14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

Notícias

Algarve homenageia os olímpicos de Olhão

Em reconhecimento e homenagem aos atletas algarvios Hélder Oliveira, Jorge Costa e Ana Cabecinha, vai realizar-se no Concelho de Olhão, o 1.º Challenge de Marcha Atlética “Olímpicos d’Olhão”, numa organização do Clube Oriental de Pechão, a que se associam as Juntas de Freguesia do Concelho de Olhão, a Associação de Atletismo do Algarve, e empresas privadas.
 
 
No Challenge, que integra três competições, figurará, em cada uma delas, o nome daqueles três ilustres marchadores, que representaram o país em Jogos Olímpicos, Hélder Oliveira, nos de Seul, em 1988, Jorge Costa, nos de Atenas, em 1994, e Ana Cabecinha, nos de Pequim, em 2008, e nos de Londres, em 2012, e que, em condições normais, integrará a delegação portuguesa aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.
 
 
Com prémios monetários, de montante elevado, a atribuir aos três atletas melhor classificados na classificação final das provas absolutas do Challenge, que também integra provas para todos os outros escalões etários, o evento terá o tiro de partida este domingo (25 de janeiro), com a realização, em Olhão, do Critério “Hélder Oliveira”, em estrada. Prosseguirá, a 21 de março, com o Troféu “Ana Cabecinha”, na pista de Faro (provas de pista), e terminará, em Olhão (provas de estrada), a 9 de maio, com o Troféu “Jorge Costa”.
 
 
Ana Cabecinha é uma das melhores marchadoras mundiais. Os resultados obtidos por esta atleta no plano internacional têm sido muito significativos. Representa, desde sempre, o Clube Oriental de Pechão e foi considerada, em 2014, a figura em maior destaque entre todos os marchadores portugueses.
 
 
Hélder Oliveira, que representou o Sporting Clube Olhanense, o Sporting Clube de Portugal, o Imortal de Albufeira e o Louletano Desportos Clube, foi um dos melhores tecnicistas de sempre. Hoje trabalha na Câmara Municipal de Olhão, desempenhando funções na área do lazer e do desporto.
 
 
Jorge Costa, campeão de Portugal nos 50 km marcha, terminou a carreira na sua terra natal, em Olhão, representando o país na Taça da Europa. Representou os CTT de Faro e Clube Oriental de Pechão. Mantêm-se vivamente ligado à especialidade, nomeadamente na área da formação de jovens, e de atletas especialistas de marcha atlética, neste último clube.
 
 
A região algarvia e, especialmente, o concelho de Olhão, têm contribuído notoriamente, para a projecção e o prestígio da marcha atlética no contexto desportivo nacional. E aqui, um nome merece ser realçado pelo empenho, dedicação de muitos anos, e qualidade do trabalho desenvolvido, com resultados manifestamente comprovados: Paulo Murta, treinador de Ana Cabecinha e de outros jovens valores da especialidade.
 
 
O Marchador

Periodicidade Diária

quarta-feira, 20 de novembro de 2019 – 09:10:52

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...