Mundial de Triatlo: João Silva repete o triunfo em Yokohama

João Silva foi esta madrugada o protagonista de mais uma grande façanha do Triatlo Português. Em Yokohama, no Japão, onde no ano passado havia obtido a sua primeira vitória em provas do Campeonato do Mundo de Triatlo, Silva fez nova exibição da sua classe e averbou a segunda vitória da carreira em provas do Mundial de Triatlo.

A prova ficou marcada por uma fuga de dois elementos no segmento de ciclismo que chegou à transição com 50 segundos de vantagem sobre o grupo dos dois portugueses, Silva e Pereira. No entanto, depois de um domínio inicial de Javier Gomez, a prova só ficaria decidida a partir dos 5Km. A partir desse momento, Silva travou um impressionante duelo com Javier Gomez e Dmitry Polyanskiy. A 1500 metros da meta, Silva aproveitou a aceleração de Gomez , que quebrou o atleta russo, contra-atacou e ganhou vantagem suficiente para cruzar a linha de meta isolado.
Em prova esteve ainda João Pereira, que terminou na 31ª posição.

João Silva e João Pereira foram os dois representantes nacionais nesta 8ª etapa do Mundial de Triatlo 2012. À partida para esta prova João Silva ocupava a 18ª posição e João Pereira a 46ª. Tendo presente a vitória que João Silva ali registou em 2011 - em semelhantes condições de calor e humidade - bem como as boas prestações que tanto Silva, como Pereira têm vindo a registar nas últimas semana as expectativas em torno de um bom resultado eram elevadas.

No segmento de natação, como é habitual, o eslovaco Richard Varga assumiu a liderança do pelotão. Registando 17'50'' no final dos 1500 metros de natação. João Silva e João Pereira nadaram integrados no grupo principal, perdendo menos de 20 segundos para o líder.

O segmento de ciclismo (40Km) não oferecia grande dificuldade física aos atletas, apresentava sim, alguma dificuldade técnica (muitas curvas apertadas e retornos) que os melhores ciclistas foram tentando aproveitar para se destacar. Apesar das tentativas o pelotão foi-se mantendo com os principais candidatos ao triunfo juntos. Finalmente, já perto do final do segmento de ciclismo, o neozelandês Kris Gemmel e o japonês Yuichi Hosoda lançaram um ataque sério ao prémio monetário que estava em jogo caso conseguissem entrar na 2ª transição com 50 segundos de vantagem sobre o pelotão. Na transição, a diferença foi exactamente de 50 segundos e duo pode dividir o prémio entre si. Apesar disso, o desgaste que tanto Gemmel, como Hosoda apresentavam deixava-os fora da luta pelas primeiras posições.

Assim que se iniciou o segmento de corrida o Galego Javier Gomez colocou-se na frente do pelotão, imprimiu um ritmo que ninguém parecia capaz de seguir e anulou a vantagem dos fugitivos. Mais atrás formava-se um grupo de notáveis, liderado pelo Sul-Africano Richard Murray, incluindo os franceses Vidal, Hauss e Le Corre. No grupo estavam ainda Dmitry Polyanskiy e o português João Silva. Por seu turno, João Pereira ia-se ressentindo de um problema físico ficando numa posição mais recuada.

Paulatinamente o grupo de João Silva foi perdendo unidades e foi-se reaproximando de Javier Gomez, que começava a evidenciar algum desgaste. Sabendo que se vencesse em Yokohama apenas dependeria de si para lutar pelo terceiro título mundial da carreira, Javier tentava gerir a sua vantagem. No entanto, depois da passagem aos 5km, João Silva percebeu as dificuldades de Gomez e atacou. Deixou para trás o russo e juntou-se na frente ao espanhol, imprimindo um ritmo que Gomez seguia com grande dificuldade.

Não conseguindo isolar-se em definitivo, Silva decidiu esperar e colocar-se na expectativa, deixando o atleta russo reentrar na frente. Finalmente, quando a 1500 metros da meta Javier Gomez jogou a sua ultima cartada para tentar descolar Silva e Polyanksyi, o português contra-atacou e isolou-se em definitivo, tendo a oportunidade de, pelo segundo ano consecutivo, celebrar a vitória nesta etapa do Mundial de Triatlo com o público japonês. Referência ainda para o excelente parcial de corrida registado por João Silva neste segmento de corrida: 29'42''.

Com o resultado de hoje, João Silva ascende ao 10º lugar do Campeonato do Mundo de Triatlo Elite. Com a 31ª posição hoje registada, Pereira passa para a 56ª posição.

O Campeonato do Mundo de Triatlo ficará decidido na Grande Final, agenda para o fim-de-semana de 20 e 21 de Outubro, em Auckland, na Nova Zelândia.

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...