13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Açores coroa lendas australianas

 

 

Layne Beachley, Dave Macaulay, Rob Bain são os vencedores do Azores Airlines Master Championship 

 

Competição de masters  integrou, pela primeira vez, uma prova feminina

 

Depois de uma semana muito disputada entre os 27 atletas de seis diferentes nacionalidades, o Azores Airlines World Masters Championships já tem vencedores. Rob Bain (AUS), Layne Beachley (AUS) e Dave Macaulay (AUS) chegaram, este domingo, ao primeiro lugar do pódio na praia de Santa Bárbara, nos Açores. Numa edição única em Portugal, este campeonato reuniu os melhores do mundo e proporcionou grandes duelos de ondas entre as mulheres que, pela primeira vez na história da modalidade, participaram numa prova masters.

 

A Praia de Santa Bárbara encheu com curiosos e aficionados do surf que não perderam a grande final do Azores World Masters, evento único e irrepetível em PORTUGAL. Rob Bain (AUS) e Cheyne Horan (AUS) foram os primeiros a medir forças dentro de água numa bateria muito acesa e disputada. Bain, considerado o melhor surfista desde o primeiro dia do evento, voltou a surpreender com duas ondas de classe mundial e terminou o heat com 17.10 pontos, reclamando o título de campeão mundial de Grand Masters.

 

 

Sabia que o Cheyne seria um grande e difícil adversário e estava muito nervoso. Só pensava: se as ondas são pequenas, isto vai ser uma batalha. Estou muito contente por ter apanhado boas ondas. Este é um momento muito especial para mim e um sonho tornado realidade. Levei uma vida inteira de altos e baixos nas competições”,comenta o australiano Bain que celebra hoje o seu 56.º aniversário.

 

Layne Beachley (AUS), sete vezes campeã mundial, e Rochelle Ballard (HAW), campeã da série de qualificação, encontraram-se na final de Masters Feminino. A havaiana teve um bom começo, mas Beachley foi mais rápida e não tardou a dominar e a controlar a bateria, acabando por sair da água com mais um título. Mais importante, Beachley escreveu uma importante página na história do surf ao ser a primeira mulher a ganhar um título de masters. 

 

 

Estamos todos extremamente gratos por a WSL reconhecer os pioneiros do surf e juntá-los no mesmo evento. Todos nós ainda adoramos competir e gostamos de provar a nos próprios e aos outros que ainda temos o que é preciso para vencer! Estou ansiosa para competir novamente nos próximos anos”, diz Layne Bachley, agora detentora de oito títulos mundiais.

 

Prova renhida também entre Dave Macaulay (AUS) e Shane Beschen (HAW). Dono de umas manobras impressionantes, Macaulay parecia intocável e assim permaneceu até ao fim da bateria. O duas vezes n.º 3 do mundo e o atleta mais velho na categoria de Masters, somou à sua carreira mais um título mundial.

 

 

Nunca imaginei que isto fosse acontecer”,afirma Macaulay. “Foi uma semana inacreditável. É um local simplesmente lindo e as pessoas são muito amigáveis. Voltaria cá para umas férias a qualquer altura! Sou um felizardo. Depois de tantos anos, ainda continuo a surfar e os meus filhos já estão a seguir as mesmas pisadas. É de loucos!”, remata.

 

A última edição deste campeonato decorreu no Brasil, em 2011, e é por isso que este evento tem uma enorme projeção internacional e consequente retorno económico. Se o Azores Airlines o ano passado teve um retorno de 7 milhões, este Azores Airlines de Masters pela primeira vez na Europa terá, sem dúvida, um impacto muito maior, e reforça o papel dos Açores como o Havai da Europa”, sublinha Rodrigo Herédia, responsável pela organização.

 

Fotos - Miguel Resende

 

 

V o t o s  de  B o a s  F e s t a s

Periodicidade Diária

sexta-feira, 14 de dezembro de 2018 – 21:14:26

Pesquisar

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...