14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

Notícias

Float Out do MSC Virtuosa representa a terceira celebração do mês para a MSC Cruzeiros

 

 

A MSC Cruzeiros comemorou este fim de semana o float out do MSC Virtuosa nos Chantiers de l'Atlantique em Saint-Nazaire, França, e o terceiro grande marco na construção de navios que a Companhia celebrou durante o mês passado, no estaleiro.

 

O float out decorreu depois da bem sucedida entrega do MSC Grandiosa ao armador, no dia 31 de Outubro, bem como da cerimónia do corte do aço do MSC Europa, no mesmo dia, o primeiro de cinco navios movidos a Gás Natural Liquefeito (LNG) da Companhia.

 

A MSC Cruzeiros revelou também, nesse mesmo dia, um projecto inovador de Pesquisa e Desenvolvimento (R&D), intitulado de PACBOAT, e que diz respeito à integração de uma nova tecnologia inovadora de célula de combustível a bordo do MSC Europa movido a LNG, com especial importância para o sector dos cruzeiros. A companhia afirmou estar comprometida em contribuir para o desenvolvimento de tecnologia ambiental avançada de última geração, de modo a promover a sua evolução na gestão ambiental e o de toda a indústria de cruzeiros.

 

O MSC Grandiosa foi inaugurado em Hamburgo na semana seguinte, dia 9 de Novembro. Nessa altura, a MSC Cruzeiros anunciou também que a partir de 1 de janeiro de 2020 será a primeira grande companhia de cruzeiros no mundo a operar totalmente com carbono neutralizado. A MSC Cruzeiros compensará todas as emissões directas de dióxido de carbono (CO2) nas suas operações marítimas da frota através de uma combinação de projectos de compensação de carbono azul e regular desenvolvidos de acordo com os mais altos padrões das principais entidades internacionais que tomam medidas imediatas sobre as emissões de gases de efeito estufa.

 

A MSC Cruzeiros acrescentou que por reconhecer que até a mais avançada tecnologia ambiental marítima actual é insuficiente para alcançar imediatamente a neutralidade do carbono, a Companhia continuará a investir no desenvolvimento acelerado de tecnologia ambiental avançada para conseguir alcançar o seu compromisso de operar com emissões zero.

 

O MSC Virtuosa será o segundo navio da classe Meraviglia-Plus depois do MSC Grandiosa e passará agora para uma doca molhada para continuar a sua construção e montagem até ser entregue ao armador em Outubro de 2020.

 

O sexto novo navio da MSC Cruzeiros a integrar a frota desde 2017, o MSC Virtuosa, estará tão equipado no que diz respeito a tecnologias de última geração quanto o MSC Grandiosa, sendo o segundo navio da frota da Companhia a ter um Sistema de Redução Catalítica Selectiva (SCR) e um inovador Sistema Avançado de Tratamento de Águas Residuais (AWTS) de modo a minimizar a sua pegada ambiental e garantir emissões de ar cada vez mais limpas.

 

O SCR instalado no MSC Virtuosa ajudará a reduzir o óxido de nitrogénio em 80% através de uma tecnologia que o converte em nitrogénio e água, ambos compostos inofensivos.

 

O navio estará também equipado com um inovador Sistema Avançado de Tratamento de Águas Residuais para tratar as águas residuais com grande qualidade e o produto final tem um nível mais elevado do que o que acontece na maioria das cidades em todo o mundo.

 

O MSC Virtuosa estará ainda equipado com energia do cais para o navio permitindo ligar-se à rede eléctrica local o que permitirá reduzir as emissões do navio, enquanto se encontra no porto. Esta é uma funcionalidade amplamente disponível em toda a frota da MSC Cruzeiros e tornou-se num padrão para todas as novas construções, desde 2017.

 

Estas características foram adicionadas a outras tecnologias ambientais disponíveis noMSC Virtuosa e em toda a frota da MSC Cruzeiros, que visam minimizar e reduzir continuamente o impacte ambiental, incluindo: sistemas híbridos de limpeza de gases de exaustão de última geração que removem o óxido de enxofre das emissões dos navios até 97%; sistemas avançados de gestão de resíduos; sistemas de tratamento de água de lastro; sistemas de tecnologia inovadores para a prevenção de descargas de óleo das áreas das máquinas e várias melhorias efectivas na eficiência energética - desde sistemas de recuperação de calor a iluminação por LED.

 

A viagem inaugural do MSC Virtuosa será um cruzeiro de 7 noites no Mediterrâneo Ocidental, com paragem em seis portos de escala, em Novembro de 2020, com partida de Génova, em Itália. Após uma temporada de inverno no Mediterrâneo, o MSC Virtuosa irá para o Norte da Europa para o Verão 2021, com itinerários pelos Fiordes da Noruega e pelas Capitais Bálticas.

 

Em breve, a MSC Cruzeiros revelará todos os detalhes das características atractivas para os viajantes a bordo do MSC Virtuosa, mas, tal como o MSC Grandiosa, o navio terá uma promenade ao estilo Mediterrâneo repleto de restaurantes e lojas, sob um ecrã LED Sky Screen com 93 metros de comprimento, dois novos espectáculos originais do Cirque du Soleil at Sea e a ZOE, a primeira assistente pessoal virtual do Mundo a bordo de um cruzeiro, presente em todos os camarotes.

 

O terceiro dos três navios da classe Meraviglia-Plus, ainda sem nome, será inaugurado em 2023 e será movido a LNG. A MSC Cruzeiros está a investir €5 mil milhões na construção de cinco navios movidos a Gás Natural Liquefeito, com os restantes quatro a representarem o protótipo futurista da Classe World, dos quais o primeiro - o MSC Europa – começará a navegar em Maio de 2022.

 

Os navios da Classe World, tal como o protótipo da geração Meraviglia-Plus, serão construídos no estaleiro dos Chantiers de l'Atlantique, em Saint Nazaire, França, como parte de um plano de investimento sem precedentes no sector de €11,6 mil milhões, e que representará um aumento da frota actual da MSC Cruzeiros para 25 navios até 2027.

 

 

Periodicidade Diária

segunda-feira, 9 de dezembro de 2019 – 16:20:26

 

 
Feliz Natal e um
 
Próspero Ano Novo
 
 
Boas Festas!
 

 

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...