14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

Notícias

Campeã Nacional de pares mistos e figura de Wimbledon na fase de qualificação nas Caldas da Rainha desde este Domingo

 

Está tudo pronto para o arranque da edição inaugural do Angogerman Oeste Ladies Open, torneio internacional feminino, dotado de 60 mil dólares em prémios monetários, a contar para o ranking mundial do circuito WTA.

 

O mais importante torneio feminino de ténis do ano a acontecer em Portugal começa com a fase de qualificação neste domingo e joga-se até terça-feira, contando com a presença de oito jogadoras da “casa” e uma tenista que brilhou no All England Club, a casa de Wimbledon.

 

Há duas portuguesas como cabeças de série: Ana Filipa Santos e Sara Lança. Chegada diretamente da Região Autónoma da Madeira, onde sagrou-se campeã nacional absoluta de pares mistos (com Tiago Torres) e vice-campeã de pares femininos (ao lado de Maria Inês Fonte), a jogadora natural de Santiago do Cacém e é a 14.ª favorita.

 

 

Será um desafio enorme para Ana Filipa Santos, depois de uma semana em que competiu em três frentes (foi também semifinalista de singulares na Madeira). O desgaste de três torneios em simultâneo, acumulado com uma viagem no Sábado à noite, para estar a competir no Oeste lusitano menos de 24 horas depois, poderá ser um fator importante a ter em conta.

 

A sua adversária na primeira ronda dá pelo nome de Chiara Calicchia e em caso de vitória “Pipa”, como é carinhosamente apelidada no circuito, já sabe que terá como adversária a primeira favorita, Eden Silva.

 

Vinda da Grã-Bretanha e já presença assídua nos torneios internacionais que vão acontecendo em Portugal, a atual n.º 451 do mundo é a melhor classificada entre as inscritas no qualufying.

 

No seu currículo, destaca-se uma surpreendente caminhada até aos quartos de final de pares mistos do torneio de Wimbledon deste ano, ao lado de Evan Hoyt, mas também as vitórias em dois eventos de pares em solo nacional (Corroios 2018, e Palmela 2019).

 

Já a lisboeta Sara Lança é a 15.ª favorita e vai ter pela frente uma compatriota, Carolina Azadinho.

 

Alxandra Silva (defronta Almudena Sanz-Llaneza Fernandez), Mariana Campino (que há um mês surpreendeu ao sagrar-se campeã da prestigiada Vila do Conde Jnnior Tennis Cup e aqui vai medir forças com Iveta Dapkute), Sara Neto (desafia a sexta favorita Karin Kennel), Beatriz Paciletti da Costa (mede forças com Ainhoa Atucha Gomez) e Carolina Caetano Reis (adversária de Ekaterina Shalimova) são as outras tenistas portuguesas a irem a jogo na fase de qualificação.

 

No início da semana, o Angogerman Oeste Ladies Open já tinha anunciado as presenças de mais duas jogadoras portuguesas — mas no quadro principal.

 

Francisca Jorge, que, entretanto, sagrou-se tricampeã nacional de singulares e tetracampeã de pares, e Maria Inês Fonte (vice-campeã em pares e semifinalista em singulares) foram galardoadas com dois dos quatro wild cards (convites) à disposição da organização.

 

A grande figura de cartaz continua a ser, de forma destacada, Kaia Kanepi. A estoniana ocupa a 82.ª posição do ranking WTA mas em 2012 chegou a ser 15.ª e conta, inclusive, com um título de campeã do Estoril Open no currículo — situação comum a Yanina Wickmayer, que já esteve no top 15 e também inscreveu o nome na lista de vencedoras do já extinto torneio português, para além de ter sido semifinalista do US Open em 2009.

 

O primeiro serviço é feito às 11h, com seis encontros no Court 1, cinco no Court 2 e dois no Court 3. A entrada no Complexo Municipal de Ténis das Caldas da Rainha é gratuita.

 

Texto: Gaspar Lança/Raquetc

Foto - André Ferreira / Associação de Ténis da Madeira

 

 

Periodicidade Diária

sexta-feira, 13 de dezembro de 2019 – 10:13:35

 

 
Feliz Natal e um
 
Próspero Ano Novo
 
 
Boas Festas!
 

 

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...