13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Miranda-Mortágua corre Nacional 2 para lutar pela melhor Geral

 

 

A equipa Continental UCI Miranda-Mortágua volta à competição esta quarta-feira, dia 18 de julho, para correr a primeira edição do Grande Prémio de Portugal Nacional 2, que vai disputar-se ao longo de cinco etapas que fazem a ligação entre Chaves e Faro, onde termina a prova no dia 22, domingo.    


Jorge Magalhães e Hugo Nunes (que falharam o Troféu Joaquim Agostinho, por estarem ao serviço da Seleção Nacional nos Campeonatos da Europa Sub-23), Francisco Campos, José Sousa, Damien Cordeiro e Tiago Leal são os seis corredores que o diretor desportivo Pedro Silva selecionou para alinhar na prova.


Para o Prémio Nacional 2 vamos basicamente com uma equipa onde a maior parte dos ciclistas não vão à Volta a Portugal. Mas estou com esperança que quer o Francisco Campos como o Jorge Magalhães vão estar a um bom nível”, adiantou o diretor desportivo da Miranda-Mortágua.


Sendo uma prova que acaba uma semana antes do início da Volta, há que fazer rodar a equipa para aproveitar o máximo de tempo para estar em estágio, que neste momento é mais importante do que estar em competição”, explicou, frisando que ainda assim “vamos com o mesmo intuito de fazer acontecer e lutar pela melhor classificação geral individual”. Pedro Silva lembrou estar perante uma prova com

bonificações e “queremos tirar partido disso. A equipa está à altura, tem amadurecido muito desde o início da época e hoje apresenta um comportamento muito mais profissional, o que se tem refletido na estrada”, resumiu.


Inscrita na categoria 2.2 do calendário da UCI, a prova vai atravessar Portugal de Norte a Sul, sendo a Nacional 2 a estrada de maior extensão do país, a maior da Europa e terceira maior do mundo. Atravessa 36 municípios de 11 distritos e os 738,5 km que ligam Chaves a Faro serão cumpridos em competição, num programa de cinco dias de corrida.


Dia 18, quarta-feira, sai para a estrada a primeira etapa, que liga Chaves (partida às 11 horas) a Castro Daire ao longo de 140,7 km. A chegada está prevista para as 15 horas na Avenida Maria Alcina Fadista. No percurso estão marcados três prémios de montanha: um de terceira categoria, 23,6 km depois da partida e dois de segunda categoria (ao quilómetro 102 e ao quilómetro 121).
 

O segundo dia, quinta-feira, vai partir de Castro Daire, às 10.30 horas, do recinto da feira para percorrer 177,2 km até Pedrógão Grande, onde é aguardada a chegada da caravana ciclista cerca das 15 horas. Nesta segunda etapa e a 32 km do final, há passagem por um prémio de montanha de segunda categoria. 


Sexta-feira, dia 20, o pelotão internacional deixa Pedrógão Grande às 11 horas para pedalar ao longo de 144,1 km rumo a Montargil, que ficam concluídos após a quarta passagem pela meta. A chegada vai ser aplaudida da Rua Luís de Camões, pelas 15 horas, ficando terminada a terceira tirada.  


Chega o fim-de-semana e com a jornada de sábado a quarta etapa. O desafio do dia será concluir 159,7 km que vão unir Montargil a Aljustrel, onde a linha da meta deverá ser cruzada cerca das 15 horas na Avenida 1.º de Maio. Domingo, dia da derradeira etapa, a caravana pedala até ao Algarve. Às 11 horas o pelotão sai de Ferreira do Alentejo (Rua Zeca Afonso, junto ao Jardim Municipal) para seguir viagem até Faro, após 142,8 km percorridos.


O vencedor da primeira edição do Grande Prémio de Portugal Nacional 2 será conhecido depois das 15 horas, na Avenida Cidade de Hayward, onde vão ter lugar as cerimónias protocolares no pódio. No total vão participar 20 equipas: 12 lusas e oito estrangeiras.
 
 


 

segunda-feira, 15 de outubro de 2018 – 22:21:15

Pesquisar

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...