13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Nos dias 23 e 24 de março Portimão recebeu os CN Triatlo de Clubes e Estafetas Mistas

 

Portimão recebeu o Campeonato Nacional de Triatlo na distância standard a etapa única do Campeonato Nacional de Estafetas Mistas na distância super sprint, prova de qualificação para o Campeonato Europeu de Estafetas Mistas.

 

Portimão – Cidade Europeia do Desporto – recebeu no sábado, dia 23 de março, a primeira das quatro etapas que compõem o Campeonato Nacional de Clubes de Triatlo – Masculinos e Femininos e a etapa única do Campeonato Nacional Triatlo – Estafetas Mistas, provas que juntaram em Portimão cerca de 440 atletas.

 

A competição, dirigida apenas a atletas licenciados arrancou no sábado, 23 de março, com o Campeonato Nacional de Clubes – 1º Triatlo de Portimão, cuja prova feminina iniciou às 13h00 e a masculina 13h30, meia hora mais tarde.

 

A vertente da natação foi composta por duas voltas que totalizaram 1500 metros num trajeto delineado em frente à Praia da Marina. Seguiu-se o ciclismo, num itinerário entre a Marina de Portimão e a Rotunda da Prainha, com passagem pela Avenida S. Lourenço da Barrosa até à Rotunda do empreendimento turístico Oceano Atlântico, percorrido em quatro voltas, num total de 40.600 quilómetros. Quanto à corrida, o percurso será foi de 10 quilómetros com quatro voltas pela Marina de Portimão.

 

A prova feminina foi conquistada pelo Alhandra Sporting Club!

 

O Alhandra Sporting Club venceu a competição feminina com as atletas Gabriela Ribeiro que fez um tempo de 02:15:32, Ana Luísa Ramos com 02:27:23 e Ana Filipa Ferreira com 02:29:04 07.

 

Na segunda posição ficou o Sporting Clube de Portugal com Leah Peploe que terminou a prova em 02:15:46, Inês Oliveira com 02:25:06 e Monica B. Vera Cruz com 02:46:51.

 

O terceiro lugar no pódio foi ocupado pelo Outsystems Olímpico de Oeiras com Liliana Alexandre que concluiu a prova em 02:26:19, Andreia Ferrum com 02:28:24 e Maria Medeiro com 02:51:44 07.

 

Rafael Ribeiro, treinador do ASC, afirma que o objetivo é conquistar o título de Tri-Campeões Nacionais de Triatlo Feminino, pelo que começaram com o pé direito. «Sabíamos que íamos ter uma luta complicada, principalmente pelas outras equipas em prova que eram muito fortes». O treinador destaca a prova de Gabriela Ribeiro, que conquistou a vitória individual desta primeira etapa do CN Clubes, mas também das atletas Ana Ramos e Ana Filipa Ferreira que fecharam e muito bem a equipa, além das outras atletas em prova cujo empenho é sempre uma realidade. «Foi com muito agrado que assisti à performance da equipa composta por três atletas portuguesas a alcançarem o primeiro lugar». Parabéns a toda a equipa pelo empenho, por terem dado o seu melhor e pelo gosto que têm no triatlo.

 

Torres Novas venceu a primeira etapa do Campeonato Nacional Clubes de Triatlo

 

Na prova masculina foi o Clube Natação Torres Novas que subiu ao primeiro lugar com três juniores no pódio com Ricardo Batista, Luis Velasquez Ramos, José Pedro Vieira e Afonso do Canto. A segunda posição foi conquistada pelo Alhandra Sporting Club com Pablo Dapena, Ricardo Hernandez e Carlos Brion e Afonso Nunes. Na terceira posição ficou o Outsystems Olímpico de Oeiras com Miguel Tiago Silva, Guilherme Pires, Tiago Fonseca e Pedro Eloy.

 

Paulo Antunes, do Clube de Natação Torres Novas, sabia que tinha uma missão difícil, mas que era possível lutar pelo primeiro lugar.

 

«Partimos para esta prova com uma equipa constituída por 5 atletas, em que 3 deles ainda pertencem ao escalão de juniores.»

A estratégia era realizar uma natação muito forte, colocando 3 atletas do TN no grupo líder da prova.

«Ricardo Batista realizou uma natação bastante sólida, foi o primeiro atleta a sair da água. Nos primeiros quilómetros formou-se um grupo de cinco elementos, onde seguiam 2 atletas do Torres Novas, que trabalharam muito para aumentar a distância para o grupo perseguidor.»

 

Luís Velasquez, que tinha tido alguns problemas no segmento da natação seguia no segundo grupo e Afonso do Canto, o quarto elemento do clube em prova, encontrava-se no terceiro grupo de ciclismo. A prova ficou decidida na corrida, com Ricardo Batista a perder algum tempo por causa de uma cãibra que surgiu a 1500 metros da meta, terminando a competição na terceira posição.


«Luis Velasquez recuperou alguns lugares e acabou por terminar a corrida em na 8ª posição, seguido do seu colega de equipa José Vieira que se estreava nesta distância. Afonso do Canto fechou a equipa terminando em 24º lugar».

 

Paulo Antunes considerou que os atletas realizaram uma prova incrível, deixando-o igualmente satisfeito com a prova feminina:

«Madalena Almeida fez uma brilhante prova, apesar de ter tido algumas dificuldades na fase inicial ao transpor uma das boias, ficando presa e perdendo algum tempo.».

A situação condicionou o resto da prova, pelo que a atleta fez um ciclismo a solo quase nos 40km, conseguindo mesmo assim fazer o melhor parcial da corrida.

Parabéns aos Clubes e aos seus Triatletas! Continuamos rumo à segunda etapa.

 

Classificações individuais

 

Quanto às classificações absolutas foi Gabriela Ribeiro, do Alhandra Sporting Club, que venceu este I Triatlo de Portimão com 02:15:32, Leah Peploe, do Sporting Clube de Portugal, ficou na segunda posição com o tempo de 02:15:46. Vera Vilaça, do Sport Lisboa e Benfica, subiu ao terceiro lugar do pódio com a marca de 02:17:35.

 

O primeiro a cortar a meta foi Pablo Dapena, do Alhandra Sporting Club, que conquistou assim a primeira posição, com 01:59:07. Alexandre Nobre, do Portugal Talentus, subiu ao segundo lugar do pódio com o tempo de 01:59:40 e Ricardo Batista, do Clube Natação Torres Novas, alcançou a terceira posição com 02:01:20, sendo o primeiro júnior a cortar a meta.

Campeonato Nacional de Clubes por Estafetas Mistas

 

No domingo dia 24 de março a prova por estafetas iniciou pelas 10h00 com a componente de natação, na distância de 300 metros, em frente à Praia da Marina, seguindo-se o ciclismo, com duas voltas no percurso da Avenida das Comunidades Lusíadas, com partida e chegada na Marina de Portimão, num total de 8 quilómetros.

 

Por fim, a corrida, na distância de 2 quilómetros, foi traçada pelas artérias da Marina. Na luta pelo pódio estiveram os clubes de triatlo que marcaram presença para darem o seu melhor. Em causa estava o Campeonato Nacional de Clubes por Estafetas Mistas e a qualificação para o Campeonato Europeu de Clubes de Triatlo.

 

O primeiro triatleta a passar a meta foi João Pereira, do Sport Lisboa e Benfica, que conseguiu vantagem no último segmento da corrida sobre Alexandre Nobre, do Portugal Talentus. João Pereira chegou sem dorsal ao final da competição, sendo por isso desclassificado, o que afastou a equipa da competição. Independentemente do que sucedeu na prova e que originou a desclassificação, tratou-se de uma excelente prestação da equipa e de João Pereira que considera que «a equipa pode ainda ser mais competitiva, mas que trabalhou muito bem». Quando entregaram a estafeta ao atleta do Benfica, estavam a um minuto da equipa da frente, pelo que Pereira foi recuperado aos poucos, segmento a segmento. «No final da primeira volta de ciclismo apanhei o José Vieira, do Torres Novas e ao chegar ao pt íamos já com pouca diferença para o Alexandre, que liderava a prova. Apanhei-o ao final de 500 metros da corrida». João reconheceu que era complicado chegar ao primeiro, mas sentiu-se bem e acreditou sempre que era possível, ganhando confiança ao longo do percurso. «Foi a primeira vez que competi na prova por estafetas sem estar afetado pelo cansaço da competição anterior, o que lhe me dá confiança para o Campeonato do Mundo.»


O Sport Lisboa e Benfica participou na prova na estafeta com Melanie Santos, Bernardo Aguiar, Vera Vilaça e João Pereira

 

Com o Benfica fora da competição, foi o Portugal Talentus que conquistou o título de Campeão Nacional de Clubes de Triatlo por Estafetas Mistas, com os elementos Petra Kuríková que completou a prova em 00:26:39, Thomas Sayer que terminou em 00:23:34, Marta Sikora com  00:27:42 e Alexandre Nobre com 00:24:13.


A prova correu bem ao Portugal Talentus que vinham com o objetivo garantir o apuramento para o Campeonato Europeu de Clubes: «Todos os atletas estiveram num bom nível, perdi algum tempo na segunda transição, mas consegui fazer o último segmento na frente.» explicou Alexandre Nobre, que no dia anterior tinha alcançado a segunda posição da geral. O atleta ficou satisfeito com a sua prestação na corrida, dando ‘tudo o que tinha’ para conseguir manter o ritmo imposto por João Pereira que foi ganhando vantagem ao longo da prova.  «Foi um final emocionante, nessa altura ainda não sabia da desclassificação do Benfica, fiquei muito contente com o nosso segundo lugar»

 

O Clube de Natação Torres Novas ficou na segunda posição com Madalena Almeida, que fez a prova em 00:26:35, Ricardo Batista que concluiu o super sprint em 00:23:38, Joana Miranda com 00:28:09 e José Pedro Vieira que passou a meta aos 00:24:23. A terceira posição no pódio foi ocupada pelo OutSystems Olímpico de Oeiras com Maria Tomé, que fez a prova em 00:27:24, Alexandre Montez, que concluiu a competição em 00:24:17, Andreia Ferrum que conseguiu o tempo de 00:28:51 e Tiago Fonseca que concluiu a prova em 00:25:22.

 

Esta foi uma prova muito renhida, com as equipas a disputarem o pódio entre o Clube de Natação Torres Novas, o Portugal Talentus e o Sport Lisboa e Benfica, assim como o OutSystems Olímpico de Oeiras e o Sporting Clube de Portugal que foram também candidatos ao pódio.

 

Paulo Antunes, do CN Torres Novas, realça a prestação da equipa 100% portuguesa que dos quatro elementos  (Madalena Almeida, o Ricardo Batista e o José Vieira e a Joana Miranda), apenas um deles não tinha competido de véspera «Foi uma prova muito intensa, onde a nossa equipa esteve sempre na disputa dos lugares cimeiros. Para a história fica um segundo lugar e o apuramento para o Campeonato da Europa de Clubes a realizar em Lisboa». O próximo objetivo é a Taça da Europa de Quarteira onde todos estes jovens irão competir!

 

Como balanço, os elementos que constituíram as equipas da frente tiveram prestações equilibradas, com os últimos elementos a tornarem o segmento de corrida emocionante, na disputa entre José Vieira do Torres Novas, João Pereira do Benfica e Alexandre Nobre do Portugal Talentus. O Benfica foi a equipa que passou a meta em primeiro lugar, depois de João Pereira ter recuperado durante o percurso e ganhar vantagem para Alexandre Nobre nos últimos 300 metros, sendo o primeiro a cortar a meta por diferença de 3 segundos.

 

Depois da desclassificação do Sport Lisboa e Benfica, Portugal Talentus venceu a competição, conquistando o título de Campeão Nacional de Estafetas Mistas.

 

Participaram nesta prova 22 equipas, cada uma constituída por quatro elementos (dois femininos e dois masculinos) o que totalizou 88 atletas, em que cada participante fez um triatlo na distância super sprint.

 

 

Periodicidade Diária

quarta-feira, 17 de julho de 2019 – 11:23:25

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...