13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Red Bull Air Race World Championship: Penúltima etapa coloca pressão máxima na luta pelo título

 

Depois da passagem pelo Médio Oriente, pela Ásia e pela Europa, a Red Bull Air Race World Championship atravessa o Atlântico para as derradeiras etapas de 2018. O lendário circuito automóvel de Indianápolis é no próximo fim de semana o destino dos melhores pilotos da aviação desportiva do planeta. Na corrida pelo título há três pilotos que tudo farão para levar pela primeira vez o troféu mais cobiçado!

 

A Red Bull Air Race World Championship continua ano após ano a mostrar toda a sua competitividade, com os melhores pilotos do planeta a mostrarem a evolução de um desporto centenário que entrou numa nova dimensão a partir de 2003. Neste momento entramos já na reta final da época de 2018, com seis corridas já disputadas no Médio Oriente, Ásia e Europa. Mantendo a tradição dos últimos anos, a competição atravessa o Atlântico no próximo fim de semana (6 e 7 de outubro) rumo ao lendário circuito automóvel de Indianápolis.

 

À chegada aos Estados Unidos da América, vive-se um dos momentos mais emocionantes de toda a temporada, com o lote de candidatos ao título a afunilar cada vez mais. Praticamente de fora desta luta está o atual Campeão do Mundo, o japonês Yoshihide Muroya, que se encontra na quarta posição da Master Class, a 30 pontos do líder. No entanto, o “samurai dos céus” é sempre favorito neste circuito – foi precisamente aqui que venceu no ano passado a corrida do título.

 

O homem do momento é claramente Martin Šonka, que os portugueses recordam depois da vitória no ano passado sobre as águas do Douro. Vencedor das últimas três etapas – um feito até hoje apenas alcançado por três pilotos – o piloto checo parece ter encontrado a fórmula ideal para voar na frente. O seu mais direto perseguidor é o australiano Matt Hall, que partilha com Šonka um passado ao serviço das Forças Armadas. Logo a seguir está uma das maiores surpresas deste ano, o norte-americano Michael Goulian – que ocupou a liderança durante a primeira fase do campeonato e está a viver a sua melhor fase de sempre. A voar em casa, Goulian tem a motivação que precisa para tomar de assalto o comando, uma vantagem que terá também na última etapa de Fort Worth.

 

 

 

Periodicidade Diária

sexta-feira, 19 de julho de 2019 – 03:31:42

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...