13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Red Bull Air Race World Championship 2018: Campeão do Porto levou o Título

 

Martin Šonka conquistou no Texas o seu primeiro título mundial da Red Bull Air Race World Championship, deixando cair na meia final as esperanças norte-americanas com a eliminação de Michael Goulian. O piloto checo, que o público português viu vencer a última corrida disputada sobre as águas do Douro, sucedeu assim a Muroya no domínio da classe rainha da aviação desportiva.

 

O desporto corre-lhe nas veias desde muito cedo, primeiro com uma carreira de doze anos dedicada à ginástica e depois com todas as energias concentradas na aviação – onde começou a voar com apenas 17 anos. O checo Martin Šonka é o Campeão de 2018 da Red Bull Air Race World Championship, depois de uma vitória categórica conquistada no último fim de semana no Texas na derradeira etapa do campeonato. Este piloto está ainda bem presente na memória do público português, uma vez que foi o último a vencer a competição sobre as águas do Douro. A ação decorreu numa pista de automóveis lendária – a Texas Motor Speedway – e encerrou da melhor forma uma das épocas mais disputadas de sempre.

 

Confiante na chegada ao Texas, o norte-americano Michael Goulian era o mais forte candidato ao título, depois de ter alcançado nas sete corridas anteriores os melhores resultados da sua carreira. No entanto, nem o apoio do público, nem a vantagem de pontos foram suficientes para travar o ascendente de Martin Šonka. Acabou por ser o próprio piloto checo a ditar a sua eliminação durante a meia final (Ronda de 8) por uma expressiva vantagem de cinco segundos – quatro deles decorrentes de penalizações.

 

A grande final da Master Class revelou-se um verdadeiro teste de nervos e acabou por ter reflexos nas contas do campeonato, colocando Martin Šonka - que foi o último a voar - em primeiro lugar, o australiano Matt Hall em segundo e Goulian em terceiro. A consolação para o orgulho americano veio pela mão do veterano Kirby Chambliss, que subiu no Texas ao terceiro lugar do pódio.

 

Na categoria de promoção, a Challenger Class, o título mundial sorriu a Luke Czepiela. O polaco terminou o ano com o mesmo número de pontos do alemão Florian Berger, obrigando a organização a aplicar os critérios de desempate previstos nos regulamentos.

 

A Red Bull Air Race World Championship regressa em 2019, com um calendário de corridas a anunciar oportunamente.

 

CLASSIFICAÇÕES FINAIS 2018:

 

MASTER CLASS

1º Martin Šonka República Checa 80 PONTOS

2º Matt Hall Austrália 75 PTS

3º Michael Goulian EUA 73 PTS

4º Mika Brageot França 41 PTS

5º Yoshihide Muroya Japão 40 PTS

6º Kirby Chambliss EUA 34 PTS

7º Ben Murphy UK 29 PTS

8º Pete McLeod Canadá 27 PTS

9º Juan Velarde Espanha 24 PTS

10º Nicolas Ivanoff França 22 PTS

 

CHALLENGER CLASS

1º Luke Czepiela Polónia 36 PONTOS

2º Florian Berger Alemanha 36 PTS

3º Kevin Coleman EUA 30 PTS

4º Baptiste Vignes França 28 PTS

5º Kenny Chiang China 26 PTS

6º Daniel Ryfa Suécia 22 PTS

7º Patrick Davidson África do Sul 20 PTS

8º Mélanie Astles França 16 PTS

9º Dario Costa Itália 14 PTS

10º Daniel Genevey Hungria 8 PTS

 

 

Periodicidade Diária

quinta-feira, 21 de março de 2019 – 13:33:42

Pesquisar

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...