13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Portugal a 1 ponto do pódio nos 20 km femininos

A formação portuguesa dos 20 km femininos ficou ontem a apenas um ponto da medalha de bronze da Taça do Mundo de Marcha, que se realizou em Saransk, na Rússia. Ao averbar 36 pontos, o seleccionado português foi superado pela Rússia (9 pontos), pela Espanha (19) e pela China (35), acabando por não brilhar ao mesmo nível do que tinha conseguido há dois anos, em Chihuahua, quando alcançou o primeiro lugar.

Numa prova decisiva para a definição do trio que há-de representar Portugal nesta distância nos Jogos Olímpicos de Londres, Ana Cabecinha foi a melhor colocada, terminando no nono lugar, com 1.31.42 h., logo seguida de Inês Henriques, com mais um segundo. A equipa foi fechada por Vera Santos, 17.ª, com 1.33.08 h, tendo todas estas três atletas confirmado os mínimos olímpicos (1.33.30), apesar de terem decaído de ritmo de forma evidente na segunda metade da prova.

Menos esperado foi o desempenho de Susana Feitor, a contas com lesão. Ainda cumpriu com aparente normalidade a primeira metade da competição, mas depois dos dez quilómetros, que passou no 17.º lugar, acumulou tempo de paragem, terminando em 65.º lugar, com a impensável marca de 1.42.48 h. Susana Feitor nunca antes terminara uma taça do mundo depois da 16.ª posição.

Brilhante foi o desempenho da vencedora-surpresa, a russa Elena Lashmanova. Campeã e recordista mundial júnior dos 10 mil metros, Lashmanova cumpria em Saransk apenas a segunda prova de 20 km, acabando por impor-se a toda a concorrência, Olga Kaniskina incluída, para terminar em 1.27.38 h.

Após uma fase inicial em que a forte presença russa na frente da competição foi beliscada apenas pela intromissão pontual da japonesa Kumi Otoshi e da australiana Claire Tallent, foi aos 14 quilómetros de prova que Elena Lashmanova se isolou na frente, ganhando avanço crescente sobre toda a concorrência, em especial sobre Kaniskina, a última colega a manter-se colada. As três voltas finais representaram o momento de consagração da nova coqueluche da marcha russa, que terminaria com nada menos que 55 segundos de vantagem sobre a melhor compatriota, ou seja, uns bons 200 metros de avanço averbado em pouco mais de cinco quilómetros.

Também estupendo acabou por ser o desempenho espanhol, com relevo para María José Poves, terceira, com 1.29.10 h, mercê de um primeiro terço de competição em contenção, para logo disparar rumo ao pódio individual. Com Beatriz Pascual no quinto lugar (1.30.46) e Júlia Takacs na 11.ª posição (1.32.05), a equipa de Espanha garantia o segundo lugar colectivo, repetindo a classificação de há dois anos, no México.

Já fora do pódio, a chinesa Xiuzhi Lu (1.29.55) foi a única não europeia até ao 14.º lugar, sendo decisiva para assegurar o terceiro lugar por equipas para a China, com Shenjie Qieyang no 15.º posto (1.33.00) e Ni Gao a ser 16.ª (1.33.04).

Classificação:
20 km femininos

1.ª, Elena Lashmanova (Rússia), 1.27.38
2.ª, Olga Kaniskina (Rússia), 1.28.33 (SB)
3.ª, María José Poves (Espanha), 1.29.10
4.ª, Xiuzhi Lu (China), 1.29.55
5.ª, Beatriz Pascual (Espanha), 1.30.46
6.ª, Anisya Kirdyapkina (Rússia), 1.31.00 (SB)
7.ª, Elisa Rigaudo (Itália), 1.31.25
8.ª, Olive Loughnane (Irlanda), 1.31.32 (SB)
9.ª, Ana Cabecinha (Portugal), 1.31.42
10.ª, Inês Henriques (Portugal), 1.31.43
11.ª, Júlia Takács (Espanha), 1.32.05 (SB)
12.ª, Claudia Stef (Roménia), 1.32.15
13.ª, Olena Shumkina (Ucrânia), 1.32.19
14.ª, Eleonora Giorgi (Itália), 1.32.57 (PB)
15.ª, Shenjie Qieyang (China), 1.33.00
16.ª, Ni Gao (China), 1.33.04
17.ª, Vera Santos (Portugal), 1.33.08
18.ª, Kumi Otoshi (Japão), 1.33.09
19.ª, Melanie Seeger (Alemanha), 1.33.24 (SB)
20.ª, Olha Iakovenko (Ucrânia), 1.33.29 (SB)
21.ª, Federica Ferraro (Itália), 1.33.41 (SB)
22.ª, Irina Yumanova (Rússia), 1.34.17
23.ª, Jingjing Nie (China), 1.34.30
24.ª, Regan Lamble (Austrália), 1.34.34 (SB)
25.ª, Mayra Herrera (Guatemala), 1.34.46
26.ª, Lucie Pelantová (República Checa), 1.34.48
27.ª, Kristina Saltanovic (Lituânia), 1.35.32 (SB)
28.ª, Ingrid Hernández (Colômbia), 1.35.43
29.ª, Claudia Balderrama (Bolívia), 1.35.54 (PB)
30.ª, Arabelly Orjuela (Colômbia), 1.36.14
31.ª, Paulina Buziak (Polónia), 1.36.17
32.ª, Nadiya Borovska (Ucrânia), 1.36.27
33.ª, Hanna Drabenia (Bielorrússia), 1.36.43
34.ª, Sylwia Korzeniowska (França), 1.36.53
35.ª, Laura Reynolds (Irlanda), 1.37.06
36.ª, Agnieszka Szwarnóg (Polónia), 1.37.14
37.ª, Ana Rodean (Roménia), 1.37.23
38.ª, Erica de Sena (Brasil), 1.37.44
39.ª, Laura Polli (Suíça), 1.38.01
40.ª, Anita Kažemaka (Letónia), 1.38.04
41.ª, Brigita Virbalyté (Lituânia), 1.38.25
42.ª, Johanna Jackson (Grã-Bretanha), 1.38.29 (SB)
43.ª, Sandra Galvis (Colômbia), 1.38.34
44.ª, Sniazhana Yurchanka (Bielorrússia), 1.38.37
45.ª, Milángela Rosales (Venezuela), 1.38.43
46.ª, Rachel Seaman (Canadá), 1.38.44
47.ª, Anne Halkivaha (Finlândia), 1.39.08
48.ª, Paola Pérez (Equador), 1.39.11
49.ª, Miranda Melville (Estados Unidos da América), 1.39.14 (SB)
50.ª, Ana Maria Groza (Roménia), 1.39.16 (SB)
51.ª, Edina Füsti (Hungria), 1.39.22
52.ª, Maritza Guamán (Equador), 1.39.31 (PB)
53.ª, Neringa Aidietyte (Lituânia), 1.39.34
54.ª, Nastassia Yatsevich (Bielorrússia), 1.39.56
55.ª, Antonella Palmisano (Itália), 1.40.17
56.ª, Katarzyna Kwoka (Polónia), 1.40.35
57.ª, Lorena Luaces (Espanha), 1.40.47
58.ª, Yadira Guzmán (Equador), 1.41.31
59.ª, Mónica Equihua (México), 1.41.34
60.ª, Marie Polli (Suíça), 1.42.03
61.ª, Erin Gray (Estados Unidos da América), 1.42.16
62.ª, Karoliina Kaasalainen (Finlândia), 1.42.27 (SB)
63.ª, Nicola Evangelista (Canadá), 1.42.37 (PB)
64.ª, Inès Pastorino (França), 1.42.40
65.ª, Susana Feitor (Portugal), 1.42.48
66.ª, Monika Kapera (Polónia), 1.43.22
67.ª, Maria Czaková (Eslováquia), 1.43.30
68.ª, Handan Kocyigit (Turquia), 1.43.47 (PB)
69.ª, Anne-Gaëlle Retout (França), 1.43.59
70.ª, Khushbir Kaur (Índia), 1.44.07
71.ª, Georgiana Enache (Roménia), 1.44.16
72.ª, Lauren Forgues (Estados Unidos da América), 1.44.31
73.ª, Rei Inoue (Japão), 1.45.04
74.ª, Kristine Platace (Letónia), 1.45.29
75.ª, Magaly Bonilla (Equador), 1.46.03 (PB)
76.ª, Kathleen Burnett (Estados Unidos da América), 1.46.11
77.ª, Violaine Averous (França), 1.46.45
78.ª, Chaima Trabelsi (Tunísia), 1.47.40 (SB)
79.ª, Alina Matveyuk (Bielorrússia), 1.48.21
80.ª, Florida Miniyanova (Casaquistão), 1.48.49 (PB)
81.ª, Viktória Madarász (Hungria), 1.49.05
82.ª, Siu Nga Ching (Hong Kong), 1.49.30
83.ª, Anett Torma (Hungria), 1.50.04 (SB)
84.ª, Amandine Marcou (França), 1.50.40 (PB)
85.ª, Polina Repina (Casaquistão), 1.51.56 (PB)

Atletas que ultrapassaram o tempo-limite:
86.ª, Gehad Meshref (Egipto)
87.ª, Maarika Taukul (Estónia)
88.ª, Linda Vítová (República Checa)

Desclassificadas:
Claire Tallent (Austrália), Mirna Ortíz (Guatemala), Sibilla Di Vincenzo (Itália), Elmira Alembekova (Rússia) e Olfa Lafi (Tunísia).

Desistentes:
Nicole Fagan (Austrália), Zuzana Schindlerová (República Checa), María Vasco (Espanha), Sabine Krantz (Alemanha), Galina Kichigina (Casaquistão), Sonata Milušauskaité (Lituânia), Agnieszka Dygacz (Polónia), Semiha Mutlu (Turquia), Olena Shevchuk (Ucrânia), Nataliya Zhornyak (Ucrânia) e Solomiya Login (Estados Unidos da América).

Por equipas:
1.ª, Rússia, 9 Pontos
2.ª, Espanha, 19
3.ª, China, 35
4.ª, Portugal, 36
5.ª, Itália, 42
6.ª, Ucrânia, 65
7.ª, Roménia, 99
8.ª, Colômbia, 101
9.ª, Lituânia, 121
10.ª, Polónia, 123
11.ª, Bielorrússia, 131
12.ª, Equador, 158
13.ª, França, 167
14.ª, Estados Unidos da América, 182
15.ª, Hungria, 215

O Marchador  
 

Periodicidade Diária

domingo, 26 de maio de 2019 – 17:42:08

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...