14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Portugueses ambiciosos nos Jogos da Lusofonia

Portugal vai participar com quatro duplas de Voleibol de Praia nos III Jogos da Lusofonia, que se realizam de 18 a 29 do mês corrente em Goa, na Índia, e serão disputados por 1500 atletas de 12 países: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Macau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste (membros plenos da Associação dos Comités Olímpicos de Língua Oficial Portuguesa - ACOLOP) e Guiné Equatorial, Índia e Sri Lanka (membros associados da ACOLOP).



Juliana Antunes Rosas, Pedro Rosas, Ana Freches e Joana Vasconcelos são os atletas que viajaram ontem para Goa, onde chegarão amanhã de manhã.



Juliana Antunes Rosas / Ana Freches, campeã nacional sénior em título, é a dupla mais experiente a nível internacional no sector feminino.
Juliana sagrou-se no ano passado campeã europeia universitária, formando dupla com Tânia Oliveira, tendo sido medalha de bronze, com Sandra Castro, na edição inaugural dos Jogos, disputada em Macau, no ano de 2006.
Ana, formando dupla com Rosa Costa, foi medalha de prata nos II Jogos da Lusofonia, realizados em Lisboa, e medalha de bronze na primeira edição da prova.



Ana Freches tira o azimute à participação dos portugueses:
Nas duas edições anteriores, a participação das duplas portugueses foi digna de realçar: a Juliana formou dupla com a Sandra Castro em Macau 2006 e ficaram em terceiro lugar; eu e a Rosa Costa ficámos em segundo lugar na segunda edição, em Lisboa 2009. Um segundo e um terceiro lugares são bons, mas vamos tentar ir mais longe.
Temos alguns dias para treinar e para nos adaptarmos à diferença horária e ao calor [temperaturas a rondar os 30 graus].
Os Jogos da Lusofonia constituem uma experiência totalmente diferente para um atleta. Eu, a Juliana e o Pedro estivemos em Macau e foi uma competição muito diferente daquilo a que estávamos habituados e agora, especialmente pelo facto de Goa ter, culturalmente, muitas influências dos portugueses, ainda vai ser mais importante para nós.
A partilha, quer a nível desportivo quer cultural, com os atletas dos outros países participantes tem sido muito boa, não apenas no Voleibol de Praia mas igualmente nas outras modalidades, pois possibilita-nos um contacto mais próximo com o trabalho que está a ser realizado noutras modalidades com atletas do nosso próprio país
”.



O nosso desejo é conseguir o ouro, ainda por cima numa competição tão especial como esta. Eu e a Ana participámos nas primeiras edições dos Jogos. Fomos ambas medalhadas, eu na primeira edição e a Ana na segunda, e gostaríamos de conseguir agora a medalha de ouro, o que representaria a cereja no topo do bolo em relação à época 2013/2014”, confessa Juliana, acrescentando: “São Jogos que se salientam pela partilha de ideias e de culturas diferentes, pelo convívio entre os atletas. A envolvência, não só a parte desportiva, mas sobretudo a cultural é muito importante. Saímos enriquecidos com esta partilha, pois é um grupo de atletas com culturas muito diferentes, mesmo a nível desportivo, com métodos de treino, de trabalho e de jogo diferentes.
O nível apresentado pelas duplas já é razoável e no caso do Brasil é mesmo já um bom nível, o mesmo se passando com Angola, que tem evoluído e apostado forte no Voleibol de Praia.
Mas o nosso objectivo desportivo é só um: trazer a medalha de ouro, pois isso significaria mais um feito para Portugal
”.



Pedro Rosas, marido de Juliana, afina pelo mesmo diapasão:
Eu e o José Pedrosa vamos tentar ganhar a medalha de ouro. Estamos conscientes de que com a ausência do Brasil o percurso estará porventura mais facilitado, mas não podemos descartar o valor das duplas de Angola, que apresenta sempre equipa fortes, e Cabo Verde, que tem já jogadores com potencial... e é bom não esquecer a outra dupla portuguesa, o Juca e o Freitas, que tiveram no ano passado uma época de Voleibol de Praia muito forte e que também são grandes candidatos à medalha de ouro.
Pela experiência vivida em Macau, penso que isto são uns Mini-Jogos Olímpicos de países de língua portuguesa. Estar num evento destes é sempre uma experiência fenomenal e é com grande responsabilidade e com muita dedicação que vamos encarar esta competição, pois estamos a representar Portugal numa região fortemente marcada, tanto a nível histórico como até na própria gastronomia, pela presença dos portugueses
”, conclui.



Pedro Rosas e José Pedrosa são dois dos mais experientes jogadores portugueses de Voleibol de Praia, tendo obtido a medalha de prata nos I Jogos da Lusofonia.
Os seus currículos registam já vários títulos nacionais, embora formando dupla com outros parceiros.
Pedrosa disputa o Circuito Mundial de Voleibol de Praia desde 1997. Entre outros resultados internacionais relevantes, foi campeão europeu de Sub-23, em 2001, e medalha de ouro e de prata nos Jogos da Lusofonia, respectivamente em 2009 e 2006.



Raquel Lacerda e Joana Vasconcelos são vice-campeãs nacionais em título, depois de se terem sagrado campeãs em 2012.



Joana Vasconcelos é a voz da dupla nos Jogos de Goa:
Eu e a Raquel formamos dupla há apenas dois anos e meio e creio que o nosso percurso tem sido marcado por uma nítida evolução, apesar de ainda não ser possível conciliarmos a praia com o pavilhão.
É a primeira vez que somos seleccionadas e estamos apostadas em defender o melhor possível o nome de Portugal.
Se a nível cultural, será uma experiência muito boa, a nível desportivo estamos à espera de encontrar equipas diferentes daquelas que defrontamos no Campeonato Nacional, bem como um ambiente diferente, pois nesta altura Goa apresenta temperaturas elevadas.
Seria engraçado defrontar a Juliana e a Ana na final, pois estariam em campo as duplas vencedoras dos dois últimos campeonatos nacionais: em 2012 fomos nós que conseguimos o título e no ano passado perdemos numa final muito disputada [0-2: 19-21 e 20-22]
”.



Joaquim Carvalho e Luís Freitas terminaram o Campeonato Nacional de Voleibol de Praia de 2013 no 4.º lugar, tendo sido 3.ºs classificados no Ranking Final.


O árbitro Rui Carvalho integra a comitiva, chefiada por Leonel Salgueiro, do Departamento Técnico da Federação Portuguesa de Voleibol.

 

Periodicidade Diária

terça-feira, 26 de maio de 2020 – 16:51:47

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...