15 anos ao serviço do Desporto em Portugal

Notícias

Dennis Devriendt e Vanessa Pereira sagram-se vencedores do Lisbon International Triathlon 2013

Numa edição que se revelou plena de marcos históricos, o belga Dennis Devriendt e a portuguesa Vanessa Pereira foram os primeiros a cruzar a linha de meta na oitava edição do Lisboa International Triathlon, competição no formato de longa distância (1.900 metros/ 90.000 metros / 21.100 metros). Dennis Devriendt, ao conquistar o triunfo na edição de 2013 torna-se o primeiro atleta a vencer o Lisboa International Triathlon por duas vezes. O Belga já tinha conquistado a vitória na edição de 2010. Os restantes lugares do pódio foram ocupados por 2 portugueses, José Estrangeiro - vencedor da edição de 2012 - e Sérgio Marques.
Vanessa Pereira inscreveu também o seu nome no historial da competição ao tornar-se na primeira atleta portuguesa a vencer uma edição do Lisboa International Triathlon. Atrás da campeã nacional de Triatlo Longo ficaram a inglesa Lucie Custance e a espanhola Arrate González, respectivamente.
Na primeira prova da manhã, a Olympic Plus - Battle of the Sexes, uma estreia no figurino da competição, o atleta olímpico Bruno Pais foi o mais forte, assegurando o triunfo da 1.ª edição da prova.
 
O dia começou bem cedo para os cerca de 700 inscritos no Lisboa International Triathlon, com os primeiros atletas a chegarem ao parque de transição ainda antes das 6h da manhã.
Duas horas mais tarde, às 8h00 ouvia-se o sinal de partida para as participantes femininas na prova Olympic Plus - Battle of the Sexes, competição que colocou homens e mulheres frente a frente, a discutirem a classificação absoluta da competição, sem diferença de género. Passado 12 minutos foi a vez dos participantes masculinos partirem no encalce das atletas femininas.
Bruno Pais, atleta do Sport Lisboa e Benfica, e claro favorito à vitória aproveitou ao máximo o segmento de ciclismo e à entrada da corrida já saía isolado para a corrida. Para trás ficava a inglesa Jenny Latha que, apesar da vantagem de 12 à partida, não conseguiu suster a velocidade de Bruno Pais na bicicleta. Ainda assim, a atleta britânica conseguiu segurar o 2.º posto, deixando atrás de si o, também, britânico Ross MacDonald.

O Olympic Plus - Battle of the Sexes disputou-se nas distâncias de 950m de natação, 45.000m de ciclismo e 10.500m de corrida.

Às 8h20 coube a vez aos cerca de 500 participantes no Longo de Lisboa de darem as primeiras braçadas junto ao lago artificial do Oceanário. Ao cabo de 1.900m dois dos principais candidatos à vitória davam início a uma batalha que se prolongaria por mais de 90km. José Estrangeiro (Associação Académica de Coimbra), vencedor em 2012, batia-se com Dennis Devriendt regressado à competição depois de uma pausa de 2 anos, e que voltava a competir em Lisboa depois da vitória alcançada na edição de 2010.

Ao longo dos 90 km assistiu-se a um ciclismo empolgante que além de Devriendt e de Estrangeiro contou ainda com a presença do dinamarquês Henrik Hyldelund, que viria a cair nos quilómetros finais e a ver-se impossibilitado de concluir a sua prova. Mas à entrada para a corrida final os metros iniciais relevaram que as condicionantes físicas que impediram José Estrangeiro de assegurar ao longo dos últimos meses o volume ideal de treino, seriam um factor limitativo na luta para mais uma vitória. O belga Dennis Devriendt assumia-se assim como o principal candidato à vitória e aos longos dos últimos 20 km nunca viu a sua liderança verdadeiramente ameaçada. Por seu turno, José Estrangeiro ainda teve que batalhar bastante para impedir Sérgio Marques (Charity Multisport Racing) de lhe retirar o 2.º lugar. O especialista em Ironman fez grande parte do ciclismo sozinho, mas isso não o impediu de preservar forças para a corrida final. Marques ainda recuperou grande parte da diferença, mas acabou por ficar a escassos segundos de José Estrangeiro, garantindo, dessa forma, o 3.º lugar na competição.
Dennis Devriendt finalizou a prova em 03:52:43, com José Estrangeiro a 3 minutos, em 03:56:06 e Sérgio Marques a apenas 3 segundos do seu compatriota, em 03:56:09.

Na competição feminina, Vanessa Pereira (Charity Multisport Racing) fez história ao tornar-se na primeira atleta portuguesa a assegurar o triunfo.
A Campeão Nacional de Triatlo Longo assumiu que à entrada para os últimos 21 km se sentia confiante na sua capacidade em assegurar a vitória, isto depois de um ciclismo em que cimentou a liderança. Ao final das 4 voltas ao percurso de corrida era inequívoco que a previsão da atleta portuguesa se tornaria uma realidade e Vanessa Pereira cortou a meta na primeira posição em 04:39:59. Menos de 4 minutos depois chegava a 2.ª classificada, a britânica Lucie Custance em 4:43:20. A espanhola Arrate González terminou a sua prestação a pouco menos de 19 minutos da Portuguesa, com o registo 04:48:52.
 

Periodicidade Diária

sexta-feira, 5 de março de 2021 – 16:49:34

Pesquisar

Como comprar fotos

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...