12 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Triatlo mais longo do mundo realiza-se em Portugal e é uma aventura solidária

 

•          Portugal Ultra Triathlon unirá o Estuário do Rio Minho ao ponto mais ocidental da Europa

•          Serão 11,4 km a nadar, 540 km de ciclismo e 126,6 km de corrida, o triplo de um triatlo longo

•          Iniciativa vai apoiar instituições nas áreas do ambiente, desporto e saúde e vida saudável

•          Pretende promover a prática desportiva e a adoção de estilos de vida saudáveis

•          José Diogo Quintela, chef Kiko, Carlos Sá, Jorge Pina e Hélio Fumo são alguns dos atletas e personalidades que apoiam esta iniciativa solidária

•          Diogo Simão vai realizar desafio em solitário, sendo acompanhado por uma equipa em estafeta composta por Manuel Maria Correia, Pedro Brito e Luís Madeira

•          Berg Outdoor, Fleed, MDS, Sport Zone, Federação de Triatlo de Portugal e municípios de Caminha, Cartaxo e Sintra entre os parceiros da iniciativa

 

O sonho de quatro portugueses fez nascer o Portugal Ultra Triathlon, uma aventura solidária única que constitui o maior desafio desportivo já realizado em Portugal e um dos mais difíceis a nível mundial. A iniciativa conta com o apoio institucional da Federação de Triatlo de Portugal, das Câmaras Municipais de Caminha, Cartaxo e Sintra, bem como o patrocínio da Berg Outdoor e do portal Fleed.pt. Personalidades como José Diogo Quintela e chef Kiko Martins ou os atletas Carlos Sá, Jorge Pina e Hélio Fumo são alguns dos muitos portugueses que também apoiam esta aventura solidária.

 

O Portugal Ultra Triathlon é o triatlo com maior distância entre ponto de partida e chegada a nível mundial e vai realizar-se em Portugal unindo o Estuário do Rio Minho ao ponto mais Ocidental da Europa, o Cabo da Roca. Com início no próximo dia 31 de Maio, o desafio desportivo consiste num triple iron continuous, em que os participantes terão de percorrer 11,4 quilómetros de natação, 540 quilómetros de ciclismo e 126,6 quilómetros de corrida, ou seja, o triplo das distâncias de um triatlo longo. No total serão 678 quilómetros que deverão ser superados no tempo máximo de 78 horas. A distância em linha reta entre partida e chegada é de 456,5 quilómetros, um novo máximo.

 

No entanto, o Portugal Ultra Triathlon não é um mero desafio desportivo, é uma aventura solidária. A sua missão é promover a prática desportiva e a adoção de estilos de vida saudáveis, colocando as comunidades em contacto com o desporto e a natureza, ao mesmo tempo que lhes dá a oportunidade de contribuir para apoiar crianças, jovens e projetos que não têm os recursos necessários para o efeito.

 

Assim, todos os portugueses são convidados a participar na iniciativa de recolha de fundos que vai beneficiar quatro instituições que contribuem para a promoção do ambiente, do desporto ou da saúde e vida saudável em Portugal: a Associação Jorge Pina, a Associação Edificar a Esperança, a Casa do Povo de Lanhelas e um projeto a desenvolver na área do Parque Natural de Sintra Cascais. Os fundos obtidos serão atribuídos a projetos específicos, não podendo ser utilizados em gastos de funcionamento ou outros fins. De salientar que, sendo o Portugal Ultra Triathlon uma iniciativa sem fins lucrativos, os saldos sobrantes dos patrocinadores serão também doados no âmbito desta iniciativa.

 

Para recolher as contribuições de todos, foi criada uma conta específica na Caixa Geral de Depósitos com o IBAN PT50 0035 0127 00058650 003 20 (NIB 0035 0127 00058650 003 20), sendo que oportunamente será também possível a contribuição através do site da aventura solidária em www.portugalultratriathlon.com

 

 

Nesta primeira edição, o desafio será realizado por Diogo Simão a solo e por uma equipa em formato de estafetas constituída por Manuel Maria Correia, Pedro Brito, e Luís Madeira. As candidaturas para participar na iniciativa ainda estão abertas, estando a mesma sujeita à avaliação do currículo desportivo e à partilha dos valores da iniciativa.

 

No âmbito desta política de envolvimento com a comunidade, os cidadãos são também convidados a acompanhar e participar no desafio, podendo fazer parte do percurso desde que cumprindo todas as regras de segurança, nomeadamente o código da estrada e demais legislação em vigor aplicável a quem circula na via pública e/ou em espaços públicos.

 

Diogo Simão, membro da equipa promotora do Portugal Ultra Triathlon e atleta participante, afirma: “O Portugal Ultra Triathlon tem como objetivo incentivar a superação pessoal e fomentar o espírito de partilha e solidariedade, gerando valor social e apoiando as comunidades por onde se realiza. Queremos fazer a diferença na vida das pessoas, promovendo a vida ativa e saudável, mas também partilhando os nossos valores e princípios, beneficiando a comunidade. Por isso, gostávamos que os portugueses se juntassem nesta aventura solidária e dessem o seu contributo”.

 

E acrescenta: “A nível desportivo este será um desafio extremo, pois é o triplo da distância de um ironman para superar de forma contínua. A fadiga muscular, a privação de sono, a digestão dos alimentos, a falta de descanso são alguns dos desafios que teremos de enfrentar durante esta aventura, que deverá demorar 3 a 4 dias a concluir. Mas a grande aventura já começou há alguns meses quando nos propusemos a realizar este desafio conciliando atividades profissionais exigentes com o treino de três modalidades e a realização de uma iniciativa solidária para todos os portugueses”.

 

O Portugal Ultra Triathlon conta com o patrocínio principal BERG Outdoor, marca multinacional de origem portuguesa para a prática desportiva e vida ao ar livre, e do portal Fleed.pt, tendo como parceiros institucionais a Federação de Triatlo de Portugal, a Câmara Municipal de Caminha, a Câmara Municipal do Cartaxo e a Câmara Municipal de Sintra. Esta aventura solidária conta ainda com o apoio técnico da MDS, multinacional líder na corretagem de seguros e consultoria de riscos, e da Sport Zone, marca líder no retalho de desporto em Portugal, entre outros parceiros.

 

Instituições beneficiárias

 

A Associação Jorge Pina destaca-se pelo papel desempenhado na integração de jovens carenciados ou com necessidades especiais através do desporto. A sua missão é promover valores como a cidadania ativa, a paz, o bem-estar psíquico e social através da prática desportiva e de atividades lúdicas para jovens. No último ano, Jorge Pina, ex-pugilista, atleta português paralímpico e mentor e fundador da Associação Jorge Pina, foi agraciado com a mais distinção de Local Hero atribuída pela Comissão Europeia, na Cerimónia Oficial de entrega dos Prémios da Semana Europeia do Desporto 2017.

www.associacaojorgepina.pt

 

A Associação Edificar A Esperança tem como missão apoiar vítimas de traumatismo crânio-encefálico, estando a apoiar Susana Palma, uma praticante de desporto na natureza que se encontra numa situação clínica difícil e requer significativos cuidados de saúde.

http://www.edificaraesperanca.pt

 

A Casa do Povo de Lanhelas, localizada no concelho de Caminha, foi fundada em 1939, e atua na vertente social, cultural, desportiva e recreativa. Equiparada a uma Instituição Particular de Solidariedade Social, desenvolve atividades nas áreas de Creche, Jardim-de-Infância e Centro de Dia, além de outros serviços que beneficiam bebés, crianças, jovens e idosos. A promoção da prática desportiva e da saúde e hábitos de vida saudável faz parte do seu propósito.

https://www.facebook.com/CasaDoPovoDeLanhelas

 

Será também apoiado um projeto na área do ambiente na zona de influência do Parque Natural de Sintra Cascais, ainda a definir.

 

 


 

sábado, 26 de maio de 2018 – 02:14:39

Pesquisar

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...