18 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Cláudio Baptista está de regresso à Montanha e traz consigo o irmão João Sousa

A Rampa da Penha marca o regresso das cores da Sucesso Automóvel e do rápido piloto fafense e do seu Peugeot 208 VTi R2 ao Campeonato de Portugal de Montanha JC Group. E não vem só, pois vai apadrinhar este fim-de-semana a estreia do seu irmão João Sousa, que utilizará um Toyota Starlet.

 

Parado desde 2022, Cláudio Baptista está de regresso à Montanha, integrando a Divisão Turismo 3 e continuando a defender as cores da Sucesso Automóvel.

Quanto ao que espera da rampa, o fafense de 29 anos realça que “estou  parado há já algum tempo e será como se tivesse de aprender de novo todos os mecanismos de uma prova de Montanha. Como não estou inscrito no campeonato e esta é uma prova esporádica, irei participar tendo como objetivo desfrutar, andar rápido, sem erros nem exageros e saborear este momento único de ter, pela primeira vez, o meu irmão João a correr comigo”.

 

Cláudio Baptista não esconde que “esta será a prova onde, possivelmente, mais nervoso e emocionado estarei e não tem a ver com ser o meu regresso. Ser a estreia do João, cumprindo assim o sonho dele, é algo que me enche de orgulho e felicidade, mas também de tensão, pois vou estar a sofrer de fora, vendo-o competir. Espero que se divirta muito, que tudo lhe corra bem. Devo-lhe a ele hoje ser piloto, porque foi ele que sempre me incentivou. Tê-lo agora a meu lado, é uma forma de lhe agradecer tudo o que faz e o excelente irmão que é!”.

 

Quanto a planos futuros, o piloto fafense afirma que “não tenho nada previsto. Poderá acontecer fazer ao longo do ano mais uma prova ou outra, tudo dependendo da disponibilidade de tempo”.

Quanto a João Sousa, a sua estreia acontecerá no seio do plantel do Campeonato de Portugal de Montanha 1300 JC Group. Aos 19 anos de idade, o jovem de Fafe junta-se ao seu irmão na defesa das cores da Sucesso Automóvel, assumindo o volante do Toyota Starlet da equipa.

 

“Vai ser um momento muito emocionante. Estrear-me e logo numa prova em que o meu irmão também corre, será algo inesquecível. Obviamente, como não tenho nenhuma experiência competitiva, vou sobretudo saborear toda a envolvência da rampa, assumindo uma toada cautelosa e sempre a tentar evoluir subida após subida, sem exageros. É um sonho que cumpro e espero que tudo corre bem!”.

 

Quanto ao programa competitivo, a 45ª edição da Rampa da Penha contempla três subidas no sábado e quatro no domingo. A jornada inaugural arrancará às 13.30 horas, incluindo duas subidas de treino e a 1ª Subida de Prova. Já no domingo, serão quatro as subidas. A habitual sessão de “warm-up” arrancará às 10 da manhã, seguindo-se a última subida de treinos do programa. A partir da hora do almoço, será tempo da “armada” da Montanha enfrentar a “sequência infernal” constituída pela 2ª e 3ª Subidas de Prova, normalmente fulcrais para a classificação final.

 

Periodicidade Diária

domingo, 19 de maio de 2024 – 06:12:41

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...