14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Triatlo Longo de Vilamoura encerra a época 2018

 

Encerrada a época, fica o balanço do Campeonato Nacional de Clubes de Triatlo Longo.

 

No cumprimento dos dispostos no nº5 do artigo 20º e na alínea d) do nº 2 do artigo 46º do Regulamento Geral de Competições, e realizada consulta jurídica sobre o tema, a FTP anuncia os Clubes Campeões Nacionais de Triatlo Longo.

 

O Clube de Natação e Triatlo de Lisboa sagrou-se Campeão Nacional Masculino de Triatlo Longo com 400 pontos (2º lugar na primeira etapa e 1º na segunda), enquanto o segundo lugar pertenceu ao Estoril Praia Triatlo que obteve 400 de pontuação (1º lugar na primeira etapa e 2º na segunda). Em terceiro lugar ficou o Clube Praças da Armada que conseguiu 360 pontos (terceira posição nas duas etapas).

 

Treinador do CNATRIL, Hugo Ribeiro faz-nos um balanço da época de um Clube muito jovem, de modelo organizativo extremamente familiar e dirigido por pais de atletas; o Clube de Natação e Triatlo de Lisboa conta com quatro pessoas na sua equipa técnica, entre o triatlo e a natação, nas dimensões competitivas e de formação. Apesar disso, este clube de pequenas dimensões assume ambições elevadas e reconquistou este ano o título nacional na longa distância. «Alcançámos os objetivos do clube para este ano e, embora soubéssemos que tínhamos adversários fortes, acreditávamos no nosso trabalho e nas hipóteses de sermos campeões nacionais», explica Hugo Ribeiro. O Clube de Natação e Triatlo de Lisboa tem atletas de referência na longa distância e com grande experiência na distância longa – 4km de natação, 120km de ciclismo e 30km de corrida – que constituiu a segunda etapa do Campeonato Nacional em São Miguel. «O Estoril Praia Triatlo ganhou merecidamente a primeira Competição de clubes da distância longa e tínhamos esperança de marcar a diferença nos Açores que, pelas suas características, nos podia ser mais favorável, o que aconteceu», disse o treinador de triatlo do CNATRIL.


Com a última etapa de Vilamoura transformada em duatlo, «competia à Federação de Triatlo de Portugal fazer cumprir os regulamentos, não sendo possível agir de outra maneira. Não havia necessidade de hesitações, nem de informações contraditórias por parte da FTP, espero que não se repita a situação», afirma o mesmo treinador.


Desde a sua criação que o CNATRIL tem uma missão assente em diferentes pilares na área da formação, suportado por um cariz social, para além das metas competitivas da sua Academia. «Na formação, os jovens até aos 14 anos (escalão de juvenis inclusive) treinam e competem nas duas modalidades, a natação e o triatlo, podendo posteriormente optar por uma disciplina. Na competição, criámos um projeto orientado para os atletas de longa distância, alargando-o posteriormente à curta distância, onde estes trabalham arduamente tendo em vista os objetivos traçados. Dentro da formação, o clube desenvolve, em conjunto com a CML, a Junta de Freguesia de Alcântara e a Santa Casa da Misericórdia, um projeto de cariz social, onde os alunos aprendem a andar de bicicleta e a nadar de forma gratuita, assumindo através do desporto um papel estruturante para crianças e jovens», esclarece o treinador.

 

As duas etapas do Campeonato Nacional de Clubes de Triatlo Longo

 

As duas etapas anteriores do Campeonato Nacional de Clubes de Triatlo Longo realizaram-se em Caminha e em São Miguel.

 

No dia 1 de julho realizou-se a 6ª edição do Triatlo de Caminha, uma prova que incluiu a primeira etapa do Campeonato Nacional de Clubes de Triatlo Longo.

 

Nesta competição os triatletas são transportados de barco para a partida, de onde saltam para dentro de água para cumprirem o primeiro segmento de natação em direção a terra.

 

A vitória coletiva foi para o Estoril Praia Triatlo com João Ferreira, Bruno Pais e Rafael Gomes, a segunda posição de clubes foi conquistada pelo Clube de Natação e Triatlo de Lisboa, com José Estrangeiro, Sérgio Marques e Pedro Oliveira e o terceiro lugar pertenceu ao Clube de Praças da Armada com Jorge Duarte, João Bragadeste e Ildefonso Mendonça.

 

O primeiro lugar desta primeira etapa do Campeonato Nacional Feminino de Clubes pertenceu à Associação Académica de São Mamede com as triatletas Joana Creissac, Margarida Cunha Reis e Sílvia Pedroso.

 

A segunda etapa do CN Clubes Triatlo Longo: Azores Islands Triathlon 2018

 

No dia 3 de novembro realizou-se o Azores Islands Triathlon que recebeu a segunda etapa do Campeonato Nacional de Clubes de Triatlo de Longa Distância.

 

Na prova masculina a primeira posição foi para o Clube de Natação e Triatlo de Lisboa, seguido do Estoril Praia Triatlo e do Clube Praças da Armada. O Estoril Praia Triatlo venceu competição feminina por clubes, com a Associação Académica de São Mamede a conquistar a segunda posição.

 

A prova de Vilamoura

 

O Tri Run 4.0 teve lugar no dia 18 de novembro, com a última prova da época de Triatlo 2018, o IV Triatlo Longo de Vila Moura, que seria também a última etapa do Campeonato Nacional de Clubes de Triatlo. Dado as condições de agitação marítima, não foi possível realizar-se o segmento da natação, sendo substituído por 5km de corrida, o que invalidou a classificação desta etapa para o CN de Clubes de Triatlo Longo.

 

O primeiro lugar desta prova pertenceu ao clube PAC – Peniche Amigos Clube, com Márcio Neves, com 04:18:02, Valdo das Neves com 04:30:32 e Rui Lucas com 04:52:15. O segundo lugar foi conquistado pelo Estoril Praia Triatlo com Rafael Domingos com o tempo de 04:31:56, Rafael Gomes com 04:32:56 e Filipe Marques com 04:36:04. Na terceira posição do pódio ficou o Clube de Natação e Triatlo de Lisboa com Sérgio Marques com 04:24:34, Luís Diogo Santos com 04:39:15 e Mário Santos com 04:44:53.

 

Muitos parabéns aos clubes e aos seus triatletas!

 

 

Periodicidade Diária

domingo, 15 de setembro de 2019 – 07:28:18

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...