13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Surf Pro Espinho 2019 - Portugueses Afonso Antunes e Carolina Santos nas meias-finais

 

Ao quarto dia, o Surf Pro Espinho viu a ondulação finalmente diminuir um pouco, mas nem por isso a emoção acompanhou! Em ondas de um metro e vento on-shore (do mar para terra), melhores durante a maré vazia, os melhores surfistas júnior europeus disputaram duas fases masculinas e uma feminina, para encontrarem os quatro semi-finalistas da prova, que só terminará amanhã.

 

Costuma dizer-se que o surf é o jogo da adaptação e foi precisamente isso que alguns dos melhores atletas sub-18 da Europa fizeram hoje em Espinho. Entre eles, felizmente, encontram-se dois portugueses. Afonso Antunes e Carolina Santos avançaram para as meias-finais e para o último dia de prova, garantindo já um lugar no pódio e o melhor resultado das suas ainda jovens carreiras, num dia de ouro para o surf nacional!

 

 

Afonso venceu as suas duas baterias de hoje, convencendo os juízes e o público com um surf bastante completo, de manobras explosivas e bom jogo aéreo, escolhendo sempre as melhores ondas e aproveitando a seu favor o vento on-shore. Adaptação!...

 

Nos quartos de final, homem-a-homem, Antunes bateu o basco Iker Amatriain, o melhor atleta espanhol deste Surf Pro Espinho. Antes, no round 5, já tinham ficado para trás Sean Gunning e Moisés Requena, a par de outros bons surfistas, como Kepa Housset-Ezponda, Issam Auptel, Edoardo Papa ou Lenni Jensen.

 

Issam, em particular, viu a presença nos quartos de final escapar-lhe por entre os dedos, numa das baterias mais emocionantes e difíceis desta fase, quando o seu compatriota Justin Becret, nos segundos finais, conseguiu finalizar uma grande manobra aérea, que lhe valeu 9 pontos em 10, passando directamente do terceiro lugar para o primeiro e empurrando Auptel para a terceira posição na bateria, onde acabaria eliminado.

 

 

Kauli Vaast, que tinha dominado quase toda a bateria, também avançou, mas em segundo lugar.

 

Estes dois surfistas franceses, apontados como fortes candidatos à vitória e ao título europeu Pro Junior deste ano, voltaram a destacar-se nos quartos de final, derrotando os seus compatriotas Teva Bouchgua

 

 

e Noa Dupouy, que tiveram de contentar-se com um quinto lugar ex-aequo, a par de Iker Amatriain e do também francês Tiago Carrique, que acabou eliminado pela outra grande surpresa da prova, o marroquino Selyann Zouhir, na última bateria do dia.

 

Selyann e Tiago guardaram-nos o melhor para o final do dia, trocando alternadamente boas ondas entre si e consequentemente trocando também de liderança, até que o marroquino, na sua última onda, selou a vitória com a melhor nota e o melhor score combinado desta fase – 7,83 e 14,33 em 10 e 20 pontos possíveis.

 

 

Selyann Zouhir defrontará amanhã, nas meias finais, o português Afonso Antunes, enquanto Kauli Vaast

 

 

e Justin Becret terão de decidir entre si a presença na final do Surf Pro Espinho.

 

 

Nas meninas, o maior destaque dos quartos de final foi mesmo a portuguesa Carolina Santos, tendo derrotado uma das principais candidatas à vitória, a francesa Juliette Lacome, na sua bateria. Apesar de Juliette ter começado mais forte, a jovem de Peniche manteve o sangue frio e acabou por virar o resultado a seu favor na fase final da bateria, não dando hipótese de resposta à francesa.

 

Lacome teve assim de contentar-se com o quinto lugar, a par da compatriota Elisa Cazenave, da canária Lucia Machado e da portuguesa Mafalda Lopes, que teve a bateria mais renhida dos quartos de final, contra a alemã Rachel Presti.

 

Mafalda liderou boa parte do heat, mas Presti, que vive nos Estados Unidos mas tem dupla nacionalidade, acabou por virar o resultado a seu favor perto do final, não deixando tempo para a portuguesa responder.

 

 

Outro destaque da prova feminina foi novamente a inglesa Ellie Turner, que fez a melhor pontuação total do dia, 12 pontos em 20 possíveis, e que irá agora defrontar a portuguesa Carolina Santos, nas meias finais. Na outra bateria, Rachel Presti defrontará a francesa Ainhoa Leiceaga.

 

Amanhã termina o Surf Pro Espinho e o Espinho Surf Destination 2019, com a primeira chamada marcada para o meio-dia, devido à maré cheia durante a manhã. A meio da tarde prevê-se a coroação dos campeões e a entrega de prémios.

 

 

Além das competições de surf, o Espinho Surf Destination 2019 conta ainda com diversas actividades para públicos diferenciados, quer na já essencial Sponsors Village, como também numa nova área de diversão, que inclui uma PumpTrack, de acesso gratuito a todos os visitantes. Existirá ainda uma mostra de cinema de surf, workshops de fotografia, exposições, baptismos de surf, aulas de surf adaptado e aulas de fitness, entre outros.

 

O Espinho Surf Destination 2019 é uma organização da GPDESIGN Brand Communication e da Câmara Municipal de Espinho, com o patrocínio da Câmara Municipal de Espinho, da Solverde, Castros Iluminações, Padaria Pepim, Mercedes Nasamotor, McDonalds, Somersby, Pedras e Vitalis, os apoios da Comercial Tec, Manipura, Nacional, MEO, Ereserv PumpTrack, Go Healthy, Unkeeper, Terra Viva e Greencoast Surfschool, tendo como media partners o Fuel TV, o Porto Canal, a Mega Hits, Surftotal, BeachCam e ONFIRE.

 

 

Periodicidade Diária

sexta-feira, 19 de julho de 2019 – 11:39:25

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...