13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Red Bull Cliff Diving World Series: O regresso do britânico brilhante

 

A figura mais carismática e com maior sucesso do Red Bull Cliff Diving World Series voltou à sua melhor forma depois de uma longa travessia do deserto. O britânico Gary Hunt mostrou no lago Lucerna, na Suíça, todo o seu brilhantismo e bateu uma concorrência de grande nível. Nas mulheres a vitória surpresa pertenceu à canadiana Lysanne Richard, contrariando o favoritismo da australiana Iffland.

 

A décima temporada do Red Bull Cliff Diving World Series continua a revelar-se uma das mais competitivas de sempre. No último fim de semana (4 e 5 de agosto) reuniu nas águas espelhadas do lago Lucerna, nas proximidades da aldeia de Sisikon, na Suíça, os melhores saltadores do planeta para a disputa da quarta (masculinos) e terceira (femininos) etapas de 2018 – três semanas depois do encontro nos Açores.

 

Com vista para os Alpes, esta etapa regressou ao calendário depois de uma longa ausência de oito anos. Provando que a história muitas vezes se repete, a vitória acabou por sorrir ao mesmo atleta que venceu aqui pela última vez em 2010 – o britânico Gary Hunt: “Este foi um triunfo com um sabor especial, pois consegui mostrar a mim mesmo que superei o bloqueio mental que me colocou para baixo nos últimos tempos. Na verdade, este bloqueio deixa as suas marcas e há ainda aspetos a melhorar, mas sinto-me como um homem que se reergueu e é isso que importa”. Hunt tinha já dado sinais de progressão nos Açores, onde chegou ao último lugar do pódio. Na Suíça subiu mais alto acompanhado, respetivamente, do mexicano Jonathan Paredes e do norte-americano Andy Jones.

 

A grande sensação das primeiras etapas do ano, o norte-americano Steven LoBue, procurou aqui melhorar o seu record pessoal com um “hat trick” inédito, mas acabou por não conseguir ir além da sexta posição. Ainda assim mantém-se no comando da classificação geral.

 

Em femininos houve também lugar para algumas surpresas, sendo a maior sem dúvida a vitória da canadiana Lysanne Richard – que esteve ausente durante a última época devido a uma lesão grave no pescoço: “Depois do salto final não consegui conter as lágrimas. Estar de volta à competição depois da minha lesão já foi uma grande vitória, mas ganhar foi algo que me deixou muito sensibilizada”. O pódio ficou completo, respetivamente, com a australiana Iffland e a wildcard britânica Macaulay.

 

RED BULL CLIFF DIVING WORLD SERIES

 

CALENDÁRIO 2018

2 junho | Texas, E.U.A.

30 junho | Bilbau, ESPANHA

14 julho | São Miguel, Açores, PORTUGAL

5 agosto | Sisikon, SUÍÇA

25 agosto | Copenhaga, DINAMARCA

8 setembro | Mostar, BÓSNIA HERZEGOVINA

23 setembro | Polignano a Mare, ITÁLIA

 

CLASSIFICAÇÃO GERAL 2018

 

MASCULINOS_APÓS 4 ETAPAS

1º Steven LoBue MEX | 540 pontos

2º Jonathan Paredes MEX | 420 pts

3º Gary Hunt GBR| 410 pts

4º Michal Navratil CZE | 410 pts

5º Blake Aldridge UK | 360 pts

6º Kris Kolanus POL | 350 pts

7º Andy Jones EUA | 350 pts

8º David Colturi EUA | 330 pts

9º Alessandro De Rose ITA | 229 pts

10º Sergio Guzman MEX | 170 pts

 

FEMININOS_APÓS 3 ETAPAS

1º Rhiannan Iffland AUS | 470 pts

2º Adriana Jimenez MEX | 450 pts

3º Lysanne Richard CAN | 420 pts

4º Jessica Macauly GBR | 380 pts Wildcard

5º Yana Nestsiarava BLR | 290 pts

6º Anna Bader GER | 220 pts

7º Ginger Huber EUA | 190 pts

8º Antonina Vyshyvanova EUA | 120 pts Wildcard

 

 

Periodicidade Diária

segunda-feira, 19 de agosto de 2019 – 14:10:00

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...