14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Centros de Treino de Alto Rendimento de Voleibol de Praia

A Federação Portuguesa de Voleibol (FPV) reuniu-se esta semana com os responsáveis dos clubes, tendo em vista o trabalho a implementar pelos Centros de Treino de Alto Rendimento de Voleibol de Praia (CTARVP) em 2013 e que abarcará os escalões de Sub-18, Sub-20 e de Seniores, em masculinos e femininos.

No final, Francisco Fidalgo, responsável pelos CTARVP, explanou os objectivos federativos para o Voleibol de Praia:
“A reunião serviu, essencialmente, para os clubes tomarem conhecimento do projecto de Voleibol de Praia durante o ano inteiro que a Federação pretende implementar a partir desta época. Dado o facto de grande parte dos atletas seleccionados fazer parte de clubes que estão a disputar as provas nacionais, procuramos que o nosso trabalho não se sobreponha ao trabalho deles, tentando conciliar os interesses de ambas as partes, ouvindo também, obviamente, a opinião dos encarregados de educação dos atletas menores”.

Este ano poderá constituir um marco no trabalho dos CTARVP.

“Temos passado por várias fases de evolução dos centros e fatalmente teríamos de evoluir para esta que é fazer o Voleibol de Praia funcionar durante todo o ano. Ainda não é a época desportiva inteira, mas vamos arrancar um pouco antes do final da época de Indoor para ganhar um pouco de tempo, sobretudo porque estão em causa participações que são extremamente importantes para o Voleibol de Praia de formação.
Trata-se de um projecto que pretende continuar pelo Verão e de forma a partir da próxima época termos trabalho de praia durante todo o ano”.

Sempre com as competições internacionais no horizonte.
Portugal vai defrontar a Áustria, a França e o Liechtenstein na Poule D da Taça Continental Europeia de Voleibol de Praia, na categoria de Sub-18, competição de apuramento para os Jogos Olímpicos da Juventude, que se realizam em 2014, na cidade chinesa de Najing.
Um total de 32 e 34 federações nacionais, respectivamente em masculinos e femininos, inscreveram-se nesta Taça Continental.

“Para além de tudo aquilo que os centros de treino fazem a nível interno, fundamentalmente formação de atletas, selecção de talentos, organização de competições e torneios, e até do Circuito Sub, como aconteceu no ano passado, este ano os CTARVP têm o projecto de Selecções.
Temos selecções de três escalões, os Sub-18, os Sub-20 e os Seniores, tanto em masculinos como em femininos, que vão arrancar agora e com objectivos de participação em provas internacionais.
E uma daquelas que mais nos envolve neste momento é precisamente o escalão de Sub-18, uma vez que no próximo ano serão realizados os Jogos Olímpicos da Juventude, que vão ter pela primeira vez um processo de qualificação muito semelhante àquele que foi usado na Taça Continental, em seniores.
O sorteio foi já realizado e sabemos com quem vamos competir. É uma série forte, como são todas, obviamente, pois há muitos países europeus a apostar no Voleibol de Praia nos últimos anos. Um deles vai estar na nossa série e é, inclusive, o organizador, que é a Áustria.
E depois temos também o Liechtenstein e a França, que é também uma potência no Voleibol em geral e que no Voleibol de Praia tem tido episodicamente algumas duplas interessantes.
Neste momento, estará um pouco menos mobilizada e teremos que apostar nisso para termos algumas hipóteses de passarmos esta fase de qualificação”.

O factor surpresa já não é uma das armas esgrimidas pelos portugueses pois os adversários começam já a olhar-nos com outros olhos, após a medalha de prata alcançada no Europeu de Sub-18 em 2010 e outros resultados significativos em competições internacionais de escalões jovens...

“Os Centros de Treino existem há já vários anos e este trabalho com os jovens é árduo e exige continuidade; por vezes, dá os seus frutos mais cedo, outras vezes mais tarde, não podemos é desistir dele. Pelo contrário, devemos aumentar o seu âmbito e alargar o seu raio de acção geográfica a todo o país, o que tem sido outras das prioridades mais recentes.
O êxito da Mariana Filipe e da Joana Neto foi excelente porque voltou a pôr o foco no Voleibol de Praia em Portugal, que praticamente desde que o Miguel Maia e o João Brenha deixaram de jogar estava um pouco apagado, apesar da persistência de participação de outras duplas, que obtiveram classificações interessantes mas não rankings que dêem para participar em grandes provas internacionais. Temos de recuperar tudo isso.
Neste momento, o escalão sénior de Voleibol de Praia internacional é praticamente inacessível com um passo só. Vamos ter de batalhar, de percorrer as provas continentais e vamos apostar na Taça Continental, que é um projecto menos difícil de atingir.
E esperar que este nosso trabalho dê frutos e que surjam atletas com potencial e com qualidade para começarmos a entrar de novo no Circuito Internacional.
Sem participações em provas internacionais é impossível. Temos participado em algumas provas, sobretudo as que nós próprios organizamos e têm sido várias, mas não tem havido condições para participarmos de forma sistemática em provas realizadas noutros países".

E a FPV quer participar em mais provas e a pôr os atletas a percorrerem e a conhecerem aquilo que é um circuito internacional.

“Temos o Centro a funcionar há muito tempo, sempre com sede no Norte, onde tem origem a maior parte dos atletas, mas há talentos em todo o país e temos pena que ainda não possamos alargar o nosso trabalho a todo o país.
É muito importante haver um centro nosso na zona sul, neste caso na praia de Carcavelos, num protocolo que envolve também a Associação de Voleibol de Lisboa.
Este centro funcionou no ano passado, assim como funcionou um núcleo nas Caldas da Rainha e agora vamos ter também um núcleo deste trabalho de selecções a funcionar também na zona de Lisboa. Com os atletas que já detectámos e observámos, vamos aumentar a quantidade de trabalho e com a qualidade a ser assegurada por técnicos cujo trabalho conhecemos bem.
O âmbito geográfico precisa de ser ainda mais alargado e esse será, no futuro, um dos nossos objectivos”. 

Periodicidade Diária

sexta-feira, 10 de abril de 2020 – 11:17:20

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...