Portugueses com mais chances de pontuar no Mundial de Triatlo

Este ano os triatletas podem pontuar em cinco (em vez de quatro) das provas do circuito mundial - World Triathlon Series, antes da Grande Final.

 

Há mais novidades este ano Campeonato do Mundo de Triatlo (World Triathlon Series), a mais importante competição da modalidade, disputada em circuito.

 

Para além de se estrear no continente africano, mais concretamente na Cidade do Cabo, África do Sul, a Federação Internacional de Triatlo (ITU) decidiu aumentar para cinco, em vez de quatro, as etapas em que os triatletas podem pontuar, acrescidas da Grande Final que, este ano se realizará em Edmonton, no Canadá.

 

Esta alteração visa incentivar ainda mais os atletas a competir na World Triathlon Series e foi tomada depois de auscultados de treinadores, atletas, comité organizadores e federações nacionais.

 

Ainda de de acordo com informação da ITU, sete das oito provas do circuito continuam a valer 800 pontos cada, sendo que a Grande Final vale 1200 pontos. O circuito mundial arranca em Auckland, na Nova Zelândia, a 5 e 6 de abril.

 

Em 2013, João Silva foi o triatleta português mais bem posicionado no Campeonato do Mundo. Pontuou nas provas de Auckland (3.º), San Diego (3.º), Yokohama (3.º), Kitzbuehel (11.º) e ainda na Grande Final de Londres (16.º), tendo terminado o ano na 6.ª posição do ranking mundial.

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...