13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Red Bull Air Race World Championship - época de 2019 arranca no próximo fim de semana em Abu Dhabi

 

 

Mantendo a tradição, as águas azul turquesa do Golfo Pérsico e os imponentes arranha céus de Abu Dhabi são o cenário escolhido para o arranque de mais uma temporada da Red Bull Air Race World Championship. A primeira corrida de 2019 descola nos dias 8 e 9 de fevereiro, dando assim início a uma volta ao mundo com oito paragens no Médio Oriente, Ásia, Europa e Estados Unidos da América.

 

Depois de uma intensa pré-época de preparação, onde os pilotos procuraram melhorar as suas prestações e os engenheiros tentaram ir ainda mais longe na melhoria técnica dos aviões, a Red Bull Air Race World Championship regressa no próximo fim de semana aos céus dos Emiratos Árabes Unidos. A ação em Abu Dhabi começa com os Treinos Livres e Qualificações, a 8 de fevereiro, culminando no dia seguinte com as várias rondas da competição. Os ventos instáveis desta zona do Golfo Pérsico, muitas vezes vindos do deserto, e as temperaturas elevadas são os principais fatores externos que costumam condicionar máquinas e pilotos.

 

O checo Martin Šonka parte com o peso do seu primeiro título mundial nas costas e também com a recordação pouco animadora de ter abandonado a competição no ano passado, devido a problemas técnicos. Um dos seus grandes rivais será certamente o norte-americano Michael Goulian, que depois de vencer aqui em 2018 deu continuidade à sua melhor época de sempre.

 

Destaque para a chegada de novos pilotos à classe de promoção, a Challenger Class, que terá em 2019 três novas caras em ação: o suíço Vito Wyprachtiger, o austríaco Patrick Strasser e o norte-americano Sammy Mason.

 

Reconhecido pela Federação Internacional de Aeronáutica (FAI) como o Campeonato do Mundo de uma modalidade que emociona milhões de fãs nos quatro cantos do planeta, a Red Bull Air Race World Championship transformou-se numa referência incontornável no panorama dos desportos motorizados.

 

A época de 2019 é composta por oito etapas, disputadas entre o Médio Oriente, a Europa, a Ásia e os Estados Unidos da América.

 

Toda a ação em Abu Dhabi pode ser acompanha em direto em www.redbullairrace.com, com as qualificações a decorrem na sexta feira (8 de fevereiro) e as finais no sábado (9 de fevereiro).

 

RED BULL AIR RACE WORLD CHAMPIONSHIP 2019

 

CALENDÁRIO:

 

Emiratos Árabes Unidos Abu Dhabi | 8 e 9 fevereiro

Europa localização a confirmar

Rússia Kazan | 15 e 16 junho

Hungria Budapeste | 13 e 14 julho

Japão Chiba | 7 e 8 setembro

Ásia localização a confirmar

Estados Unidos da América Indianápolis | 19 e 20 outubro

Arábia Saudita localização a confirmar | 8 e 9 novembro

 

PILOTOS:

 

MASTER CLASS

 

Cristian Bolton Chile

Mikael Brageot França

Kirby Chambliss Estados Unidos da América

Matthias Dolderer Alemanha

Michael Goulian Estados Unidos da América

Matt Hall Austrália

Nicolas Ivanoff França

Petr Kopfstein República Checa

François Le Vot França

Pete McLeod Canadá

Yoshihide Muroya Japão

Ben Murphy Reino Unido

Martin Šonka República Checa

Juan Velarde Espanha

 

CHALLENGER CLASS

 

Mélanie Astles França

Florian Berger Alemanha

Kenny Chiang China

Kevin Coleman Estados Unidos da América

Dario Costa Itália

Luke Czepiela Polónia

Patrick Davidson África do Sul

Daniel Ryfa Suécia

Baptiste Vignes França

Sammy Mason Estados Unidos da América

Patrick Strasser Áustria

Vito Wyprächtiger Suíça

 

ACERCA DA RED BULL AIR RACE WORLD CHAMPIONSHIP

 

Criada em 2003, a Red Bull Air Race World Championship já cumpriu mais de 90 corridas à volta do Mundo. Decorrendo sob a égide da Federação Internacional de Aeronáutica (FAI) e reconhecido como o único Campeonato do Mundo da aviação desportiva (velocidade) envolve os melhores pilotos do plante numa intensa disputa que combina velocidade, precisão e destreza.

 

Para isso são usados os mais rápidos, leves e ágeis aviões, com os pilotos a atingirem velocidades de 370km/h, enfrentando forças de até 12G, enquanto progridem a baixa altitude num percurso em forma de slalom, delimitado por pórticos insufláveis de 25 metros de altura.

 

A Challenger Cup foi introduzida em 2014, abrindo assim a possibilidade de competir a um novo leque de pilotos, cuja evolução será potencialmente avançar para a Master Class, acedendo à disputa do Campeonato do Mundo.

 

 

Periodicidade Diária

terça-feira, 21 de maio de 2019 – 12:31:26

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

Reportagens fotográficas em preparação

- Lisboa Belém Open

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...