14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Esclarecimento sobre Lino Barruncho e novo modelo para o Alto Rendimento

Na sequência das notícias publicadas nos últimos dias, nos órgãos de comunicação social nacionais, sobre o processo disciplinar instaurado pela Federação de Triatlo de Portugal (FTP) ao seu treinador Lino Barruncho, sentiu a Direção da FTP a necessidade de esclarecer o seguinte:

 

- A 28 de outubro último, a FTP enviou uma carta a Lino Barruncho, informando-o estar sob alçada disciplinar. Um conjunto de situações, no relacionamento entre os vários intervenientes ao longo da época, quebraram a relação de confiança necessária para que continuasse como treinador dos quadros da FTP.

 

- A FTP entende não existirem condições para que Lino Barruncho continue como técnico da FTP.

 

- Na passada segunda-feira, dia 4 de novembro, Fernando Feijão, presidente da FTP, conversou pessoalmente com Lino Barruncho, e propôs-lhe a rescisão amigável de contrato, acreditando na possibilidade de resolver a situação a bem e pela via do diálogo. Na mesma reunião estiveram ainda presentes Os Vice-presidentes Carlos Lourenço e João Pereira.

 

- A Direção da FTP continua a ter fé numa resolução pacífica, tendo o técnico Lino Barruncho em sua posse os instrumentos para fazê-lo. Caso contrário, agiremos, em conformidade, pela via legal.

 

- Ao contrário de informações erradamente veiculadas na comunicação social, nunca os atletas que escolheram o técnico da FTP Lino Barruncho para seu treinador, durante a época passada, foram proibidos de treinar com ele. Prova disso é que o fizeram, integrando vários estágios da Seleção Nacional e representando Portugal ao mais alto nível.

 

- A FTP entendeu alterar, para 2014, o modelo de enquadramento técnico, eliminando o cargo de Diretor Técnico Nacional - que trabalhava a tempo inteiro na FTP e significava um custo acrescido - e criando a figura de selecionador nacional.

 

- Esse selecionador nacional, ainda a designar, não poderá ser técnico, a nível individual, de qualquer dos atletas integrados no programa de alto rendimento.

 

- Os triatletas integrados no projeto de seleções nacionais e alto rendimento terão total liberdade para escolher o seu treinador, desde que este possua certificação mínima de Nível II, assumindo os atletas (ou os clubes que representam) as despesas decorrentes da escolha de um técnico que não faça parte dos quadros da FTP.

 

- Se os triatletas integrados no projeto de seleções nacionais e alto rendimento entenderem que pretendem ser acompanhados, a título individual, por um treinador dos quadros da federação, terão de se sujeitar, naturalmente, ao que esta indicar, tendo, nesta altura, para o efeito, nos seus quadros, o treinador Bruno Salvador.

 

- Este novo modelo de enquadramento técnico, que faz parte de um modelo maior de alto rendimento tem o atleta no seu centro, como principal preocupação, devendo este trabalhar por objetivos e com vista à excelência.

 

- Qualificar três atletas masculinos e um feminino para os Jogos Olímpicos de 2016; colocar no ranking olímpico um lote de atletas; garantir a participação no Campeonato da Europa Triatlo e Campeonato do Mundo de Triatlo; e garantir igualmente a participação no Campeonato do Mundo de Duatlo e de Triatlo Longo são os objetivos a que a FTP se propõe com o novo modelo de alto rendimento para 2014, que foi apresentado aos atletas a semana passada .

 

A Direção da FTP 

 

 

Periodicidade Diária

sábado, 11 de julho de 2020 – 04:22:28

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...