14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

O longo caminho para o Rio 2016

O triatlo terá a competir nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, no Brasil, um total de 55 homens e 55 mulheres. Depois de ter anunciado o período de qualificação olímpica e os eventos que vão contabilizar – e quantos pontos contabilizam – para a lista de qualificação olímpica (ITU Olympic Qualification List 2014-2016), a Federação Internacional de Triatlo (ITU) veio agora divulgar o sistema de distribuição de quotas por país e as condições que os atletas, masculinos ou femininos, têm de preencher para que possam ser elegíveis.

 

Sendo assim, apenas oito federações nacionais poderão levar um máximo de três atletas masculinos e três femininos. As restantes ficarão com duas vagas por setor.

 

Os oito países com direito a três vagas serão os primeiros que conseguirem ter três atletas elegíveis através, por esta ordem, dos eventos continentais de qualificação olímpica da ITU, da prova de qualificação olímpica que a ITU vai agendar 2015 e, finalmente, da lista de qualificação olímpica da ITU.

 

Tendo cada país conquistado a sua quota de vagas, as federações nacionais ficarão, então, responsáveis, por seleccionar quais dos seus atletas elegíveis irão estar no Rio de Janeiro.

 

Para poderem conquistar um das vagas do seu país no Jogos, todos os atletas terão de preencher um dos seguintes requisitos:

 

- Ganhar uma vaga pela sua federação nacional num dos eventos de qualificação olímpica continentais da ITU;

- Ganhar uma vaga pela sua federação nacional no evento de qualificação olímpica que será agendado pela ITU em 2015;

- Estar no top 140 da lista qualificação olímpica da ITU;

- Estar no top 140 do Ranking 2015 do Campeonato do Mundo - World Triathlon Series;

- Estar no top 140 da lista de pontos da ITU.

 

O Brasil, por ser o país organizador, tem desde logo garantida uma vaga para um triatleta masculino e outro feminino, existindo mais duas vagas por setor que serão atribuídas por convite

 

A qualificação olímpica vai decorrer de 15 de maio de 2014 a 15 de maio de 2016, podendo os atletas contabilizar para o apuramento 14 dos seus melhores resultados, divididos por dois períodos.

 

Ou seja, de 15 de maio de 2014 a 14 de maio de 2015, os atletas podem fazer entrar para a qualificação um máximo de sete resultados; e de 15 de maio de 2014 a 15 de maio de 2016 um máximo de nove resultados.

 

As provas de qualificação estão divididas em quatro patamares de importância, sendo atribuídos 1000, 900, 500 e 400 pontos aos melhores atletas de cada evento, mediante o nível da prova.

 

Só a 26 de Maio de 2016 é que cada país terá a confirmação por parte da ITU do número de vagas que terá no Brasil 2016, tendo depois duas semanas para confirmar que as vai usar todas ou não. Recorde-se que é objetivo da FTP levar três atletas masculinos ao Rio de Janeiro e uma atleta feminina.

Periodicidade Diária

sábado, 11 de julho de 2020 – 05:01:15

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...