18 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Rafael F. dos Santos - piloto lusodescendente a brilhar no motociclismo suíço e italiano

 

Temos connosco Rafael Fernandes dos Santos, um jovem de 21 anos, luso-descendente nascido e crescido na cidade de Chiasso na Suíça. O seu agregado familiar, para além dos pais é composto pelo irmão de 16 anos e ainda, como menciona o próprio, um pequeno cão que também faz parte da família.

(Rafael com o seu amigo e patrocinador principal Samuele Poletti)

 

Rafael dos Santos é jardineiro por profissão e recentemente descobriu a sua paixão pelas pistas de motociclismo. Esta paixão é recente, em que começou a competir com motos Pit-Bike de 125cc.

 

A partir daí tem participado em diversas corridas organizadas pela SMC de Como, na Itália, onde pode apurar as suas competências para ser vencedor de corridas, na perspectiva amadora.

 

Já conta com alguns pódios no palmarés e preparou-se bem para o grande desafio, o “Campeonato SMC CUP de 2024” que teve início a 3 de Junho.

 

A agradecer, tem um grande Muito Obrigado à família, assim como ao primeiro apoio e patrocinador, o amigo de infância Samuele Poletti, da DBSS Marketing.

 

Diz Rafael: “Estou determinado a dar o meu melhor e buscar a vitória neste campeonato!"

AMMA: Quais são os maiores desafios que enfrentou ao começar a sua carreira de piloto de motociclismo?

Rafael Fernandes dos Santos: Os maiores desafios foram dois: no início quando eu era muito lento em relação aos outros era conseguir chegar ao nível deles e por vezes vencê-los. O segundo foi não desistir mesmo quando não conseguisse vencer.

AMMA: Quais são os seus objetivos de curto prazo como piloto de motos?

RFS: O primeiro objetivo é ganhar o campeonato. O segundo é aprender, ganhar experiência e talvez até subir de nível se possível.

 

AMMA: Como é a sua rotina de treino e preparação para as corridas?

RFS: O programa é treinar 4 vezes por semana no ginásio cerca de uma hora e meia de cada vez e também correr na pista 3 vezes por semana.

 

AMMA: Como é lidar com as expectativas dos fãs e da comunicação social enquanto ainda está no início da sua carreira?

RFS: Por enquanto, estando no início, não tenho muita pressão e os melhores fãsque tenho é a família.

 

AMMA: Que conselhos daria para jovens que um dia sonham ser pilotos motas?

RFS: O meu conselho é aprender com quem é melhor, pedir conselhos a eles e não desistir mesmo quando as coisas não acontecem como esperamos.

 

AMMA: Como é equilibrar a vida pessoal e profissional como piloto em ascensão?

RFS: Também há muita gente que te elogia e é importante ficar sempre com os pés no chão então tem também a minha família que sempre esteve comigo mesmo antes de eu começar a correr.

AMMA: Qual foi o momento mais memorável da sua carreira até agora?

RFS:O momento mais memorável foi a primeira vitória onde consegui vencer contra um campeão europeu na chuva.

 

AMMA: Quais as maiores dificuldadespelas quais passou? Tem os apoios necessários?

RFS: As dificuldades que me esperam no futuro são conseguir vencer os meus rivais e conseguir dividir-me entre o trabalho e as motos. Apoios só da minha família e do meu primeiro apoio e patrocinador, amigo de infância Samuele Poletti, da DBSS Marketing, como já mencionei anteriormente.

 

AMMA: Gostaria de competir futuramente em Portugal? Representar Portugal no cenário internacional de motociclismo?

RFS: Ficaria muito feliz por poder correr em Portugal e seria também uma boa experiência e um bom desafio. Num cenário internacional seria uma honra correr a representar Portugal.

 

Texto: Vitor Gomes

Fotos: Arquivo de Rafael Ferreira dos Santos

 

Periodicidade Diária

terça-feira, 23 de julho de 2024 – 20:14:47

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...