13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

SATA Airlines Azores Pro 2012 - Bianca Buitendag vence prova feminina

A jovem sul-africana Bianca Buitendag, de 18 anos, venceu ontem o SATA Airlines Azores Pro 2012, a última etapa do circuito mundial de surf de qualificação feminino, conquistando 8.000 dólares de prize-money e 3500 pontos para o seu ranking final.

A simpática surfista, que há dois anos já tinha surpreendido nos Açores com um 5º lugar (no primeiro ano em que fez algumas etapas deste circuito), voltou este ano para dominar uma prova disputada na íntegra ao longo de Sábado, com boas ondas de 1m a 1,5m, nos Areais de Santa Bárbara, na Ribeira Grande.

Bianca não acusou minimamente o esforço de competir em seis baterias ao longo do dia, mostrando ser, em todas as fases, a atleta a bater, tendo começado a competição no primeiro heat do dia, às 7h30m locais, com a melhor nota de todo o campeonato (9,5 em 10 pontos possíveis) e terminado a final perto das 19h, com o maior total da prova – 16,76 pontos em 20 possíveis.

Eu sabia que já estava qualificada para o WCT feminino do ano que vem, mas tenho andado a treinar a consistência e tudo acabou por dar certo aqui nos Açores,” comentou Buitendag. “Estou obviamente muito feliz com esta vitória, que é a minha segunda do ano. Quero agradecer a toda a equipa da Roxy, com quem tenho estado ao longo da semana, à minha família lá em casa e a Deus, por nos ter proporcionado um dia tão bom,” concluiu a vencedora, que assim subiu à segunda posição do ranking mundial de acesso, atrás da Sage Erickson.

Na final, Bianca derrotou a francesa Pauline Ado, que foi muito consistente e determinada até ali, mas que na última bateria da prova acusou algum cansaço. “Estou contente, pois este é o meu melhor resultado do ano e consegui o meu grande objectivo – requalificar-me para o WCT de 2013. Eu sabia que tinha de fazer um bom resultado aqui, por isso andei um pouco nervosa ao longo da semana e nem consegui dormir muito bem... mas agora sinto-me aliviada e muito cansada... acho que nunca tinha feito seis baterias num só dia,” concluiu sorridente a ex-campeã mundial Pro Junior, que assim avança para o seu terceiro ano entre a elite mundial.

Foi um dia de emoções fortes para as atletas que tinham hipóteses de se qualificar para a elite mundial feminina do ano que vem! Entre as candidatas, a veterana brasileira Jacqueline Silva perdeu logo na primeira fase, bem como outra jovem esperança sul-africana, Sarah Baum, vítima da campeã nacional Pro Junior portuguesa, Carina Duarte. Carina foi assim a melhor portuguesa em prova, com um honroso 19º lugar, acabando por ser eliminada na segunda fase.

No segundo round perdeu também a havaiana Nage Melamed e a francesa Alizée Arnaud, que não conseguiu obter os pontos suficientes para melhorar a sua posição no ranking final, vendo-se ultrapassada mais tarde nesta disputa pela compatriota Pauline Ado e pela havaiana Alana Blanchard, que alcançou mesmo as meias-finais nos Açores, onde perdeu num fantástico terceiro lugar, a par da australiana Philippa Anderson.

Com o seu segundo melhor resultado do ano, Blanchard regressa à elite mundial em 2013 e Alizée ainda não sabe se será este ano campeã europeia, uma vez que se encontra agora em empate técnico com a compatriota Pauline Ado. Uma situação inédita e a resolver em breve pelo comité técnico da ASP Europa.

Justine Dupont, vencedora da etapa anterior e que em 2011 conseguiu a qualificação para o WCT deste ano precisamente nos Açores, perdeu no terceiro round, não conseguindo também a qualificação para 2013.

Destaque ainda para as quintas classificadas no SATA Airlines Azores Pro 2012, as australianas Nikki Van Dijk, Georgia Fish, Felicity Palmateer e a veterana Rebecca Woods, que segue assim para o seu nono ano entre a elite mundial, juntamente com Sage Erickson, Bianca Buitendag, Pauline Ado, Alana Blanchard e Sofia Mulanovich, todas através deste circuito, que ontem terminou.

E terminado está também o SATA Airlines Azores Pro 2012, que este ano foi uma oportunidade dupla para ver o melhor surf mundial em ondas portuguesas, com a prova masculina já disputada, no início de Setembro, e a feminina concluída ontem, no mesmo local.

Rodrigo Herédia, director de prova, faz um balanço “muito positivo desta prova, com um dia de boas ondas, surf de altíssimo nível, muita emoção e um recorde batido – nunca antes se tinha feito uma etapa de seis estrelas da ASP num só dia! Para o ano espero que os melhores surfistas do mundo voltem aos Açores, mas tudo vai depender da continuação do apoio do Governo Regional, que tem sido imprescindível. Este ano há eleições regionais, mas estou convicto que qualquer governo eleito dará continuidade a um evento que traz enormes mais valias aos Açores,” lembrou o empresário e ex-campeão da Europa de surf.
   

Periodicidade Diária

quinta-feira, 18 de julho de 2019 – 07:13:59

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...