13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Leiria forma juízes especialistas de marcha

 

O Conselho de Arbitragem da Associação Distrital de Atletismo de Leiria vai levar a efeito, no próximo sábado (23 de janeiro), em Porto de Mós, um curso de formação para juízes especialistas de marcha, permitindo o acesso aos painéis regionais da especialidade.
 
A iniciativa é dirigida aos juízes de atletismo da ADAL, mas alargada a juízes filiados em Conselhos de outras Associações que pretendem especializar-se nesta área específica do atletismo, e justifica-se face à atual necessidade de melhor apetrechar os meios humanos em função do número crescente da atividade em Leiria, que este ano vai receber várias competições do calendário federativo. 
 
O curso, que abrangerá todas as matérias inerentes ao exercício da função de juiz de marcha, abordará ainda as alterações regulamentares ocorridas em Pequim, no Congresso que antecedeu a realização dos mundiais de atletismo, em agosto de 2015, especialmente no que concerne à introdução da regra do “Pit Lane”. As preleções estarão a cargo de José Dias e José Ganso, ambos juízes internacionais de marcha que, igualmente, orientarão os trabalhos práticos, matéria nuclear na assimilação dos melhores procedimentos nesta área específica do ajuizamento.
 
A avaliação, também a cargo dos dois referidos juízes, terá por base um exame escrito (30 pontos), um exame oral (20 pontos) e um exame prático (50 pontos), este último tendo por objeto as provas de marcha dos campeonatos nacionais de 35 km masculinos e dos regionais de Leiria, Santarém e Coimbra, que decorrerão precisamente em Porto de Mós.
 
Recorde-se que a última certificação levada a efeito para a graduação referida (painéis regionais), teve lugar em Lisboa, em 2011, e a última que Leiria promoveu foi realizada em Alvaiázere, em 2009, sendo curioso aqui referir que o atual presidente da ADAL, António Manuel Reis, também juiz de atletismo, participou nessa certificação e obteve a melhor classificação dos 25 participantes, e foi o único a ultrapassar os 90 (em 100) pontos.
 
As certificações para acesso aos painéis regionais da especialidade dependem da manifestação de vontade dos Conselhos de Arbitragem das Associações de Atletismo, previamente sujeitas a aprovação da FPA, seguindo métodos programáticos definidos no regulamento do respetivo Conselho de Arbitragem e são monitorizados por elementos do painel nacional de formadores.
 
Nas provas de marcha do programa do atletismo das Associações, e a um outro patamar de qualidade, nas da Federação Portuguesa de Atletismo, apenas devem integrar as equipas juízes especialistas certificados, condição muito importante para a validação das marcas e recordes obtidos. Para o curso de sábado prevê-se a participação de juízes de Leiria, Santarém, Castelo Branco e Porto.
 
O Marchador

Periodicidade Diária

terça-feira, 21 de maio de 2019 – 08:59:55

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

Reportagens fotográficas em preparação

- Lisboa Belém Open

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...