13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Reunião de trabalho dos selecionadores nacionais - Equipa técnica reforçada planeia a época em Anadia

 

 

A equipa técnica nacional reuniu-se hoje, pela primeira vez em 2019, na Academia Nacional de Ciclismo, em Anadia. A reunião, de planeamento da nova época, contou já com um reforço, a selecionadora nacional de ciclismo feminino, Ana Rita Vigário.

 

Numa temporada de grande intensidade competitiva, tendo em conta as necessidades de qualificação para os Jogos Olímpicos de 2020, o trabalho de base também está em franco desenvolvimento. Foi nesse sentido que a Federação Portuguesa de Ciclismo criou o cargo permanente de selecionadora de ciclismo feminino.

 

“A prioridade é a formação competitiva e o acompanhamento das corredoras. Iremos fazer vários estágios ao longo do ano, o primeiro já na próxima semana. Vamos trabalhar de forma próxima com ciclistas das categorias de cadetes até elite. Além das concentrações, iremos correr em Espanha, procurando abrir horizontes e proporcionar novas experiências competitivas. Temos a ambição de participar também com bons desempenhos no Mundial e no Europeu”, explica Ana Rita Vigário, cuja principal responsabilidade é a seleção feminina de estrada, dando apoio aos selecionadores de pista e de BTT no acompanhamento das ciclistas daquelas vertentes.

 

Além de Ana Rita Vigário, a reunião de hoje juntou os selecionadores nacionais de estrada, José Poeira, de BTT, Pedro Vigário, de paraciclismo, José Marques, e de pista, Gabriel Mendes, que é também o coordenador técnico nacional, com o apoio de José Luís Algarra. O presidente da Federação, Delmino Pereira, e o diretor Sérgio Sousa, também participaram no encontro.

 

A qualificação para Tóquio é a prioridade de trabalho para as diversas vertentes, marcando já os compromissos internacionais da Equipa Portugal nas próximas semanas. De 11 a 13 de janeiro, Telmo Pinão participa na competição internacional de paraciclismo na vertente de pista, que vai realizar-se em Manchester, Inglaterra. A ideia é aprofundar o trabalho para garantir a qualificação para os Jogos Paralímpicos.

 

A Equipa Portugal de pista corre, em janeiro, duas etapas da Taça do Mundo. De 18 a 20 a competição acontece em Cambridge, Nova Zelândia, enquanto de 25 a 27 o palco será Hong Kong.

 

Entre 26 e 29 de janeiro é a Seleção Nacional de BTT que vai bater-se por pontos de qualificação olímpica, apresentando-se na corrida de quatro etapas do Club la Santa, em Lanzarote, Espanha.

 

As metas na estrada são diferentes, dado que a qualificação para Tóquio faz-se, essencialmente, por via dos resultados dos corredores nas principais provas internacionais, a disputar por equipas e não por seleções. No entanto, o trabalho de base é fundamental, daí que, anualmente, o apuramento para a Volta a França do Futuro é uma meta a atingir.

 

A presença na Volta a França do Futuro depende da pontuação na Taça das Nações de Sub-23. Para isso, a Equipa Portugal de Sub-23 inicia a época mais cedo do que é habitual, participando, de 4 a 9 de fevereiro, no Tour de l’Espoir, corrida da Taça das Nações que se realiza nos Camarões.

 

 

Periodicidade Diária

terça-feira, 19 de fevereiro de 2019 – 04:19:41

Pesquisar

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...