12 anos ao serviço do Desporto em Portugal

Notícias

Quatro grandes vencedores em ambiente de festa

 

·         José Carlos Pires triunfa nos Super Seven 420R a solo

·         Hugo Araújo vence Super Seven by Kia pela segunda vez, desta feita de 420R

·         José João Magalhães e Rodrigo Galveias são os nomes maiores entre os 1600

·         Quatro vencedores diferentes em cinco corridas

 

O Super Seven by Kia fechou de forma espectacular a nona temporada consecutiva de competição daquele que é o troféu com a melhor relação preço/prazer de condução do mundo. No ano em que estreou uma nova e mais competitiva categoria, a 420R, e bateu, mais uma vez, os recordes de participantes, esta competição organizada pela CRM Motorsport e fortemente apoiada pela Kia continua a conciliar, da melhor maneira, corridas espectaculares com um ambiente único no paddock. Em final de festa, homenagem aos vencedores e honra aos vencidos. Parabéns a José Carlos Pires, que venceu o troféu nos 420R a solo, a Hugo Araújo, que ganhou na mesma categoria mas por equipas e, também, a José João Magalhães, que foi o melhor Pro nos 1600 e Rodrigo Galveias arrecadou a vitória na classe Business 1600.

 

A derradeira jornada do Super Seven by Kia foi uma festa de final de temporada com muitas e emocionantes corridas, um contigente como nunca se tinha visto e três dias de animação no Circuito do Estoril. Cerca de seis dezenas de carros, entre portugueses e ingleses, levaram a organização a dividir a grelha em duas. Assim, tal como aconteceu em Jerez, os 420R e os 1600 tiveram corridas exclusivas.

 

No primeiro dia houve duas corridas. Nesta “racing summit” do Circuito do Estoril, as equipas portuguesas queriam, em primeiro lugar, obter bons resultados dentro do Super Seven by Kia. Mas se a oportunidade surgisse, não iriam desperdiçá-la e tudo fariam para bater a concorrência britânica.

 

 

A corrida inaugural dos 420R ficou marcada pela vitória de Ricardo Leitão. Neste particular, José Carlos Pires fechou em segundo e a dupla Nuno Pires/Francisco Cruz completou o pódio.

 

 

Nos 1600, a história foi diferente. Aí, os portugueses tiveram a supremacia. Mas por pouco. José João Magalhães ganhou. O piloto de Guimarães viu Sérgio e David Saraiva partirem o motor do seu Super Seven e, com isso, entregarem a questão da vitória no troféu.

 

 

Rodrigo Galveias não só foi o melhor dos Business como ainda conseguiu acabar na segunda posição, à frente de Miguel Couceiro que protagonizaram mais um grande espectáculo e contribuíram para a emoção vivida no sábado.

 

Dois confrontos intensos, com grelhas a encherem por completo a recta da meta do Circuito do Estoril deixaram marca e criaram muitas expetativas para o dia de hoje. O programa tinha reservado mais uma corrida de 1600 e duas de 420R.

 

A abrir o dia, Ricardo Leitão voltou a impor a sua lei. O piloto português foi quarto à geral e assegurou mais uma vitória.

 

 

Já José Carlos Pires, que acabou no segundo lugar, dava um passo importante rumo à vitória no troféu na categoria a solo.

 

 

A dupla Nuno Santos/Hugo Araújo fechou no terceiro lugar e aproveitou o acidente sofrido por Gonçalo Inácio/Paulo Macedo – felizmente sem danos físicos – para que o piloto de Braga assegurasse a conquista da competição. Luís Calheiros Ferreira, que partiu das últimas posições, passou a corrida a recuperar terreno e fechou em quarto.

 

Apesar de ligeiramente menos rápidos, os 1600 continuam a promover corridas estonteantes. Foi isso que aconteceu na última de 2017. Com quase 30 carros em pista, Rodrigo Galveias voltou a mostrar que, apesar de pertencer à classe Business, é muito rápido. E por isso, foi com naturalidade que ganhou. Deixou Miguel Couceiro em segundo, naquele que foi mais um pódio para o piloto, e Pedro Falé.

 

O último teste para as equipas dos 420R realizou-se já a meio da tarde de domingo. Para acabar com a supremacia de Ricardo Leitão e assegurar a vitória no Super Seven by Kia 2017, José Carlos Pires entrou aguerrido em pista. O piloto jogou todas as cartas que tinha e foi bem sucedido. Venceu e tornou-se no primeiro piloto “campeão” desta competição com o 420R. O piloto deixou Leitão a cerca de três segunfos, enquanto Nuno Santos e Hugo Araújo voltaram a subir ao pódio.

 

A última prova do ano foi marcada por muitas e entusiasmantes estreias. David Matos Chaves, filho do prestigiado Pedro Matos Chaves, e Luís Maria Lisboa, filho do multi-vencedor co-piloto de ralis e habitual piloto do Super Seven by Kia, fizeram a primeira prova ao volante de um automóvel. Os dois jovens formaram equipa com um 1600 e, apesar de terem ficado sem a terceira velocidade no seu carro, tiveram uma participação notória.

 

Também Manuel Canha, que acompanhou sempre a carreira do seu pai no TT, experimentou a competição automóvel. Também ele teve uma estreia auspiciosa. Piero dal Maso e José Carvalhosa trocaram os automóveis clássicos e deram-se muito bem com o Super Seven 1600. Francisco Aniceto correu porque tinha ganho o Kia Racing Opportunity e mostrou que neste tipo de iniciativas surgem pilotos com grande potencial.

 

Miguel Lobo e Fernando Costa foram, também, nomes em evidencia nesta última jornada do Super Seven by Kia. O mesmo aconteceu com João Seabra/Nuno Pinto e com Frederico Brion/António Nunes de Almeida.

 

Tiago Raposo Magalhães, da organização do Super Seven by Kia, enalteceu a forma correcta como todas as corridas se realizaram. “Era difícil ter um fim-de-semana tão positivo para fechar a temporada. No ano em que voltámos a ter uma época em cheio, não podíamos pedir muito mais. As jornadas extra correram muito bem. Abrimo a fase a pontuar com o regresso ao icónico circuito citadino de Vila Real. As últimas e já tradicionais jornadas de Jerez e Algarve foram fantásticas e fechámos, no Estoril, com cinco corridas bastante interessantes e cheias de incidências. Sentimos a necessidade de separar as duas categorias devido ao elevado número de inscritos. Foi uma aposta ganha. Agora vamos continuar o trabalho desenvolvido neste troféu que, ao fim de nove anos, continua a crescer”, afirmou o responsável.

 

 


 

sexta-feira, 24 de novembro de 2017 – 09:23:33

Pesquisar

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...