14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Três DS3 WRC no assalto a Portugal

 
Depois de cinco semanas de pausa, o WRC deslocou-se de armas e bagagens para Portugal. Na liderança do Campeonato do Mundo de ‘Construtores’ desde o arranque da presente temporada, a Citroën Total Abu Dhabi WRT conta nas suas fileiras com as formações compostas por Mikko Hirvonen / Jarmo Lehtinen e Dani Sordo / Carlos del Barrio para conservar a vantagem. Ausentes no México, Khalid Al-Qassimi e Scott Martin fazem o seu regresso no DS3 WRC da Abu Dhabi Citroën Total WRT.
 
À semelhança da maioria dos protagonistas do WRC, a Citroën Racing e os seus pilotos estiveram presentes no passado fim-de-semana em Fafe, perto do Porto, para um ‘rallysprint’, onde centenas de milhares de espectadores testemunharam a vitória do Citroën DS3 WRC de Dani Sordo e Carlos del Barrio. Segue-se a viagem para o Algarve, que serve de base ao rali propriamente dito.
 
Se três quartos das especiais são similares às dos anos precedentes, o arranque da prova foi substancialmente alterado. O dia de Sexta-Feira assemelha-se a uma maratona, com quatro especiais consecutivas sem assistência, seguida de uma longa ligação até Lisboa. Após uma super-especial de… 3,27 km, as equipas farão o caminho inverso para regressar ao ponto de partida, cumprindo-se assim um longo périplo de 665 km e 14 horas! Não será, por isso, necessário recordar o quão importantes serão as escolhas relativas às ordens de partida e de pneus, essenciais para este primeiro dia. As duas etapas restantes serão mais clássicas, mas não deveremos esquecer as duas passagens pelos 52 km da classificativa de Almodovar no Domingo…
 
Após três jornadas de características muito marcantes, o Rali de Portugal poderá ser visto com uma prova de terra clássica, com especiais que alternam zonas rápidas e secções encadeadas e estreitas. « Os pisos têm uma boa aderência e é isso que me agrada particularmente », refere Dani Sordo. « Em contrapartida, se chover como no ano passado, tornar-se-á muito escorregadio e a prova poderá ser uma lotaria. Já subi ao pódio por três vezes em Portugal com o C4 WRC, pelo que se puder subir um ou dois lugares será perfeito! Estou muito contente com o trabalho feito nos testes, em que as novas afinações permitiram-me aumentar a confiança, algo que irei utilizar na prova. »
 
Em perspectiva das classificativas de montanha do Algarve, Mikko Hirvonen enfrentará esta quarta prova da temporada com ambições de vitória: « Trabalhámos muito nos testes para continuar a progredir. Para vencer nesta temporada há que fazer ralis perfeitos, logo desde a especial de qualificação. Não tenho outro objectivo para este fim-de-semana do que lutar pelo primeiro lugar logo desde os quilómetros iniciais. »
 
Depois da Suécia, Khalid Al-Qassimi estará à partida da sua segunda prova com o DS3 WRC. Num terreno mais natural do que os troços escandinavos, o piloto de Abu Dhabi aponta para um lugar no ‘top 10’ : « Portugal é uma prova que conheço relativamente bem. Após dois ralis disputados no Médio Oriente com um DS3 RRC, começo a encontrar o ritmo. Penso mesmo que poderei bater-me por lugares nos pontos, mas para isso há que fazer uma prova sem erros. »
 
Três perguntas a… Mikko Hirvonen
 
Qual foi o seu programa desde o México?
 
« Estas cinco semanas de intervalo permitiram-me ter uma agenda mais ligeira. Para além das operações promocionais, trabalhámos naturalmente nas sessões de testes específicas para esta prova. Não é fácil explicar tudo o que fizemos, mas de facto progredimos em termos das afinações do DS3 WRC. A viatura escorrega menos e dá-me mais confiança. Como sempre, há que ser prudente, pois as condições do rali não serão forçosamente as mesmas que encontramos nos testes…»
 
O actual líder do Campeonato do Mundo de Pilotos tem um avanço significativo. Já colocaste uma cruz sobre o título?
 
« Claro que não! É verdade que o Sébastien Ogier realizou um início de temporada muito bom, mas há ainda 10 provas por disputar. Mesmo que não tenhamos sido muito convincentes nos últimos tempos, iremos fazer tudo para regressar ao comando. É por isso que me vou bater pela vitória logo desde os primeiros quilómetros do rali de Portugal.»
 
Qual pensas do formato desta prova?
 
« Como todos os pilotos, não morro de amores por ligações de várias centenas de quilómetros em auto-estrada, principalmente com o objectivo de disputar uma especial de três quilómetros em cidade! Felizmente, as ‘verdadeiras’ especiais são muito bonitas, pelo que uma coisa compensa a outra. Adicionalmente, é muito agradável ter um troço longo como o de Almodovar no Domingo. Os pontos de bónus da ‘Power Stage’, na segunda passagem, terão um valor muito especial. O rali só acabará mesmo no final

 

Periodicidade Diária

terça-feira, 2 de junho de 2020 – 06:04:16

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...