13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Pedro Isidro foi o melhor português nos 50 km de Saransk

Pedro Isidro foi esta manhã o atleta português melhor classificado nos 50 km da Taça do Mundo de Saransk, concluindo a prova no 27.º lugar, com 3.58.00 h. Detendo à partida o menos bom dos recordes pessoais entre os cinco componentes da formação nacional, o marchador do Benfica fez uma prova de grande regularidade, acabando com um novo recorde pessoal, que melhora em nada menos que 12 minutos e 45 segundos o seu anterior máximo.

A marca obtida por Pedro Isidro constitui mínimo B pela tabela estabelecida pela Federação Portuguesa de Atletismo para os Jogos Olímpicos de Londres, consideravelmente mais exigente do que a da federação internacional, que exige como mínimo A 3.59.00 h. Estreante nos 50 km em taças do mundo, Pedro Isidro passa com esta marca a ser o nono português de sempre na distância e ao mesmo tempo o sexto português de sempre nos 50 km em taças do mundo de marcha.

A prova foi ganha pelo russo Sergey Kirdyapkin, com 3.38.08 h, marca que, curiosamente, além de ser a melhor mundial do ano, iguala um recorde pessoal estabelecido há quase sete anos. Kirdyapkin materializou assim com uma vitória o domínio russo nesta prova, só a espaços posto em causa pelo australiano Jared Tallent (3.º, 3.40.32) e pelo chinês Jianguo Zhao, que acabaria desclassificado ainda antes de meio da prova.

A supremacia russa traduziu-se ainda no segundo lugar de Igor Erokhin (3.38.10) e no quinto posto de Sergey Bakulin (3.46.14), classificações que permitiram à Rússia mais uma vitória colectiva, com 8 pontos, contra 36 da China e 40 da Ucrânia.

Quanto aos portugueses, perfizeram 121 pontos, a que correspondeu o oitavo lugar por equipas, possibilitado ainda pelo 46.º lugar de Dionísio Ventura (4.10.27) e pelo 48.º de Luís Gil (4.11.47). Pedro Martins e Augusto Cardoso contaram-se entre os desistentes.

Classificações:

50 km
1.º, Sergey Kirdyapkin (Rússia), 3.38.08 (WL)
2.º, Igor Erokhin (Rússia), 3.38.10 (SB)
3.º, Jared Tallent (Austrália), 3.40.32 (SB)
4.º, Tianfeng Si (China), 3.43.05 (SB)
5.º, Sergey Bakulin (Rússia), 3.46.14 (SB)
6.º, Christopher Linke (Alemanha), 3.47.33 (PB)
7.º, Jesús Ángel García (Espanha), 3.48.15 (SB)
8.º, Faguang Xu (China), 3.48.47 (SB)
9.º, Marco De Luca (Itália), 3.49.50 (SB)
10.º, Rafal Augustyn (Polónia), 3.49.53 (SB)
11.º, Oleksiy Kazanin (Ucrânia), 3.50.17 (PB)
12.º, Horacio Nava (México), 3.51.23 (SB)
13.º, Ihor Hlavan (Ucrânia), 3.51.24 (PB)
14.º, Rafal Sikora (Polónia), 3.51.43
15.º, Colin Griffin (Irlanda), 3.52.55 (SB)
16.º, Serhiy Budza (Ucrânia), 3.53.02 (PB)
17.º, José Leyver (México), 3.53.38
18.º, Mikhail Ryzhov (Rússia), 3.53.49 (PB)
19.º, Oleksiy Shelest (Ucrânia), 3.54.52 (SB)
20.º, Ivan Noskov (Rússia), 3.55.16 (PB)
21.º, Chil-sung Park (Coreia do Sul), 3.55.24 (SB)
22.º, Dong-young Kim (Coreia do Sul), 3.56.12 (SB)
23.º, Clemente García (México), 3.57.18
24.º, Zhide Cui (China), 3.57.23
25.º, Marius Cocioran (Roménia), 3.57.55 (PB)
26.º, Marc Mundell (África do Sul), 3.57.57 (AR)
27.º, Pedro Isidro (Portugal), 3.58.00 (PB)
28.º, Teodorico Caporaso (Itália), 3.59.19 (PB)
29.º, Fredy Hernández (Colômbia), 4.00.22 (SB)
30.º, Oleksandr Venhlovskyy (Ucrânia), 4.00.55 (PB)
31.º, Mario José dos Santos Jr (Brasil), 4.02.09 (SB)
32.º, Basanta Bahadur Rana (Índia), 4.02.13 (PB)
33.º, Mikel Odriozola (Espanha), 4.03.19 (SB)
34.º, Omar Zepeda (México), 4.03.35
35.º, Rodrigo Moreno (Colômbia), 4.03.38 (SB)
36.º, Kumar Sandeep (Índia), 4.03.45 (PB)
37.º, Dzmitry Dziubin (Bielorrússia), 4.03.53 (PB)
38.º, Andrei Stsepanchuk (Bielorrússia), 4.04.02 (SB)
39.º, Xavier Le Coz (França), 4.05.06 (PB)
40.º, Luis Manuel Corchete (Espanha), 04.06.07
41.º, Anatole Ibañez (Suécia), 4.06.12 (PB)
42.º, Se-han Oh (Coreia do Sul), 4.06.27 (SB)
43.º, Tadas Šuškevicius (Lituânia), 4.06.29 (SB)
44.º, David Cristian Berdeja (México), 04.06.55
45.º, Alejandro Francisco Florez (Suíça), 4.07.36 (PB)
46.º, Dionísio Ventura (Portugal), 4.10.27 (SB)
47.º, Vitaliy Anichkin (Casaquistão), 4.10.30 (PB)
48.º, Luís Gil (Portugal), 4.11.47
49.º, Herve Davaux (França), 4.12.39 (SB)
50.º, Pavel Yarokhau (Bielorrússia), 4.12.40
51.º, Dominic King (Grã-Bretanha), 4.13.25
52.º, Georgiy Sheiko (Casaquistão), 4.13.58 (PB)
53.º, Dušan Majdan (Eslováquia), 4.14.15
54.º, Lorenzo Dessi (Itália), 4.14.56 (SB)
55.º, Abdinur Alibek (Casaquistão), 4.14.57 (PB)
56.º, Dzmitry Hamzunou (Bielorrússia), 4.15.51 (SB)
57.º, Chandan Singh (Índia), 4.16.23 (PB)
58.º, Lukás Gdula (República Checa), 4.17.05
59.º, Miguel Angel Prieto (Espanha), 4.19.52
60.º, Maik Berger (Alemanha), 4.20.38
61.º, Daniel King (Grã-Bretanha), 4.20.49 (SB)
62.º, Gurpreet Singh (Índia), 4.21.19 (PB)
63.º, Jean-Jacques Nkouloukidi (Itália), 4.21.46 (SB)
64.º, Federico Tontodonati (Itália), 4.22.26 (SB)
65.º, Jérôme Caprice (Maurícia), 4.22.49 (PB)
66.º, Dzianis Krauchuk (Bielorrússia), 4.23.08 (SB)
67.º, Mario Alfonso Bran (Guatemala), 4.23.42 (PB)
68.º, Junghyun Yim (Coreia do Sul), 4.24.35 (SB)
69.º, Zoltán Czukor (Hungria), 4.26.17 (SB)
70.º, Edgar Cudco (Equador), 4.32.20 (PB)
71.º, Margus Luik (Estónia), 4.38.37 (SB)
72.º, Fabio González (Argentina), 4.42.40

Atletas que ultrapassaram o tempo-limite:
73.º, Fabio Ruzzier (Eslovénia)
74.º, Albert Mukwa Ngambene (Rep. Dem. Congo)

Desclassificados:
Andrés Chocho (Equador), Håvard Haukenes (Noruega) e Andreas Gustafsson (Suécia).

Desistentes:
Ian Rayson (Austrália), Jianbo Li (China). Jianguo Zhao (China), Bernardo Calvo (Costa Rica), Jonnathan Caceres (Equador), Xavier Moreno (Equador), Magno Mesías Zapata (Equador), Juan Manuel Molina (Espanha), André Höhne (Alemanha), Carsten Schmidt (Alemanha), Anibal Paau (Guatemala), Jaime Quiyuch (Guatemala), Róbert Tubak (Hungria), Jamie Costin (Irlanda), Michael Doyle (Irlanda), Anatoliy Krakhmalev (Casaquistão), Hyunsub Kim (Coreia do Sul), Vjaceslavs Grigorjevs (Letónia), Arnis Rumbenieks (Letónia), Janis Strautins (Letónia), Vilius Mikelionis (Lituânia), Ricard Rekst (Lituânia), Fedosei Ciumacenco (Moldávia), Artur Brzozowski (Polónia), Lukasz Nowak (Polónia), Grzegorz Sudol (Polónia), Augusto Cardoso (Portugal), Pedro Martins (Portugal), Nenad Filipovic (Sérvia), Vladimir Savanovic (Sérvia), Chokirjon Irmatov (Tajiquistão), Erich Cordero (Estados Unidos da América) e Benjamin Shorey (Estados Unidos da América).

Por equipas:
1.ª, Rússia, 8 Pontos
2.ª, China, 36
3.ª, Ucrânia, 40
4.ª, México, 52
5.ª, Espanha, 80
6.ª, Coreia do Sul, 85
7.ª, Itália, 91
8.ª, Portugal, 121
9.ª, Bielorrússia, 125
10.ª, Índia, 125
11.ª, Casaquistão, 154
 
O Marchador 
 

Periodicidade Diária

terça-feira, 21 de maio de 2019 – 03:29:39

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

Reportagens fotográficas em preparação

- Lisboa Belém Open

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...