13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Diego García, campeão europeu de juniores

O espanhol Diego García sagrou-se esta manhã campeão europeu de juniores em marcha atlética, ao vencer a prova de 10 mil metros da disciplina durante os europeus de Eskilstuna, com 40.05,21 m. Num final emocionante, o russo Vladislav Saraykin ascendeu ao segundo lugar nos metros finais, terminando com 40.59,28 m depois de ultrapassar o segundo espanhol, Pablo Oliva, que fechou o pódio com 41.00,73 m.

 

 
Miguel Rodrigues, no 18.º lugar, foi o melhor português, com um novo recorde pessoal de pista de 43.54,55 m (antes, 44.39,82, se bem que em estrada tem melhor, 43.47 em Múrcia), enquanto Hélder Santos era 24.º, com 45.36,57 m. Pedro Amaral foi desclassificado, com três notas por flexão.
 
 
Numa fase inicial, a prova viu definir-se na frente um grupo composto pelos atletas creditados com as melhores marcas pessoais. Mas o favorito entre os favoritos, Diego García, esteve sempre no controlo da situação, liderando mesmo a prova desde os primeiros quilómetros. Grande esperança da marcha francesa, Jean Blancheteau era o primeiro a passar aos mil metros, com 4.06,65 m, num ritmo que se manteve nas cinco ou seis voltas iniciais, mas que logo García tratou de espevitar.
 
 
De repente, com menos de dez minutos de prova, passava a andar-se a menos de quatro minutos por quilómetro e tudo começava a definir-se na frente, com Diego García a liderar a meio da competição, com 20.10,15 m. No sexto quilómetro, nova aceleração na frente, com 3.52 minutos impostos em mil metros, para facilmente se perceber por que razão o grande júnior espanhol terminaria com mais de duzentos metros de avanço sobre os colegas mais próximos, num dia de temperatura agradável (15°C) mas com elevada humidade (82%).
 
 
Na meta, os 40.05,21 m do vencedor ainda ficavam longe do recorde dos campeonatos, que se mantém na posse do russo Andrey Ruzavin, que nos europeus de juniores de 2005, em Kaunas, na Lituânia, triunfou com 39.28.45 m. Mas foram mais do que suficientes para um título continental.
 
 
Resta dizer que a classe do novo (esperado) campeão europeu masculino de juniores se demonstra também pelo facto de ter sido o único entre os oito primeiros classificados a terminar sem qualquer nota de desclassificação.
 
 
Classificação
1.º, Diego García (Espanha), 40.05,21
2.º, Vladislav Saraykin (Rússia), 40.59,28
3.º, Pablo Oliva (Espanha), 41.00,73
4.º, Jean Blancheteau (França), 41.14,75
5.º, Zaharías Tsamoudákis (Grécia), 41.31,44
6.º, Nathaniel Seiler (Alemanha), 41.33,47
7.º, Callum Wilkinson (Grã-Bretanha e Irlanda do Norte), 41.34,63
8.º, Muratcan Karapinar (Turquia), 41.58,07
9.º, Anatoli Homeleu (Bielorrússia), 42.12,68
10.º, Gregorio Angelini (Itália), 42.20,56
11.º, Manuel Bermúdez (Espanha), 42.23,54
12.º, Bence Venyercsán (Hungria), 42.24,19
13.º, Miroslav Úradník (Eslováquia), 42.44,21
14.º, Gianluca Picchiottino (Itália), 42.48,03
15.º, Andrei Gafita (Roménia), 42.49,57
16.º, Mustafa Özbek (Turquia), 43.47,44
17.º, Thibaut Hypolite (França), 43.54,23
18.º, Miguel Rodrigues (Portugal), 43.54,55
19.º, Michal Morvay (Eslováquia), 43.58,60
20.º, Salih Korkmaz (Turquia), 44.25,06
21.º, Oleksandr Zholob (Ucrânia), 44.43,21
22.º, Axel Mutter (França), 45.14,51
23.º, Arturs Makars (Letónia), 45.18,08
24.º, Hélder Santos (Portugal), 45.36,57
25.º, Fredrik Vaeng Rotnes (Noruega), 46.50,81
Desclassificados: Pedro Amaral (Portugal), Karl Junghanns (Alemanha) e Vasiliy Mizinov (Rússia).
 
 
 
O Marchador

Periodicidade Diária

quarta-feira, 19 de junho de 2019 – 21:26:47

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...