15 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Novas confirmações no cartaz Sumol Summer Fest 2017

 

30 de junho e 1 de julho

Ericeira Camping, Ericeira

 

É no Sumol Summer Fest que se aquecem os motores para as férias e para o verão, com ponto de encontro no Ericeira Camping e a promessa de um fim de semana “Wild”. Numa edição repleta de novidades, as temperaturas prometem subir com os ritmos contagiantes e sonoridades que vão invadir a Ericeira em dois dias que se querem inesquecíveis.

 

Com uma localização privilegiada no Ericeira Camping, num cenário de praia na emblemática vila da Ericeira com toda a mística associada à meca do surf e um camping 5 estrelas, o Sumol Summer Fest está de regresso nos dias 30 de junho e 1 de julho, mesmo a tempo de celebrar o início das férias de verão com os amigos, praia a menos de 500 metros, a melhor música e o melhor ambiente.

 

Prepara-te para um fim de semana Wild!dá o mote à 9ª edição do Sumol Summer Fest.Mais do que um festival, este vai ser um fim de semana completamente diferente, onde o público pode quebrar a rotina e viver momentos wild com os amigos ao som das suas bandas preferidas. Depois de Sean Paul, chegam novas confirmações que asseguram isso mesmo: Post Malone, um dos rappers mais promissores da atualidade, Valas, a grande aposta do hip hop nacional, e Digital Farm Animals, projeto do DJ/produtor londrino responsável por alguns dos maiores êxitos da atualidade.

Do cartaz do Sumol Summer Fest vai também fazer parte o concerto único A História do Hip Hop Tuga, que vai reunir em palco um naipe luxuoso para contar a história dos últimos 20 anos da cultura hip hop em Portugal, através das músicas mais emblemáticas do género. Este concerto conta com grandes nomes como: Ace e Presto, Allen Halloween, Bispo, Black Company, Capicua, Chullage, Dealema, Dengaz, Dillaz, GROGNation, Holly Hood, NBC, NGA, Sam The Kid, Valete, Sir Scratch, Tekilla e Nel Assassin nos pratos. Absolutamente imperdível!

 

 

Novas confirmações no cartaz do 9º Sumol Summer Fest

 

30 JUN, Palco Sumol

A História do Hip Hop Tuga

 

Estamos em 2017 e a Cultura Hip Hop tomou conta das gerações mais novas, encontrando-
-se hoje mais forte que nunca. O Hip Hop passou à frente dos outros estilos numa geração que vive da internet e de tudo o que a internet nos possibilita. Os números não mentem. Há artistas nacionais independentes a bater recordes de visualizações no Youtube e a dar motivos à própria indústria para se render ao Hip Hop, sem preconceitos.


Para chegar aqui foram precisos mais de 20 anos e muito trabalho dos MCs e produtores de Rap em Portugal, que derrubaram barreiras e conseguiram passar mensagens, nem sempre convenientes e por vezes polémicas, porque o Hip Hop é isso mesmo, um espelho da liberdade.


Este ano, a programação do Sumol Summer Fest integra um concerto que conta esta história, através das músicas que marcaram estes 20 e poucos anos de cultura.

Com Nel Assassin nos pratos, em aproximadamente 1h30 de espetáculo, esta viagem no tempo vai relembrar o percurso, a evolução e as memórias de toda esta cultura, através de vídeo e músicas que vão desde "Não Sabe Nadar" dos míticos Black Company até "Lembra-
-te" de Bispo, passando por temas de Ace e Presto, Allen Halloween, Capicua, Chullage, Dealema, Dengaz, Dillaz, GROGNation, Holly Hood, NBC, NGA, Sam The Kid, Valete, Sir Scratch e Tekilla. E todos eles estarão em palco.

 

Um momento único e histórico, absolutamente a não perder, no Sumol Summer Fest.

 

 

1 JUL, Palco Sumol

Post Malone

 

Para o norte-americano Post Malone, antes da música veio o basquetebol. Uma paixão que ainda hoje traz consigo, a começar pelo nome: Austin Richard Post escolheu ser Post Malone em homenagem a Karl Malone, jogador de basquetebol. Na sua música não faltam referências ao desporto. Contudo, na vida de Post Malone, os pontos não vêm com cestos, mas com os melhores beats e rimas... Aos 16 anos começou a trabalhar na primeira mixtape e um pouco mais tarde editou o irresistível “White Iverson”, que já conta com mais de 250 milhões de visualizações no Youtube. Em 2016 editou o primeiro álbum, “Stoney”, onde estão incluídas músicas como "Go Flex", “Too Young” ou “Congratulations”, três dos maiores sucessos deste rapper. O disco conta com as participações de grandes nomes como Justin Bieber, Quavo ou Kehlani.

 

 

30 JUN, Palco Sumol

Digital Farm Animals

 

Chama-se Nicholas Gale, mas é conhecido como Digital Farm Animals. Jovem londrino, DJ, produtor, cantor e nome emergente da música electrónica mundial, é o homem por trás de alguns dos maiores sucessos de artistas como Dua Lipa, Galantis, Will.I.Am, Little Mix, Louisa Johnson, R Kelly, entre outros. Começou a fazer música há mais de 15 anos, no seu quarto, e as coisas não mudaram assim tanto… Apesar de já ter passado por palcos de todo o mundo, o foco continua a estar na sua secretária e no seu computador. São muitas as experiências que vai acumulando, mas é aí que continua a sentir-se mais à vontade: na produção de música eletrónica. Fã de Coldplay, Muse ou Radiohead, a verdade é que escolheu a música pop para brilhar. E é isso que tem feito.”Only One”, em colaboração com Sigala, ou “Millionaire”, com Cash Cash e Nelly, são dois bons exemplos do melhor que este produtor londrino já fez, ambas com o maravilhoso condão de sacudir os ossos de quem ouve, como provam os milhões de visualizações no Youtube.

 

 

1 JUL, Palco Sumol

Valas

 

Como acontece com muitos dos melhores rappers da atualidade, também Valas escreveu os primeiros versos e compôs as primeiras gravações no seu próprio quarto. Mas quando o talento é demasiado evidente, as palavras do rap nunca ficam limitadas às fronteiras de quatro paredes. Johnny Valas foi, desde sempre, um ávido consumidor de Hip Hop, absorvendo a arte de nomes como Sam The Kid, Boss AC, Allen Halloween, Fuse ou VRZ. Apesar destas influências, sempre procurou um estilo muito próprio, o mais original possível, e tem sido assim desde que, em 2009, teve a sua primeira oportunidade para cantar ao vivo, altura em que passou a encarar a música de forma profissional.

Valas tem mostrado o seu talento em vários projetos de sucesso, como o coletivo Nébula, em conjunto com o produtor Lhast, ou o grupo Matilha 401, com o qual já deu mais de 100 concertos em Portugal. Em 2016 editou “Raízes de Pedras”, um disco fiel às suas origens alentejanas, e assinou contrato com a editora Universal, editando pouco depois, já com o carimbo desta multinacional, o bem-sucedido single “As Coisas”.

 

 

 

QUIKSILVER BOARDRIDERS ERICEIRA integra festival com programação de Música e Skate: Sumol Summer Fest acolhe mais uma edição do DC KING OF THE PARK

 

 

Foto de Ricardo Bravo

 

O Quiksilver Boardriders Skate Park é um park único em Portugal pela sua localização junto ao mar e à maior surf shop de Portugal, reunindo o espírito do surf e do skate num só espaço. Com 1200 m2, este skate park é um dos maiores e mais versáteis do país, por ter uma boa conjugação de street e bowls, sendo um deles um dos maiores Bowls do país.

 

 

 

A competição mais divertida do ano está de volta à Ericeira.

Este Verão, o DC KING OF THE PARK ‘invade’ o Sumol Summer Fest com uma competição cheia de animação, momentos bem divertidos e claro, muito skate.

 

Em 2017, nenhum skater vai querer faltar ao Sumol Summer Fest. Para além de música, sol, praia e sabor a Verão, este ano o skate park da Boardriders Ericeira integra o festival e, por isso, muito skate e muita animação estão também confirmados para o fim de semana mais aguardado na Ericeira.

 

O DC KING OF THE PARK vai receber os melhores skaters de todo o País para disputar um Prize Money bem apetecível. Conforme manda a tradição, haverá uma fase para encontrar o melhor atleta do dia, na zona de Street Skate, e só depois será encontrado o skater mais “rápido” na tradicional Death Race. O skater que conseguir conjugar as melhores pontuações nas duas fases competitivas será coroado o novo King of the Park.

Já se sabe que os momentos mais divertidos estão reservados para a Death Race. Esta competição consiste numa corrida de skate, num circuito pré-definido, onde vale “quase tudo”: muita velocidade, algumas quedas, um ou outro encontrão e outros truques para atrasar os adversários.

Tiago Lopes, Gustavo Ribeiro, Francisco Lopez e Nuno Cardososerão os anfitriões de serviço. Os team riders da DC Shoes Portugal não vão faltar à chamada e prometem fazer aquecer ainda mais os ânimos nestes dois dias de Sumol Summer Fest.

Tudo boas razões para marcar já na agenda as datas do Sumol Summer Fest. O DC King of the Park, na Boardriders Ericeira promete ser melhor que nunca!!

 

 


 

Team riders DC:

 

Tiago Lopes– foi campeão Nacional de Skate Profissional com apenas 16 anos e é sem dúvida, um dos mais talentosos skaters nacionais da atualidade. É o 'campeão' das redes sociais e o skater português com mais seguidores no Instagram. Em Janeiro de 2017, recebeu o «The Game Changer Award», prémio atribuído pelo Street League Skateboarding, que elege anualmente um novo talento da modalidade, a nível mundial.

 

Gustavo Ribeiro– tem apenas 16 anos, mas já conta com 10 em cima de um skate. Começou a andar bem novo e a competir com apenas 6 anos de idade. Já foi Campeão Nacional nas três categorias que se disputam em Portugal: Iniciados, Amadores e Prós. É bi-campeão em título e foi o mais jovem skater português a alcançar o título na Categoria máxima em competição.

 

Nuno Cardoso– vem do Porto e é uma referência nacional em manobras de manual. Já venceu a eliminatória portuguesa do Red Bull Manny Mania, que o levou a Nova Iorque a representar Portugal na final mundial.

 

Francisco Lopez– com 40 anos de idade e 30 de skate, «França» é conhecido como o arquitecto skater, por ser o responsável pela projecção de inúmeros skate parks espalhados pelo País. Foi tri-campeão nacional na categoria Profissional e, apesar da idade, continua a fazer parte do top ten nacional desta categoria.

 

Obviamente que também aqui a Música não podia faltar, e neste espaço estará o Palco Quiksilver Boardriders:

 

 

30 JUN, Palco Quiksilver Boardriders

DJ Dadda

 

O percurso de DJ Dadda começou em 2010 no mundo soundsystem com os Rastafire Sound. Foi desde cedo considerado um dos melhores DJs no panorama do reggae & dancehall em Portugal, tendo percorrido o país a tocar. O seu trajeto no mundo soundsystem culminou em 2013 com uma actuação no palco reggae do MEO SW e com um programa de 30 minutos na rádio oficial do MEO SW. Em 2014 começou a sua carreira a solo, desta vez mais no registo do hip-hop, tendo já tocado em quase todos os spots de referência do hip-hop em Portugal. Desde 2016 que tem um programa de rádio (a Bridgetown Radio), com duração de 1h, onde passa um set que viaja pelo melhor da música urbana, com destaque para o hip hop, trap e dancehall. O programa está atualmente na Mega Hits, às segundas-feiras, pelas 22h00. Também em 2016 DJ Dadda tornou-se o DJ oficial de Plutónio e de Mishlawi, com quem tem andado na estrada, e está a preparar uma mixtape com temas exclusivos de artistas nacionais de renome.

 

 


 

30 JUN, Palco Quiksilver Boardriders

insch

 

Na Ericeira há o melhor surf, mas não só. Também há boa música, e, neste caso, um rock cheio de personalidade. Com Manel Gomes no baixo, Miguel Rodrigues na bateria e Tiago Duarte na guitarra e voz, os insch nasceram para “matar essa imensa saudade de tocar”. O objetivo era modesto, mas não se ficaram por aí. Já foram considerados pela Balcony TV como banda do ano 2015 em Portugal e um dos "8 artistas musicais desconhecidos que tem mesmo de conhecer" para a New In Tow. Além disso, também já foram entrevistados um pouco para todo o mundo, da Argentina à Austrália. Em maio de 2016 editaram o primeiro disco (totalmente gravado na Ericeira), que logo na primeira semana atingiu o top 10 de vendas digitais em Portugal. A gravação esteve a cargo de António Côrte-Real (UHF) e Wilson Silva (More Than A Thousand), com participação de Pedro Lousada (Blasted Mechanism). Entre o grunge dos 90’s e nu-metal do início dos anos 00’s, os insch prometem continuar a dar que falar em 2017.

 

 

30 JUN, Palco Quiksilver Boardriders

Fugly

 

As garagens ainda têm muito para dar ao mundo. E os portuenses Fugly são um bom exemplo disso. O líder é Pedro Feio, também conhecido por “Jimmy”, alguém capaz de equilibrar dentro de si um técnico de som com um miúdo da escola secundária. “Jimmy” está acompanhado pela guitarra eletrizante de Nuno Loureiro, o baixo groove de Rafael Silver (The Lazy Faithful) e a explosiva bateria de Gil Costa (The Lazy Faithful e White Haus). Juntos têm animado a cena punk, primeiro nos palcos da cidade do Porto, mas cada vez mais em todo o país. A descrição feita pelos próprios é bem sugestiva: “proto-pizza e banana-
-punk, rock-lobster e tartarugas ninja, garage dum miúdo da escola secundária misturado com psicadelismos e a complexidade de quem passou a vida a ouvir tudo o que foi feito nos anos 60 e 70”. E esse lado melómano também se nota perfeitamente no EP de estreia, “Morning After”, registo editado em 2016.

 

 

1 JUL, Palco Quiksilver Boardriders

Sensi DJ Set

 

Vasco Monteiro Pinto Ferreira é Sensi para o mundo da música. Desde cedo teve a oportunidade de conviver de perto com os melhores artistas e produtores nacionais, inspirações que vieram a ser decisivas no seu percurso – e hoje é o próprio Sensi um dos nomes mais interessantes da nova música portuguesa. Tem dois álbuns editados, sendo que "Pequenos Crimes entre Amigos" é o seu trabalho mais recente, lançado no fim de 2013 pela editora Sony Music Portugal. Fruto deste sucesso, foi convidado para fazer um DJ Set no Copenhagen Bar em Lisboa, e desde aí nunca mais parou de o fazer. O DJ Set é rico em hip hop, soul, R&B ou funk… Ou seja, territórios em que Sensi se sente perfeitamente à vontade. O músico já deu a conhecer este seu lado em sítios como o Park Lisboa, Musicbox, Main, Bliss, Seven Vilamoura, Meo Spot Portimão, Hard Club Porto, entre outros.

 

 

1 JUL, Palco Quiksilver Boardriders

The Zanibar Aliens

 

Desde um baterista que nunca tinha tocado bateria até ao facto de terem sido expulsos das salas de ensaio e das casas de familiares, o início dos Zanibar Aliens não foi fácil. Mas Carl Fernandes, Filipe Fernandes, Martim Seabra, Ricardo Pereira e Diogo Braga mantiveram-se firmes no objetivo de ressuscitar o espírito do velho rock. Sobre eles já se escreveu que “não são a típica banda de rock portuguesa”. Influenciados por bandas como Black Sabbath, Deep Purple ou Led Zeppelin, os Zanibar Aliens soam, de facto, a um outro tempo. Mas isso não os tem impedido de conquistar fãs, atuando em alguns dos principais palcos e festivais do país.

Em 2016 o disco de estreia: “Bela Vista”. E está lá tudo aquilo que define os Zanibar Aliens: o amor pelo passado do rock, por todos aqueles que fizeram essa história, mas também a urgência de quem vive agora, no presente, os seus próprios verdes anos.

 

 

1 JUL, Palco Quiksilver Boardriders

The Slunflowers

 

O Porto sempre foi uma cidade marcada por ter muito (e bom) rock, e assim continua, como prova a banda The Sunflowers. Este duo, formado em 2014, ainda não parou de fazer música, com uma ética punk adaptada ao século XXI: fazer e lançar na internet, para o mundo ouvir. Nós agradecemos.

Em 2016 gravaram o primeiro disco: “The Intergalactic Guide To Find The Red Cowboy”. Está lá tudo o que interessa: muita distorção, a urgência do punk, canções directas ao assunto e um subentendido elogio do mosh. Mas o conselho dos próprios Sunflowers é para que não compliquemos: “Somos uma banda rock e tocamos música rock para pessoas que gostam de ouvir música rock e assistir a concertos de música rock.” Vamos a isso, então.

 

 

 

Bilhete conjunto Sumol Summer Fest + MEO Sudoeste, disponível por apenas 120€

 

Pela primeira vez, está disponível um bilhete conjunto Sumol Summer Fest e MEO Sudoeste, para todos os dias e campismo incluído para ambos os Festivais, e por um preço imbatível de 120€

As férias de verão começam, assim, na Ericeira, e seguem para a Zambujeira do Mar.

 

 

Mais novidades a anunciar brevemente.

 

 

#SUMOLSUMMERFEST

#ESTÁTUDOÀSOLTA

 

 

Já confirmados:

 

30 de junho

 

Palco Sumol

 

A História do Hip-Hop Tuga:

Ace e Presto, Allen Halloween, Bispo, Black Company, Capicua, Chullage, Dealema, Dengaz, Dillaz, GROGNation, Holly Hood, NBC, NGA, Sam The Kid, Valete, Sir Scratch, Tekilla e Nel Assassin

Digital Farm Animals

 

Palco Quiksilver Boardriders

 

DJ Dadda

insch

Fugly

 

Skate:

DC King of the Park – treinos livres

Team Riders DC

 

 

1 de julho

 

Palco Sumol

 

Sean Paul

Post Malone

Valas

 

Palco Quiksilver Boardriders

 

Sensi DJ Set

The Zanibal Aliens

The Sunflowers

 

Skate:

DC King of the Park – competição

Team Riders DC

 

 

 

Informação de Bilhetes:

 

·         Passe 2 dias com Camping– 38€

·         Passe 2 dias sem Camping– 30€

·         Bilhete diário– 22€

·         Bilhete conjunto Sumol Summer Fest + MEO Sudoeste– 120€

 

 

Locais Oficiais de Venda:

Blueticket.pt Call Center Informações e reservas 1820 (24 horas), no Facebook, FNAC e em bilheteira.fnac.pt, lojas Worten, El Corte Inglês, ABEP, Portimão Arena; Turismo de Lisboa, lojas Media Markt, Bilheteiras MEO Arena, rede PAGAQUI, Agências Top Atlântico.

 

Packs com bilhete, viagens e alojamentoem Festicket.com

Periodicidade Diária

quarta-feira, 30 de setembro de 2020 – 00:36:25

Pesquisar

Como comprar fotos

Reportagens fotográficas em preparação

- 12 Horas do Estoril - Pitlane-Treinos Livres
 
publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...