14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Assembleia Geral da Federação Portuguesa de Ciclismo

 

A Assembleia Geral da Federação Portuguesa de Ciclismo, reunida na sede da instituição, em Lisboa, aprovou hoje por unanimidade o Plano de Atividades e Orçamento para 2020.

 

O documento, proposto pela Direção, mereceu a concordância dos 22 delegados presentes, que, assim, apoiaram a estratégia para 2020, suportada pelo maior orçamento federativo de sempre, €3.815.712,66.

 

“O ano de 2020 será de arranque efetivo do Centro Satélite da UCI no Centro de Alto Rendimento de Anadia, algo importante para o ciclismo mundial e para o intercâmbio de conhecimentos, mas também, e fundamentalmente, para o ciclismo português, porque terá ali a sua base científica e logística para a preparação das gerações atuais e também das futuras, já com os Jogos Olímpicos de 2024 em vista. A entrada em funcionamento do Centro Médico e Centro de Avaliação e Controlo de Treino em Anadia pressupõe um novo passo rumo ao futuro e à afirmação plena do ciclismo português como parte integrante do novo ciclismo, mais profissional, científico, internacional e completo, porque congrega, ao mais alto nível desportivo, as distintas vertentes e disciplinas”, destacou o presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo, Delmino Pereira, na mensagem de abertura do Plano de Atividades.

 

O dirigente lembra, ainda, que é imperiosa a assinatura de contratos-programa com o Estado para o desenvolvimento de novas vertentes, uma vez que “é inconcebível que se retire meios às vertentes tradicionais, também elas olímpicas, para financiar novas frentes de atividade”.

 

Delmino Pereira lembra a vaga social favorável à bicicleta e ao ciclismo como fatores de mobilidade sustentável, considerando ser preciso “fazer com que o programa ‘O Ciclismo Vai à Escola’ funcione também como porta de entrada no universo federado, algo para o qual o trabalho das Associações Regionais, em estreita colaboração com a Federação, os clubes, as escolas e as autarquias, é fundamental”.

 

Os delegados aprovaram ainda a atribuição do título de Sócio Honorário a dois patrocinadores históricos da modalidade, Casimiro Coelho Lima (Coelima) – a título póstumo – e Luís Almeida (LA Alumínios).

 

Antes da reunião ordinária para debate e votação do Plano de Atividades, realizou-se uma reunião extraordinária que aprovou duas alterações aos Estatutos, uma para adequação do documento à nova legislação antidopagem e outra para deixar claro que a Direção é eleita e não designada pelo presidente.

 

Periodicidade Diária

terça-feira, 25 de fevereiro de 2020 – 00:37:12

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...