14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

Notícias

Campeonato do Mundo para Cegos e Baixa Visão - Odivelas 2018: Coreia do Sul domina com 7 Medalhas

 

A competição individual do Campeonato do Mundo de Judo para Cegos e Baixa Visão - Odivelas 2018 terminou este sábado, no Pavilhão Multiusos de Odivelas, com a entrega dos últimos Títulos Mundiais. A prova encerra este domingo, 18 de novembro, com a competição de Equipas.

 

Sem atletas portugueses e com 130 Judocas nos tapetes, este segundo dia foi dedicado às categorias -63 kg, -70 kg e +70 kg femininas e -81 kg, -90 kg, -100 kg e +100 kg masculinas.

 

O Bloco de Finais correspondeu às expectativas, assistindo-se a grandes combates entre os Melhores Judocas Paralímpicos do Mundo. Song Lee Jin, da Coreia do Sul (-63 kg), Alana Martins, do Brasil (-70 kg), Hongyu Wang, da China (+70 kg), Jung Min Lee, da Coreia do Sul (-81 kg), Oleksandr Nazarenko, da Ucrânia (-90 kg), Zviad Gogotchuri, da Geórgia (-100 kg) e Mohammadreza Kheirollanhzadeh, do Irão (+100 kg) venceram as Finais, sagrando-se Campeões do Mundo.

 

A nível coletivo, o destaque vai para a Seleção da Coreia do Sul, que durante os dois dias da prova individual alcançou 7 Medalhas (3 de Ouro, 3 de Prata e 1 de Bronze).

 

Resultados

 

Femininos

 

Masculinos

 

Recordamos que Magnos Nhanco obteve a melhor classificação portuguesa ao terminar no 9º lugar. Portugal esteve presente com 6 Judocas: Henrique Sousa (-60kg), Sérgio Mendes (-60kg), Miguel Vieira (-66kg), Magnos Nhanco (-66kg), Djibrilo Iafa (-73kg) e Ruben Gonçalves (-73kg), acompanhados pelo Treinador Nacional – Jerónimo Ferreira.

 

Esta edição do Campeonato do Mundo de Judo para Cegos e Baixa Visão bateu o Recorde de Participação (267 Judocas de 42 Países), sendo considerada a Maior de Sempre.

 

O Evento termina este domingo, 18 de novembro, com a competição por Equipas. Portugal está presente entre as 20 Seleções Masculinas. No feminino, vão estar 8 equipas em ação. Os combates têm início às 10h00.

 

Declarações:

 

Ruben Gonçalves – Treinador Nacional

“Amanhã vai ser uma prova muito interessante. Neste tipo de competições, quer seja em Clubes ou Seleções, estamos sempre a puxar uns pelos outros. Tal como na prova individual, é um grande prazer e um orgulho representar o país. Obviamente que vai ser complicado porque estamos apenas em 3 categorias, mas é importante para nós porque vamos fazer pelo menos mais um combate internacional, é mais uma experiência.”

 

Alana Martins (Brasil) – Campeã Mundial na categoria -70 kg

“Antes de mais quero agradecer ao técnico Alexandre Garcia. Se estou aqui hoje e ganhei é graças a ele. Foi um ano muito difícil, fiz uma cirurgia ao joelho e estive 6 meses sem competir. Tive apenas 3 semanas de treino para preparar este Mundial. Esta vitória deve-se a todos os que me apoiaram neste ano. É muita emoção, não tenho palavras. Foi o meu primeiro ouro, é uma conquista muito grande para mim e para o Judo Paralímpico brasileiro.”

 

 

Periodicidade Diária

sexta-feira, 13 de dezembro de 2019 – 13:41:16

 

 
Feliz Natal e um
 
Próspero Ano Novo
 
 
Boas Festas!
 

 

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...