13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

O Grupo Renault lança o « Advanced Battery Storage », o maior dispositivo Europeu de armazenamento de energia com baterias de veículos elétricos

 

·        O Grupo Renault anuncia o lançamento do projeto «Advanced Battery Storage» que tem por objetivo construir, até 2020, o maior dispositivo alguma vez concebido na Europa, a partir de baterias de veículos elétricos (potência: 70 MW / energia: 60MWh).

·        Este dispositivo será instalado em vários locais em França e na Alemanha e irá facilitar a integração de energias renováveis nas redes elétricas.

·        O «Advanced Battery Storage» inscreve-se na estratégia do Grupo Renault de participar no desenvolvimento de ecossistemas elétricos inteligentes que contribuam para a transição energética. 

 

O Grupo Renault anuncia o lançamento do Advanced Battery Storage, uma solução de armazenamento estacionário de energia, que se baseia, exclusivamente, em baterias de automóveis elétricos.

 

A prazo, este dispositivo será capaz de armazenar pelo menos 60 MWh, o que o tornará no maior do género em toda a Europa. As primeiras instalações serão realizadas no início de 2019, em três zonas: nas fábricas da Renault de Douai e Cléon (ambas em França) e numa antiga fábrica de carvão na Renânia do Norte Westphalia (Alemanha).A capacidade de armazenamento será, progressivamente, aumentada até incluir 2.000 baterias de automóveis elétricos, onde atingirá – mas provavelmente ultrapassará – o valor de 60 MWh, o equivalente ao consumo diário de uma cidade com 5.000 lares.

 

O objetivo deste dispositivo é o de gerir as diferenças entre o consumo e a capacidade de produção de eletricidade num determinado instante, de forma a aumentar a quota das energias renováveis no mix energético, através da manutenção do equilíbrio entre a oferta e a procura da rede elétrica, quando as diferentes fontes de produção não têm capacidades constantes. Qualquer desvio entre o consumo e a capacidade de produção pode comprometer a estabilidade da frequência da eletricidade doméstica (50 Hz). Através da sua contribuição ao equilíbrio da rede, o armazenamento estacionário permite reforçar a atratividade económica da produção energética, através de fontes com baixas emissões de carbono.

 

O armazenamento será feito a partir de baterias de veículos elétricos que são acondicionadas em contentores e recorrendo, primordialmente, a baterias de segunda vida. Ou seja, que foram já utilizadas em veículos elétricos. «O sistema ‘Advanced Battery Storage’ terá a possibilidade de libertar ou absorver, quase instantaneamente, uma potência de 70 MW. A potência e a capacidade desta solução permitirá responder, eficazmente, à maioria das solicitações da rede elétrica», afirma Nicolas Schottey. Diretor do programa de New Business Energie do Grupo Renault.

 

Em estreita colaboração com parceiros

 

O Grupo Renault, pioneiro e líder da mobilidade elétrica na Europa, ultrapassa o papel de construtor automóvel e torna-se, com a ajuda dos seus parceiros, num ator importante no desenvolvimento de ecossistemas elétricos e energéticos inteligentes. Para o projeto «Advanced Battery Storage», o Grupo Renault associou-se a: la Banque des Territoires, o grupo japonês Mitsui, Demeter, através do Fundo de Modernização Ecológica dos Transportes e a The Mobility House.

 

Sobre o ecossistema elétrico inteligente

 

O carregamento inteligente, ou smartcharging, modula o carregamento do veículo em função das necessidades do utilizador e da oferta de eletricidade disponível na rede. O carregamento efetua-se em pleno quando a oferta de eletricidade supera a procura, nomeadamente nos períodos de pico da produção de energias renováveis.O carregamento é interrompido quando a procura de eletricidade é superior à oferta disponível na rede. Assim, a rede elétrica otimiza a utilização de energias renováveis.

 

Com o carregamento reversível, os veículos são capazes de injetar eletricidade na rede nos períodos de picos de consumo. Para além do carregamento inteligente, os veículos elétricos vão, também, servir como unidade de armazenamento temporário de energia.

 

Mesmo após a sua «vida automóvel», a bateria de um veículo elétrico conserva uma significativa capacidade de armazenamento e pode ser utilizada em ambientes menos exigentes como, por exemplo, o armazenamento estacionário de energia. Ao dar esta segunda vida às baterias, a Renault está em condições de responder a uma panóplia de necessidades de armazenamento de energia: lares, edifícios de escritórios ou de habitação, ou até mesmo de pontos de carregamento para veículos elétricos.

 

 

V o t o s  de  B o a s  F e s t a s

Periodicidade Diária

domingo, 16 de dezembro de 2018 – 06:07:46

Pesquisar

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...