13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Caramulo Motorfestival assinala 13ª edição com recorde de público

 

O Caramulo Motorfestival continua a afirmar-se como o evento de referência da paixão motorizada em Portugal, tendo atraído, nos dias 7, 8 e 9 de Setembro, cerca de 35 mil pessoas, à Serra do Caramulo para vibrar com a beleza dos clássicos e toda a adrenalina do desporto automóvel. Um recorde atingido a todos os níveis, de inscritos na Rampa Histórica no Caramulo, a equipas internacionais, passeios e concentrações, visitantes que atenderam ao evento no seu clássico, jornalistas credenciados, bebidas consumidas no evento, patrocinadores e apoios no Caramulo Motorfestival até às entradas no museu em apenas três dias, o número mais alto desde a sua fundação há quase 70 anos, para visitar as colecções permanentes de arte, automóveis e brinquedos antigos, assim como as exposições temporárias “Porsche: 70 Anos de Evolução” e “The Power of the Force: Brinquedos e Cartazes da Guerra das Estrelas (1977-85)”.   “Treze anos depois da primeira edição do Caramulo Motorfestival, não podíamos estar mais contentes com o que o Caramulo Motorfestival cresceu e se tornou. Pretendíamos que esta edição fosse um momento de viragem e cumprimos com esse objectivo em toda a linha. Ainda mais agora que demos início a esta importante parceria organizativa com o Automóvel Club de Portugal que nos vai permitir divulgar e desenvolver ainda mais a paixão motorizada em Portugal, além de impulsionar a região do Caramulo como destino de excelência,” afirma a organização.   Mais uma vez, o Caramulo Motorfestival conseguiu atrair aos seus palcos um plantel único de pilotos convidados, reunindo veteranos e alguns dos melhores pilotos do desporto automóvel nacional da actualidade. 
 
Ainda entre os pilotos convidados, destaque para as presenças de Valentino Balboni, o mítico piloto de testes da Lamborghini desde 1968 que mostrou que ainda está cá para as curvas, ao volante de um superdesportivo Lamborghini Aventador S, além de outros grandes nomes como Cyril Neveu, Pedro Lamy, André Villas-Boas, José Pedro Fontes, Francisco Sande e Castro, Miguel Barbosa, Joaquim Rino, Rosário Sottomayor e os jovens pilotos de 11 e 13 anos, Afonso Almeida e Dinis Borges.
 
Um dos momentos mais emotivos do Caramulo Motorfestival foi a recepção de Cyril Neveu, cinco vezes vencedor do Rally Paris-Dakar subiu a Rampa aos comandos de uma Africa Twin e, após o regresso ao ponto de partida em frente ao Museu Caramulo, perante todo o público presente, autografou o depósito de combustível da moto, num tributo ao lendário José Megre, também piloto do Paris-Dakar.
 
O evento contou, como sempre, como inúmeros passeios, concentrações e ralis, incluindo a estreia do Passeio Clássicos ACP, além de uma Feira de Automobilia, um Gaming Center, uma pista júnior para os mais novos, parada militar, espectáculo aéreo com aviões acrobatas e caças F-16 da Força aérea, pista todo-o-terreno, parada de bicicletas, desta vez liderada por militares da GNR a rigor com as fardas e bicicletas dos anos 50, subidas de motos antigas e de competição, um Monster Truck Show e um espectáculo de drift, além de vários apontamentos de música ao vivo. 
 
Novidade a que o público não ficou indiferente foi a presença do Alfa Romeo 4C Spider a abrir a Rampa Histórica do Caramulo.
 
Museu do Caramulo apresentou “Messi” restaurado pela rampa acima
 
Um dos grandes momentos do fim-de-semana, talvez mesmo o mais emotivo, foi a apresentação do Messerschmitt KR200 de 1958. Também conhecido como “Messi”, este pequeno carro construído após a Segunda Guerra Mundial e que tinha por filosofia aproveitar todos os recursos possíveis, foi totalmente recuperado pelo Museu do Caramulo através daquela que foi a primeira iniciativa de crowdfunding. O restauro deste “Messi” estendeu-se ao longo de dois anos e só foi possível graças ao apoio das 150 pessoas que responderam de forma afirmativa à iniciativa de angariação de fundos através da internet, uma aposta que os responsáveis pelo Museu do Caramulo já confessaram que vão repetir com outros veículos do espólio do museu.
 
Rampa Histórica do Caramulo
 
A Rampa Histórica do Caramulo, prova organizada com a responsabilidade desportiva a cargo do Clube Automóvel de Viseu teve cerca de 70 automóveis inscritos em Regularidade e Velocidade, de onde se destacaram o trio de Ferraris dos anos 50 que concentraram grande parte da atenção do público, por se tratar de um momento único e histórico em Portugal. Entre estes estavam o Ferrari 195 Inter Vignale de 1951 do Museu do Caramulo, o Ferrari 500 Mondial de 1955 de André Villas-Boas e o Ferrari 166MM Barchetta Touring de 1950 da família sul-africana Van Zyl. Este último foi o primeiro Ferrari a ter entrado em Portugal, tendo regressado agora de propósito para participar na Rampa Histórica do Caramulo, pilotado pela equipa sul-africana. Este factor conferiu-lhe um simbolismo especial por parte do público que pôde ver o Ferrari português #1 a regressar a casa 55 anos depois de ter deixado o país.
 
A Rampa de Regularidade Histórica como vencedor à geral da prova de Regularidade António José Araújo/José Pedro Araújo, com o seu Auto Union 1000 S (1960), com 1.018 pontos. O 2º lugar do pódio foi conquistado por Mário Costa Pinto/Leo Costa Pinto, ao volante do Morgan Plus 4 (2010), com o 1.074 pontos, com o mais baixo do pódio a fica para Fernando Sampaio/Pedro Sampaio, a totalizarem 1.170 pontos com o Porsche 944 Turbo Cup (1986).   Nas Senhoras, a vitória foi para Cecília Lacerda/Angeliki Correia de Barros (Porsche 911 2.4 E de 1973), seguidas de Evdoksia Romaidis/Anastasia Romaidis (Porsche 996 C45 Cabrio, de 1998), enquanto Maria Patrício Gouveia e Eugénia Bela Morais fecharam o pódio com o Porsche 356B Super 90 (1962).   Na Rampa Regional (Velocidade) a vitória à geral foi de Joaquim Ferreira Rino (BRC 05 Evo), em 2:55,630s, seguido de Valter Gomes (Porsche 911 RSR), a 9,628s, e com a dupla Mário e Antónia Barbosa (Citroën DS3) a completar o pódio, a 16,448s. 
 
Por fim, o Prémio João de Lacerda, entregue anualmente no Caramulo Motorfestival e destinado a figuras que se destacaram, ao longo do tempo, pelo seu contributo para o meio automóvel e desportivo, foi para as mãos de Valentino Balboni.
 
O Caramulo Motorfestival é organizado pelo Museu do Caramulo e pelo Automóvel Club de Portugal e conta com o apoio do Museu do Caramulo, Automóvel Club de Portugal, Bentley, Castrol, Sagres Sem Álcool, Carglass, Martin Miller’s, Strong Charon, Ascendum, Câmara Municipal de Tondela, Turismo do Centro, rádio M80, Jornal dos Clássicos e Banco BPI.
 
 

 

Periodicidade Diária

sábado, 17 de novembro de 2018 – 00:45:56

Pesquisar

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...