bahia

8) Você Abusou

9) A Primeira Vista

10) Como Vai Você

11) Rede

12) Mutante

13) Pais Tropical /Taj Mahal

14) Pérola Negra

15) Alegria e Lamento

16) O Mais Belo / Por Amor / D Cano

17) Quero A Felicidade

18) Maria Casaria

19) Mas Que Nada / Antropofa / Avisa Lá

20) Feijão De Corda

21) Rapunzel

Encore

22) Swing Da Cor

23) Maimbe

24) Canto Da Cidade

 

Texto e Fotos: Pedro MF Mestre

 

 

clique na imagem para visualizar a fotorreportagem

 

Marchas Populares / Festas de Lisboa’17

 

Como manda a tradição, a 12 de Junho, Lisboa enche-se de gente para uma noite dedicada às Festas Populares de Santo António, o principal santo padroeiro da cidade.

 

Entre sardinhadas e animação tanto nos Bairros Populares como por toda a cidade, o ponto alto é na mítica avenida de Lisboa: As Marchas Populares na Avenida da Liberdade.

 

Desfilaram no total 26 Marchas, 20 das quais na vertente competitiva. Como convidadas estiveram presentes a “Bairro dos Anjos” de Leiria, “Rua da Cabine” de Quarteira e ainda a “Verde Gaio de Lordosa” de Viseu.

 

Após o desfile das Marchas convidadas, entraram no linóleo também sem vertente competitiva a:

- Marcha Infantil da Sociedade de Instrução e Beneficiência “A Voz do Operário” (já com tradição de 30 anos a desfilar na Avenida)
- Marcha dos Mercados, pela Associação dos Comerciantes nos Mercados de Lisboa
- Marcha da Santa Casa (estreante este ano)

 

Todas as Marchas participaram com grandes coreografias, muito dinâmicas na sua apresentação e coreografia e com muito boa qualidade musical contando com excelentes vozes. Os seus padrinhos não passaram despercebidos, entrando na tribuna de honra a cumprimentar as individualidades presentes durante a apresentação das suas afilhadas.

 

Entre duas Marchas, houve uma coreografia de dança pelos Noivos de Sto. António, onde estes recém-casados casais, puderam mostrar ao público que dança também é com eles.

O desfile das Marchas Populares começou pouco depois das 21h00 e terminou pela 01h30 da manhã.

 

A ordem de entrada para a sua actuação foi:

 

Convidadas:
- BAIRRO DOS ANJOS (LEIRIA)
- RUA DA CABINE (QUARTEIRA)
- VERDE GAIO DE LORDOSA (VISEU)

 

Sem vertente competitiva:
- MARCHA INFANTIL “A VOZ DO OPERÁRIO”
- MARCHA DOS MERCADOS
- MARCHA SANTA CASA

Competitivas:
1ª MARCHA DE ALFAMA
2ª MARCHA DE BENFICA
3ª MARCHA DA MADRAGOA
4ª MARCHA DO ALTO DO PINA
5ª MARCHA DE CARNIDE
6ª MARCHA DE PENHA DE FRANÇA
7ª MARCHA DE CAMPO DE OURIQUE
8ª MARCHA DA BICA
9ª MARCHA DO CASTELO
10ª MARCHA DA AJUDA
11ª MARCHA DE SÃO VICENTE
12ª MARCHA DA MOURARIA
13ª MARCHA DE SANTA ENGRÁCIA
14ª MARCHA DE ALCÂNTARA
15ª MARCHA DE MARVILA
16ª MARCHA DA BELA FLOR – CAMPOLIDE
17ª MARCHA DE BELÉM
18ª MARCHA DOS OLIVAIS
19ª MARCHA DA GRAÇA
20ª MARCHA DO BAIRRO ALTO

Deve ter sido uma tarefa difícil para o Júri das Marchas Populares de Lisboa 2017 decidir a Marcha vencedora das 20 concorrentes, sendo a escolhida para o primeiro lugar pelo segundo ano consecutivo a Marcha de Alfama, ficando em segundo lugar a do Bairro Alto e em terceiro a da Madragoa.

As classificações de todas as Marchas Participantes:

1º MARCHA DE ALFAMA
2º MARCHA DO BAIRRO ALTO
3º MARCHA DA MADRAGOA
4º MARCHA DE ALCÂNTARA
5º MARCHA DA BICA
6º MARCHA DE CARNIDE
7º MARCHA DA GRAÇA
8º MARCHA DO CASTELO
9º MARCHA DE SÃO VICENTE
10º MARCHA DE PENHA DE FRANÇA
11º MARCHA DA MOURARIA
12º MARCHA DA AJUDA
13º MARCHA DOS OLIVAIS
14º MARCHA DA BELA FLOR – CAMPOLIDE
15º MARCHA DE MARVILA
16º MARCHA DE CAMPO DE OURIQUE
17º MARCHA DE BELÉM
18º MARCHA DO ALTO DO PINA
19º MARCHA DE BENFICA
20º MARCHA DE SANTA ENGRÁCIA

 

O júri foi composto por:
Presidente do Júri:
- Pedro Santos Franco

Apreciação da Coreografia:
- André Teodósio

Apresentação da Cenografia:
- Ana Pérez-Quiroga

Apreciação do Figurino:
- José António Tenente

Apreciação da Letra:
- Jorge Fernando

Apreciação da Música:
- Carlos Mendes

Apreciação Global:
- Marta Sobreira e Paulina Santos

Representante da EGEAC:
- Sofia Bicho

 

Venham as Marchas Populares/ Festas de Lisboa’18

 

 

Texto e Fotos: Pedro MF Mestre

 

 

clique na imagem para visualizar a fotorreportagem

 

Marchas dos Santos Populares de Cascais

 

Dia 10 de Junho, realizou-se mais uma edição das Marchas dos Santos Populares de Cascais. Este formato de reunir a actuação das Marchas do Conselho no Centro da Vila, era uma tradição já antiga mas descontinuada durante alguns anos.

 

Teve o seu reinício em 2012 com as Marchas Infantis, e em 2013 com todas as actuações do Conselho numa vertente não competitiva, simplesmente lúdica, cultural e de festa colectiva, ao contrário dos anos anteriores em que as Marchas Populares estiveram dispersas pelos diversos locais do Conselho, onde actuavam basicamente nas suas localidades de origem. Pelas 20h30 começa o desfile desde o Centro Cultural de Cascais até ao Mercado da Vila. Estando previsto o início da actuação pelas 21h30, já no Mercado da Vila, com o recinto replecto de público para receber os marchantes.

 

Este ano, houve 11 entidades que apresentaram no total 13 marchas, duas delas tiveram a apresentação de Marchas Infantis.

 

Nesta edição o tema é “Cascais Mágico”, em que todas as Associações/Colectividades dão vida a uma Marcha com esta música e letra comum e a coreografia da sua autoria. Estas entidades apresentam em geral uma Marcha própria de tema livre.

 

A Marcha “Cascais Mágico”:

 

Refrão:

Cascais Vila de e encanto
Terra de sonho e beleza
Descubro em cada recanto
Magia, romance e nobreza

O mar em tela de fundo
Belos parques pra passear
Cascais, misterioso e único
Onde todos querem voltar

Letra:

Palácios, chalés e castelos
Cada um com o seu enredo
Da Malveira a Carcavelos
Mantém o seu segredo

Guia, Guincho e Abano
A lenda nos faz lembrar
Que na Boca do Inferno
Caiu um cavalo branco a guinchar

Refrão

No Estoril há o Casino
Local de grande glamour
Entre jogo, arte e destino
O mistério transforma-se em cor

Terra de banhos de reis
E de gente fácil de amar
Artistas pintam com seus pincéis
A baía a abraçar o mar

Refrão

Seus fortes e fortalezas
De beleza singular
Escondem mitos e tesouros
Que vieram de além-mar

Com faróis sempre de vigia
Museus, ruelas e calçada
Cascais, onde há magia!
Cascais é vila encantada!

Refrão

 

A sequência da actuação das Marchas:

 

1) Grupo de Solidariedade Musical e Desportivo de Talaíde - Marcha Infantil
2) Grupo de Solidariedade Musical e Desportivo de talaíde - Marcha Adultos
3) Grupo Recreativo e Dramático 1º de Maio Tires - Marcha Infantil
4) Grupo Recreativo e Dramático 1º de Maio Tires - Marcha Adultos
5) Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental
6) Sociedade Familiar e Recreativa da Malveira da Serra
7) Sociedade Musical de Cascais
8) Sociedade Recreativa e Musical de Carcavelos
9) Sociedade de Instrução e Recreio de Janes e Malveira
10) Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Cascais
11) Grupo Recreativo Livramento Estoril Clube
12) Sociedade Musical Sortiva Alvidense
13) Centro de Cultura e Desporto do pessoal do Município de Cascais (CCD)

 

Texto e Fotos: Pedro MF Mestre

 

 

clique na imagem para visualizar a fotorreportagem

Volta ao Mundo em 80 Minutos (Estreia)

 

Filipe La Féria tem pela quinta vez uma peça em cena no Salão Preto e Prata do Casino do Estoril. Desta vez o desafio é para que o elenco, tendo como actor principal João Baião, consiga dar a Volta ao Mundo em 80 Minutos.

 

A estreia a 26 de Maio contou com uma recepção aos convidados, sendo alguns do mundo da arte e do espectáculo, tais como a conceituada atriz Eunice Muñoz. Terminada a peça, vêm os agradecimentos de Filipe La Féria à sua equipa e a todos os envolvidos para que fosse possível a realização da mesma. Dirigiu um convite especial às pessoas para que vão ao teatro, convite esse para a um público de todas as idades mas de uma forma particular às crianças. De seguida para fechar a noite, houve a “After hours Party” no Lounge do Casino do Estoril, para que os convidados tivessem um momento de lazer e diversão em conjunto com o elenco.

 

Quanto à peça, João Baião que interpreta Phileas Fogg inseparável do seu criado Passepartout. Phileas Fogg é inglês, e vive do Estoril. Um dia decide provar que se consegue dar a volta ao mundo em 80 minutos.

 

Contra os incrédulos, Phileas Fogg aposta uma quantia avultada de dinheiro e prepara-se para a viagem, que começa num balão. Após atravessar vários países, em que em cada um deles temos encenações e coreografias típicas, em conjunto com um excelente vídeo de fundo que complementa a peça em palco. Nesse vídeo também dão a cara Fernando Mendes e Herman José.

 

Há vários momentos de interactividade directa de João Baião como público. O elenco contou com vozes fantásticas como a Dora, Paula Sá, Ricardo Soler, Catarina Pereira, Carina Leitão, Samuel de Albuquerque, uma excelente equipa de 16 bailarinos e dois acrobatas.

 

A poucos segundos de terminar os 80 minutos, Phileas Fogg ainda está em Nova Iorque, será que ele consegue vencer a aposta? Sim, consegue, mas venha ver por si próprio como…

 

O espectáculo está em exibição de 5ª a Domingo com os seguintes horários:

5ª, 6ª e Sábado: 21h30
Sábado e Domingo: 17h00

Os bilhetes estão à venda no Casino do Estoril, Teatro Politeama, Bilheteira Online e Fnac.

 

Texto e Fotos: Pedro MF Mestre

 

 

clique na imagem para visualizar a fotorreportagem

 


 

quinta-feira, 20 de setembro de 2018 – 22:00:21

Pesquisar

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...