13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

R4F = Corrida + Diversão

 
Fundado há pouco mais de um ano (02.07.2009), o Run 4 Fun (R4F) é,
actualmente, um dos mais dinâmicos “clubes de pelotão” portugueses.
 
Como tudo aconteceu?
 
João Ralha treinava na zona da Expo e António Eusébio na de Belém, mas, não se conheciam. Em comum tinham o facto de ambos serem profissionais liberais que praticavam atletismo e que ... corriam com Paulo Marcos. Este convidou-os a formarem um clube e, depois, entre os três, escolheram um nome…que fosse diferente e diferenciador, que revelasse uma atitude e um estado de espírito.
 
Acabara de surgir o “Run 4 Fun”, que, além dos três mencionados anteriormente, teve mais onze atletas fundadore/as.
 
O R4F tem como principal objectivo levar à prática da corrida pessoas cujas profissões e responsabilidades, tradicionalmente, as afastam da mesma. Para este efeito, os principais mentores do projecto pretendem assegurar que todos os membros do clube participem regularmente nos treinos, que se realizam em diversos locais, e nas principais provas de 10 kms, 15 kms, Meia-Maratona e Maratona, que se realizem nas zonas de influência dos locais de treino
 
Quiçá como fruto das suas actividades profissionais, o Run 4 Fun também apresenta um modelo de gestão semelhante ao de uma empresa.
 
Assim, o núcleo fundador dirige e toma as opções estratégicas na fase de incubação e de crescimento do clube, existindo, ainda, uma estrutura matricial onde os membros têm responsabilidades por provas/distâncias, geografias (em três continentes) ou actividades (merchandising, relações institucionais, etc).
 
Quanto ao financiamento do clube, até ao momento, o mesmo provém, quase exclusivamente, da comparticipação que cada membro suporta para fazer face às despesas do clube. Neste âmbito, o R4F tem contado com materiais e logísticos de duas empresas: PluraImagem (para camisolas e merchandinsing) e Gatorade. Para haver uma mais fácil interacção entre todo/as o/as integrantes, as novas tecnologias são essenciais, nomeadamente, o blogue www.run4f.blogspot.com
 
O clube é de adesão estritamente voluntária e não cobra quotas. A adesão ao R4F pressupõe a recomendação do novo membro por algum dos membros actuais e, ainda, a aprovação por um dos membros fundadores. O Clube tem mais de cinco dezenas de atletas amadoras, todo/as adepto/as das corridas de meio fundo e fundo (sete são maratonistas, um dos quais ultra maratonista e, até ao final deste ano, prevê-se que mais quatro ou cinco se estreiem na maratona)  e, também, é gerido numa base voluntária. Para muitos, o principal divulgador e a cara mais notória do Run 4 Fun é Paulo Marcos, mas, neste primeiro ano de existência João Ralha, António Eusébio, Miguel Correia, Miguel San Payo, Victor Lopes, Paulo Sousa e João Fialho foram os voluntários mais activos.
 
A idade média dos atletas é superior a trinta anos, sendo que as senhoras constituem quase 30% do total de efectivos. Nas palavras de Paulo Marcos, “o nosso associado tipo é um quadro superior de uma grande empresa, empresário ou professor universitário e tem uma vida cheia de trabalho e responsabilidade. O Run 4 Fun é como que uma família de entreajuda, em que os membros mais veteranos ajudam os mais neófitos a conseguirem os seus objectivos”.
 
A exemplo de outros clubes não constituídos juridicamente, o R4F não tem sede. Tem núcleos regionais em Lisboa (Expo e Belém), Madrid, São Paulo, Luanda, Setúbal, Oeiras e Sintra. E o processo de internacionalização e de expansão continua…
 
Dedicando-se exclusivamente ao atletismo, o clube que ora apresentamos, canaliza todos os seus esforços para o apoio aos seus atletas, fazendo as inscrições de forma centralizada para que o desejem, encomendando os equipamentos e organizando de forma mais eficiente a logística de transporte. Para além disso, o Clube fornece aos seus membros a possibilidade de encontrarem pessoas como eles, com as mesmas motivações em termos de hobbye, o que torna a prática desportiva bastante mais alicerçada em motivações comuns que extravasam o âmbito meramente desportivo.
 
Para o futuro, a organização de provas é um aspecto que não se encontra descurado pelos mentores do R4F, que, actualmente, promovem treinos com várias associações profissionais, como as de Gestores, Economistas, Médicos e Engenheiros, no sentido de recuperar para a prática desportiva aquelas pessoas cuja vida profissional é tão absorvente que perderam o hábito de fazer desporto.
 
A terminar, deixamo-vos algumas histórias divertidas vividas pelos atletas do Run 4 Fun.
 
Na Maratona Carlos Lopes. tivemos membros do clube  a acompanhar os maratonistas, mormente na sua parte final. Num dos casos, uma das nossas colegas atletas, médica de profissão, acompanhou a partir dos 35 km um dos Maratonistas. E não é que ela lhe estava sempre a dizer para ir mais devagar, que, depois de tantos quilómetros, já devia estar muito cansado (!)… Até que, não aguentando mais, ficou para trás… para acompanhar uma outra maratonista do nosso clube que vinha mais devagar num ritmo que ela já conseguia acompanhar…
 
E que dizer no Grande Prémio do Aqueduto (28 de Outubro de 2008), onde foram vários os atletas que, deslumbrados com a beleza do último quilómetro, em travessia pelo Aqueduto que dava o nome à prova, pararam para tirar fotografias…O tempo? O que importa isso, quando se tem uma visão panorâmica ímpar sobre o vale de Alcântara e o rio Tejo! Run 4 Fun!”, conta-nos Paulo Marcos.
 
 
Este é apenas o começo da história de um clube que quer crescer e que está disponível para receber todo/as o/as atletas do pelotão que sintam que, com companhia, poderão evoluir no seu desempenho na corrida.
 
 
 
 
  2

Periodicidade Diária

sábado, 20 de julho de 2019 – 22:42:37

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...