15 anos ao serviço do Desporto em Portugal

Notícias

Bruno Pais: "Foi mais um treino"

Bruno Pais disse ter controlado a prova, apesar do cansaço que ainda sentiu do Half-Ironman da semana passada em Espanha, em que foi 4º classificado. Duarte Marques chegou a esta prova sem grandes objetivos em termos de resultados, mas a preparação para a Maratona de Sevilha serviu-lhe para terminar em segundo, com muito sofrimento.

 

Não pareceu nem um pouco, mas Bruno Pais, o vencedor do 10º Lisbon Long Distance International Triathlon, disse, após passar a meta, que ainda se sentia cansado da prova há uma semana, na mesma distância, em Fuerteventura, Espanha, onde foi 4º classificado.

 

“A prova correu bem. A natação foi controlada, tentei sempre manter-me junto ao Duarte Marques. No ciclismo tentei ganhar vantagem, para poder descansar mais um pouco no segmento de corrida. Foi mais um treino, pois ainda estou cansado da prova da semana passada. A partir do momento em que soube a distância que tinha do segundo classificado, tentei hidratar-me e desgastar-me o menos possível”, comentou o triatleta benfiquista que, efectivamente, começou a distanciar-se dos principais concorrentes – Duarte Marques e José Estrangeiro – logo na primeira das quatro voltas de ciclismo, num total de 90 km.

 

Bruno Pais, atleta olímpico em Pequim e Londres, está a apostar este ano nas distâncias mais longas e tem-se dado bem, inclusive vai tentar lutar pelo pódio no Half Challenge de Barcelona, na mesma distância, no próximo dia 18. “Vou tentar ficar nos três primeiros, mas sei que é difícil, pois é uma prova de grande nível”, comentou.

 

Duarte Marques, do CD “Os Águias” de Alpiarça, não contava entrar na luta pelo pódio do Triatlo Internacional de Lisboa em Longa Distância. Mas acabou por ser segundo classificado, após muito sofrimento.

 

Não esperava sequer ir ao pódio. Não tinha quaisquer objetivos. Não tenho estado a treinar devido ao muito trabalho. Fiz um triatlo longo a semana passada e, depois disso, descansei muito pouco durante a semana. Senti-me muito cansado no segmento de ciclismo, mas tentei não aguentar com o José Estrangeiro. O que me valeu foi o treino que tinha nas pernas para a Maratona de Sevilha, que fiz em fevereiro”, comentou o também técnico do clube de Alpiarça, que pretende, em 2014, aprender e rodar nas distâncias mais longas, para na próxima época, poder investir mais nesta vertente do triatlo.

 

Quanto a José Estrangeiro, vencedor em 2012 e segundo classificado em 2013, deixou-se cair após a passagem da meta e teve de ser assistido por não estar a sentir-se bem. Acabou por recuperar e ir ao pódio receber mais uma medalha nesta prova.

Periodicidade Diária

segunda-feira, 8 de março de 2021 – 18:14:00

Pesquisar

Como comprar fotos

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...