15 anos ao serviço do Desporto em Portugal

Notícias

Campeonato de Resistência de Karting 2013 vai arrancar em maio

Adrenalina garantida
 
O Campeonato de Resistência vai ser a grande novidade entre as competições de Karting para 2013 no nosso país, recorrendo a um kart completamente inovador, com motor a 2 tempos! Inédito a nível mundial.
 
Campeonato de Resistência de Karting com motores a 2 tempos? Percebemos a interrogação – pois também a colocamos –, mas a verdade é que a competição, que deverá arrancar em maio, não vai utilizar os habituais propulsores a 4 tempos, normalmente indicados para provas desta natureza.
 
A Riakart, promotora do projeto – ao qual se associou o Kartódromo Internacional de Braga (KIB) – explica-nos porquê. “O objetivo é criar um campeonato, cujas equipas – formadas por 6 a 8 pilotos – possam experimentar um kart que tem praticamente todas as caraterísticas de competição, mas, ao mesmo tempo, não descura da vertente lazer, sendo esta, muitas vezes, a principal razão de muitas equipas participarem em provas de resistência”, sublinhou Paulo Botelho, responsável pela Riakart.
 
O Kartódromo de Oiã também é um dos parceiro dos promotores Riakart e KIB neste Campeonato de Resistência de Karting, que contará com seis provas (cinco de 8 horas e uma de 24 horas), as quais serão disputadas em diferentes kartódromos e circuitos citadinos, ficando a organização a cargo do Clube Automóvel do Minho (CAM). As datas e os locais onde serão disputadas as seis provas, assim como os custos de participação ainda estão por definir, mas os promotores asseguram que tudo será divulgado muito em breve.

Motores Iame X30 de 25 cavalos
 
Para o efeito, a empresa sediada em Ponte de Lima – que em parceria com a FPAK organiza o Campeonato de Portugal de Karting (CPK) –, estudou e encontrou a fórmula juntamente com a Motocane (que ajuda a preparar os bólides) para avançar com este projeto inédito a nível mundial. Os karts a utilizar estão equipados com motores Iame Parilla X30 – os mesmos que animam o CPK –, só que devidamente preparados para provas de resistência, debitando 25 cavalos de potência máxima (existindo uma redução de 5 cv), aliados a um chassis Birel N35. Estes conjuntos serão utilizados nas provas de 8 horas, sendo que para a prova de 24 horas, a opção em termos de motorização será o Honda 270 cm3 de 12 cavalos, para cumprirem sem problema os 1440 minutos.

 
Os pneus escolhidos são os Bridgestone YDS, “borrachas” mais duras que permitem não só aderir melhor aos traçados, bem como serem mais eficazes
em termos de durabilidade.
 
 
Mas existem mais inovações: aliado ao chassis está um novo sistema de travagem que não permite travar e acelerar ao mesmo tempo, aumentando assim a durabilidade da embraiagem; um carburador Dellortto de 30 mm que aumenta a performance e, não menos importante, as bacquets Tillet que são atualmente as que maior conforto emprestam em provas de resistência.
 
 
O kart pesa 115 kg e o peso mínimo com piloto estipulado pelos promotores será de 205 kg, por forma a alargar o leque de pessoas que queiram alinhar neste campeonato, cujo regulamento, como a fórmula da competição, entre outros aspetos, ainda está a ser preparado, para ser divulgado em breve.
 
Entretanto, os testes vão prosseguindo, mas quem quiser experimentar o novo bólide para provas de resistência poderá fazê-lo nos primeiros 15 dias de março no Kartódromo de Braga, assim como na última quinzena do mesmo mês, no Kartódromo do Bombarral.
 
Testes já decorreram em Braga
 
Abílio Canelas (Motocane), Tiago Teixeira (piloto) Paulo Botelho (Riakart), João Correia (piloto), Abílio Silva (Motocane) e Elson Pina (Riakart) 
 
Para que tudo resulte na perfeição, a Riakart e o KIB já realizaram testes com o novo kart, no Kartódromo Internacional de Braga, juntamente com os técnicos da Motocane, Vítor Canelas e Abílio Silva, convidando para verificar a performance em pista, Tiago Teixeira e João Correia, pilotos experientes que disputam o Campeonato de Portugal de Karting, bem como o consagrado Pedro Salvador, que este ano vai fazer dupla com António Nogueira, no Campeonato de GT´s, com o Porsche GT3 R.
 
Um dia tinha que se dar o ‘salto’. Quem está habituado a correr em provas de resistência com motores a 4 tempos, depois de experimentar este kart com um motor a 2 tempos, já não vai voltar atrás. Fiquei muito surpreendido, pois tem um excelente comportamento aliado a um chassis muito equilibrado. Serve para quem quer alinhar em provas de resistência com um ritmo de competição, mas também serve para aqueles que participam sobretudo com espírito de lazer”, sublinhou Pedro Salvador.
 
Tiago Teixeira não esteve com ‘meias medidas’ e quis experimentar tudo o que o kart tinha para oferecer: “Estive sempre a conduzir de forma agressiva. Passei propositadamente pelos corretores para ver a rigidez do conjunto. Está bem muito conseguido. O motor tem boa saída e evolui facilmente nas retas. Os pneus aderem muito bem e exemplo disso é que já conduzimos cinco horas e eles estão praticamente novos.”, enalteceu o piloto de Paredes, para depois João Correia acrescentar: “Este kart permite aliar a vertente competição e lazer. Quem quiser adotar um ritmo mais rápido, vai ficar agradavelmente surpreendido”. 
 
Os pilotos Tiago Teixeira e João Correia testaram o bólide e percorreram cerca de 400 km durante sete horas, cumprindo 1m05s por volta no traçado de Braga  

Periodicidade Diária

quinta-feira, 4 de março de 2021 – 05:28:32

Pesquisar

Como comprar fotos

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...