14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Daniel Martins e Rita Maria Lopes vencem lama das Lezírias

Daniel Martins (AMCR Fonte Grada) e a sub-23 Rita Maria Lopes (Amiciclo Grândola) venceram o XVIII Duatlo das Lezírias. Os grandes adversários na manhã de domingo em Vila Franca de Xira foram a chuva e o vento, que dificultaram muito a prova, especialmente no ciclismo. O percurso parecia mais um rio de lama, mas não impediu 278 atletas de terminarem a prova que consistia em 6 km a correr, 29 km a pedalar e mais 3 km a correr.

 

Não contava ganhar. E também não estava à espera de tanto vento. Foi terrível. Estive três semanas a trabalhar no estrangeiro e não treinei tanto como queria. Mas andei sempre nos cinco primeiros e acabou por correr bem”, afirmou Daniel Martins, que garantiu o triunfo no último segmento de corrida, onde entrou em quarto lugar.

 

O atleta de 28 anos, do AMCR Fonte Grada, terminou a prova em 1:48:39, com apenas mais 25 segundos de vantagem de Rafael Gomes, o experiente atleta que esta época corre pelo novo clube de duatlo/triatlo AMA/Grupo Valco/Bfour, de Mêda, no distrito da Guarda.

 

Rafael Gomes passou a meta em 1:49:04, seguido pelo sub-23 Pedro Ribeiro, dos CD “Os Águias” de Alpiarça, com 1:49:17.

 

A prova correu-me muito bem. Foi excelente. Como tenho alguma experiência no BTT, consegui contornar bem a parte final desse segmento que era muito difícil. Ajudou ter levado uma roda 29, que é maior e embala mais”, declarou Rafael Gomes, que vai apostar esta época no triatlo longo, nomeadamente na distância conhecida por Ironman.

 

Para o jovem Pedro Ribeiro,“a prova foi muito dura”. “Nem dava para andar direito. E na corrida final comecei a sentir cãibras nas pernas”, comentou o atleta de “Os Águias”.

 

Nas senhoras, Rita Maria Lopes, atleta de 19 anos que representa o Amiciclo Grândola, mas vive na zona de Braga, andou sempre na frente e disse que se superou a si própria. “Tive muita dificuldade no BTT como toda a gente. Não me recordo de ver tanta lama na minha vida. E quando andamos na roda de outro colega, levamos com ela nos olhos”, comentou, já depois de cara limpa, depois de um banho improvisado no local.

 

Rita Maria Lopes terminou em 2:08:04, seguida, por larga distância, por Melissa Maia, do Núcleo Sportinguista da Golegã, com 2:17:02, e a veterana II Filomena Gomes, da Garmin Olímpico de Oeiras, com 2:21:28.

 

Afinal ainda tenho pedalada para elas”, comentou bem-disposta Filomena Gomes, que foi a ajudou a sua equipa a vencer coletivamente, com Ana Sofia Henriques, 5ª classificada, e Susana Pontes, 7.ª, a fecharem as contas. Amiciclo Grândola foi segundo por equipas em femininos.

 

Melissa Maia também se queixou do vento e mostrou-se feliz por ter conseguido passar uma das adversárias a meio do percurso. “O meu objetivo é ir ao Campeonato Nacional Individual de Duatlo, em Abrantes”, comentou o atleta de 26 anos.

 

Nas equipas masculinas, o Garmin Olímpico de Oeiras voltou também a ganhar, colocando três atletas nos dez primeiros lugares, seguido pelo AMCR Fonte Grada e o Ateneu Artístico Cartaxense.

 

No final da prova, era tanta a lama no corpo dos atletas que muitos optaram, mesmo estando frio e a chover, por mergulhar nas águas do rio Tejo para um banho rápido. Outros preferiram as fontes e mangueiras existentes dentro do espaço que é propriedade da Companhia das Lezírias.

 

Acabaram, pois, 278 concorrentes. Rita Valentim, veterana III, foi a última classificada com o tempo de 2:05:15. Desistiram 33 atletas no decorrer da prova.

Periodicidade Diária

sexta-feira, 10 de julho de 2020 – 21:12:28

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...