14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

Notícias

Juízes internacio​nais em jornadas técnicas no Algarve

Joaquim Graça, juiz do painel da Federação Internacional de Atletismo, e Vasco Guedes, juiz do painel da Associação Europeia de Atletismo, vão intervir nas jornadas técnicas de marcha atlética, que estão a decorrer no Algarve, por iniciativa da Federação Portuguesa de Atletismo.
 
 
A interpretação da regra 230. do regulamento técnico, será o principal tema a abordar hoje, pelas 14:00, em Monte Gordo, pelos dois juízes internacionais de marcha, esclarecendo dúvidas e elucidando os presentes (atletas e treinadores) sobre os critérios e atitudes comportamentais adotados pelos juízes de marcha em competições da especialidade.
 
 
Note-se que as últimas competições internacionais em que Joaquim Graça e Vasco Guedes exerceram funções, no âmbito do ajuizamento, foram em Eugene, nos EUA , o primeiro, por ocasião da realização dos mundiais de juniores, e  em Baku, no Azerbaijão, o segundo, quando aí decorreu a fase europeia de apuramento para os Jogos Olímpicos da Juventude.
 
 
Nas jornadas, que se prolongarão até ao dia de amanhã, dissertarão, igualmente, os técnicos Amaro Teixeira, Carlos Carmino, Jorge Costa, Jorge Miguel, e Paulo Murta, em matérias relacionadas com aspetos técnico/pedagógicos, e de planificação da atividade.
 
 
Lamentavelmente, a entidade organizadora (FPA) “esqueceu-se” de divulgar a iniciativa no seu próprio espaço informativo, relegando para uma posição secundária as ditas jornadas, ao preferir destacar, de modo amplo, o seminário da corrida, que terá lugar em Lisboa, em igual período temporal, e no qual intervirá como preletora a marchadora Susana Feitor, atleta de alto rendimento.
 
 
É de salientar ainda, e muito negativamente, o facto da divulgação das jornadas junto de treinadores e outros agentes desportivos ter ocorrido com uma antecedência de apenas dois dias inviabilizando, na prática, a presença de vários deles, já com compromissos assumidos, alguns com necessidades óbvias de planificação atempada das suas atividades profissionais e desportivas. De resto, mensagens de protesto foram endereçadas à FPA, denunciando a situação.
 
 
Por outro lado, teria sido de bom senso evitar-se a colisão com a tradicional prova de Celorico da Beira, que integra os campeonatos distritais da Guarda, há muito marcados para a mesma data (este sábado). Os responsáveis autárquicos e associativos vêm, assim, o seu esforço organizativo menosprezado, Por outro lado, o Algarve e os principais impulsionadores da marcha atlética na região, uma das mais empreendedoras do país, merecem todo o respeito e consideração.
 
 
O Marchador

Periodicidade Diária

segunda-feira, 18 de novembro de 2019 – 03:29:51

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...