13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

AX-Trail termina com o seu lugar assegurado no top 3 das provas portuguesas de Trail Running

 

 

Chega ao fim mais a 8ª edição do Ax-Trail, que como prometido ofereceu um fim de semana de emoção, superação, convívio e trilhos espetaculares.

Eram 22 horas de sexta e os atletas começavam a aglomerar-se na praça central de Miranda do Corvo. Entre os que já estavam equipados e os que levantavam os seus dorsais, a agitação, a alegria e os reencontros faziam-se sentir. Duas horas depois, a partida para o Utax foi dada para os 350 atletas, debaixo de um tempo ameno e muitos apoiantes. Repetentes e estreantes, aceitavam o desafio de percorrer 112km e 5 580m d+, passando por 9 Aldeias do Xisto e todos os municípios da Serra da Lousã. O primeiro a cortar a meta foi Jeróme Rodrigues, ao fim de 12h 49’. O estreante no Utax e nas vitórias, pertence à equipa Viana Trail e começou a praticar trail running apenas à 2 anos. Depois de um 2º lugar no Ultra Trail de Conímbriga Terras de Sicó e no Ultra Trail da Serra de São Mamede, sagrou-se campeão do Circuito de Ultra Endurance da Associação de Trail Running de Portugal (ATRP).

 

“Achei a prova muito interessante, apresenta muita dificuldade e não é monótona, pela grande diversidade de terrenos, com trilhos muito técnicos, single tracks e paisagens muito bonitas, vou voltar sem dúvida.”

Sofia Roquete foi a primeira mulher a chegar, após 12h 49’. Em 2014 tinha conseguido o 2º lugar e este ano vinha para ganhar. A atleta que adora correr de noite, confessa que o que mais lhe custa é o meio da prova, quando toma consciência de ainda terá de percorrer tanto quanto até àquele ponto, para terminar. “Já sabia ao que vinha e estava assustada, queria muito vencer para me sagrar campeã do Circuito de Ultra Endurance da ATRP. Adoro esta prova, pela paisagem, trilhos técnicos, desnível e convívio.”

 

 

Enquanto os atletas do Utax faziam o seu caminho, era dada a partida do Trail da Serra da Lousã (TSL) às 8:30 de sábado, sob um céu que prometia chuva. A proposta era percorrer 51km e 3 000m d+, parte do percurso  do Utax, sem tempo limite. Os 400 atletas que aceitaram este desafio, não tiveram o trabalho facilitado, e foi debaixo de chuva e granizo nos pontos mais altos, que fizeram a maior parte do percurso. David Quelhas foi o primeiro a chegar a Miranda do Corvo após 5h23’ e Ester Alves, atleta da Salomon Suunto Portugal, a primeira mulher a cortar a meta após 6h43’. Ester não quis faltar a uma das provas de maior referência em Portugal e, tendo em conta o número de quilómetros que soma nas pernas este ano, optou por correr os 51km do TSL. Comecei a prova a saber que ia desfrutar a Lousã. No entanto o tempo piorou bastante, e na zona do observatório enfrentámos uma tempestade de granizo, o que abrandou imenso o resto da prova. Mas a sensação de cruzar-me com tanta gente que gritava o meu nome, e conseguir terminar, vale mil tempestades.”

 

O Utax e o TSL são provas qualificativas para o Ultra Trail do Mont Blanc, sendo atribuídos 3 pontos e 1 ponto, respetivamente, a todos os que terminam e se classificam dentro do tempo estipulado.

 

No sábado ainda teve lugar o Trail do Xisto, onde alinharam 370 atletas, rumo a 22km e 1 100m d+ cheios tecnicidade para os iniciantes, e para os que querem consolidar o seu desempenho em corrida de montanha. A promessa do trail nacional, Romeu Gouveia, foi o vencedor, cortando a meta após 2h02’, encharcado mas com um sorriso na cara e com o mesmo ar fresco da partida. Inês Marques foi a vencedora com um tempo de 2h43’.

 

Hoje, as estrelas foram os mais pequenos, os que têm mobilidade reduzida e todos os que quiseram sentir um pouco da experiência dos que enfrentam os trilhos de montanha por muitos quilómetros.

Assim teve lugar o Mini Trail do Xisto (9,6km e 680m d+) o AX-Trail Kids, a caminhada e o AX-Trail da Inclusão, uma corrida realizada por equipas de 3 a 5 elementos em joelettes, cadeiras todo-o-terreno mono-roda, que permite a prática de pedestrianismo e o acesso a áreas montanhosas, a pessoas com mobilidade reduzida.

 

Sob valores como a responsabilidade social, a inclusão, o convívio, o desafio pessoal e a emoção, a Salomon e Suunto, orgulham-se de apoiar este evento desde o princípio, considerado por muitos um dos do top 3 em Portugal. Todos os que o experimentam, querem voltar, trazer a família e os amigos, e saem da Lousã com um sentimento de satisfação e orgulho.


Periodicidade Diária

terça-feira, 25 de junho de 2019 – 17:53:51

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

Reportagens fotográficas em preparação

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...