14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Curso de Treinadores EHF Pro Master Coach - Turma 2: 1º bloco decorreu de 5 a 9 de Janeiro

 

O 1º bloco contou com a contribuição de 10 preletores, portugueses e estrangeiros.

 

Decorreu, de 5 a 9 de Janeiro, o 1º Bloco do Curso de Treinadores EHF Pro Master Coach - 2ª Turma. Este 1º Bloco foi organizado pela Federação de Andebol de Portugal (FAP), em parceria com o Sporting Clube de Portugal e contou com o apoio do Comité Olímpico de Portugal.

Durante os 5 dias - intensivos - de formação, teórica e prática, foram debatidos vários temas técnicos sobre o Andebol de alta competição, entre outros, como “Os Contributos da Psicologia para a Otimização do Rendimento Desportivo” e a “A importância da Comunicação e das redes sociais para o Treinador”.

Os dez preletores que marcaram presença no 1º Bloco - Ana Bispo Ramires, André Leitão, Hugo Canela, Ivan Niksevic, Javier Sabaté, José António Silva, Luís Cruz, Luís Santos, Manuel Laguna e Paulo Sá - partilharam experiências e contribuíram para o sucesso desta formação, que teve mais de duas dezenas de participantes, portugueses e espanhóis.

Luís Cruz fo i um dos oradores do 1º Bloco e apresentou "O treinador adjunto na alta competição": "O convite para este tipo de ações faz-nos sair do conforto e obriga-nos a ter de pensar sobre temas, pensar sobre coisas que muitas das vezes são o nosso dia-a-dia e que, para nós, são tão naturais e tão habituais que nem nos apercebemos do quão importante são. Obriga-nos a ter de parar para refletir efetivamente sobre aquilo que estamos a fazer, se podemos adotar outro tipo de caminho, se podemos fazer outro tipo de coisas, se se pode fazer diferente, se aquilo que fazemos é eficaz ou não. E isso é fantástico, para além da partilha duma ideia, que é a nossa ideia e eu, pelo menos, quando falo procuro também saber qual é a ideia dos outros", referiu o treinador adjunto do Sporting CP. "Acho que é uma coisa que nós, em Portugal, temos de mudar drasticamente, que é adversário é diferente de inimigo. E nós, dentro do campo, somos adversários, mas cá fora somos colegas e acho que faze m muita falta estes momentos de partilha, mas de partilha efetiva, real, genuína, para que possamos aprender uns com os outros", considerou Luís Cruz, que sentiu uma "participação ativa e acho que lhes coloquei uma dúvida sobre a qual nunca tinham pensado e foi enriquecedor".

Hugo Canela, treinador do Sporting CP, mostrou-se muito satisfeito com a adesão ao Curso e, principalmente, com o interesse demonstrado. "Fiquei extremamente satisfeito por ver aqui um conjunto de pessoas de Norte a Sul do país, com imensa vontade de estar aqui cinco dias intensivos a pensar Andebol. É fantástico para que toda a gente se desenvolva", considerou o técnico.

Simplicidade foi palavra chave para Hugo Canela: "A mensagem principal que eu quis passar nas preleções que dei basicamente foi que nós temos de conhecer o nosso contexto e às vezes andamos a pensar em tudo o que é mais complicado e a tentar arranjar soluções mágicas, quando às vezes a solução está mesmo em fazer coisas simples e tentar envolver as pessoas nos processos. Porque quando as pessoas acreditam no que estão a fazer, tudo é mais fácil e os resultados aparecem por consequência", acredita. "Eu tento nestas ações é transmitir experiência, porque teoria e livros, quem quiser pode pesquisar e comprar o livro e lê e apanhar essas partes mais teóricas. A ideia foi contar experiências, a possibilidade que eu tenho de experimentar aqui coisas com os atletas do Sporting, que são fantásticos", revelou, ainda.

"A chave é fazer muito bem o que fazem, é o mais importante", afirmou Manuel Laguna, que regressou a Portugal, depois da presença no Congresso Técnico Científico. Sobre as preleções dadas no 1º Bloco, salientou que "esta é uma boa forma de trabalhar, porque com pouca gente podemos falar mais tranquilamente".

Também Javier Sabaté voltou a aceitar o convite da FAP. "O desporto está em contínua evolução a todos os níveis (físico-técnic o, táctico, psicológico, médico, regulamentar...) Considero que tudo evolui porque cada vez há mais profissionais e melhor preparados", referiu o treinador do Wisla Plock (Polónia). "Como treinadores, se queremos continuar a evoluir e que os nossos jogadores e a nossa equipa continue a crescer, é fundamental haver formação continuamente. O nosso desporto muda e os treinadores são um dos motores da mudança. Na formação, considero que o mais importante é o intercâmbio de informação e experiência. Há muitas formas de jogar Andebol. Nem melhores nem piores, tão simplesmente diferentes. Cada um tem de ser capaz de filtrar a informação e ver como se adapta a cada filosofia de jogo e que tipo de jogador/a temos na nossa equipa. Como formador, tento transmitir as experiências e a minha ideia do Andebol. Sem lugar a dúvidas, acho que é super enriquecedor o intercâmbio de ideias e de informação. Há muitos treinadores e muito bons", considera.

O próximo bloco do Curso de T reinadores EHF Pro Master Coach - Turma 2 será por E-Learning e funciona de Março a Maio: o 3º e último bloco realiza-se de 15 a 21 de Junho de 2019.

 

 

Periodicidade Diária

domingo, 25 de agosto de 2019 – 15:55:24

Pesquisar

 

20 de agosto

2005 - 2019, são 14 anos


- quase 3 milhões de fotos

de cerca de 60 desportos diferentes

 

- aproximadamente 46.000 notícias

de cerca de 225 desportos diferentes

 

- e muito mais
 

tudo

Ao Serviço do Desporto em Portugal

Obrigado aos nossos leitores!

 

 

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...