13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Federação Portuguesa de Judo comemora 59 anos

 

A Federação Portuguesa de Judo – FPJ celebra este domingo, dia 28 de outubro, 59 anos de existência, data que coincide com as comemorações do Dia Mundial do Judo.

 

Para assinalar a ocasião, a FPJ realiza a sua Gala de Aniversário, dia 28, no Hotel D. Luís, em Coimbra.

 

No sábado, dia 27, a partir das 10h00, realiza-se a Conferência de Judo Adaptado, com o objetivo de dinamizar mais e melhores conhecimentos nesta vertente do Judo. Recordamos que Portugal recebe, pela 1.ª vez, o Campeonato do Mundo de Cegos e Baixa Visão – Odivelas 2018, entre 16 e 18 novembro de 2018.

 

Em Portugal, o desenvolvimento do Judo tem início nos anos 50 com a chegada a Portugal do Mestre japonês Kiyoshi Kobayashi  – considerado o “pai” do Judo no nosso país. Com o crescimento da modalidade surgiu a necessidade de se criar um organismo oficialmente reconhecido, que tivesse a missão de organizar, orientar e fomentar as atividades de divulgação do Judo, bem como organizar as competições oficiais. Assim, em 28 de outubro de 1959, nasce a Federação Portuguesa de Judo, sendo as funções federativas entregues, na fase inicial, ao Judo Clube de Portugal, que é o sócio fundador da FPJ.

 

O Dia Mundial do Judo celebra-se igualmente a 28 de outubro. Este ano o tema é “Amizade”. A escolha deste dia está relacionada com a data de nascimento de Jigoro Kano, fundador do Judo. Este dia é dedicado aos judocas, treinadores, entusiastas e todos aqueles que partilham a paixão por um dos desportos mais praticados globalmente. A Federação Internacional de Judo, que conta com 200 Federações Nacionais e 5 Uniões Continentais enquanto membros, avança que atualmente mais de 40 milhões de pessoas em todo o mundo praticam Judo diariamente.

 

Periodicidade Diária

terça-feira, 20 de novembro de 2018 – 15:18:11

Pesquisar

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...