18 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Joel Neto autografou as suas obras na 93ª Feira do Livro de Lisboa

                                                                                                    

   ... "muito obrigado, muito obrigado". Foram estas as palavras mais soletradas pelo escritor Joel Neto no final da apresentação do seu mais recente livro - « Jénifer ou a princesa da França» , cujo espaço reservado a leitores e amigos estava completamente lotado ,também no  encontro direto  com o público ,na sequência da sempre esperada sessão de autógrafos.

 

A tarde daquele dia , muito quente, que se tornou um pouco fria e ventosa ao anoitecer e com uma longa fila de leitores (e compradores) desta literatura, alterou a hora ideal para a entrevista já programada ao autor , pelo que esta conversa teve que ser feita via internet , e que está aqui publicada.

 

Recorde-se que este evento já vem sendo realizado desde o ano 1906, e com um nome pomposo de: mercado de livros ... a feira de Agosto, com assento na Praça Marquês de Pombal ainda sem monumento equestre ,agora mundialmente conhecido. 

 

Oficialmente, e assim rezam as notícias da época, a primeira feira do livro de Lisboa foi inaugurada em 29 de maio de 1931 na Praça D. Pedro IV (Rossio) pelo então presidente da República Portuguesa , Óscar Carmona, tendo por objetivo a "propaganda da instrução e da educação pelos livros.

 

Para se ter uma noção da grandeza da  que é hoje uma das mais bem conseguidas formas de cultura geral, aqui ficam  os números ,aproximados da adesão a esta festa tão popular como imprescindível: a primeira edição deste evento contou, à partida com 15 barracas de madeira, todas iguais, com balcão e estantes, cobertos por  um pano  vistoso, separadas umas das outras por vasos de palmeiras e alinhadas no Rossio frente ao Teatro Nacional D. Maria Iª.

 

Em maio de 1940,a Feira  seria transferida  para a Av. da Liberdade, junto  aos Restauradores, contando nessa altura  já com 33 pavilhões.

 

A feira do Livro de Lisboa entretanto ,andou de "bolandas" desde 1944, por locais como Rossio ,Av. da Liberdade no seu quase total  até à sua edição em 1979 ano em que a Câmara Municipal de Lisboa , anunciava a mudança obrigatória do local da realização do evento livreiro.

 

Em 1980,nas comemorações dos seus 50 anos de vida, é transferida definitivamente para o Parque Eduardo VII.

 

Em 1996,por motivos de obras no local acima referido, a exposição literária sairia do "Parque" temporariamente, indo parar  na sempre magistral Praça do Comércio (Terreiro do Paço" tendo regressado ao "Parque"  no ano seguinte , onde  até hoje permanece.

 

A 93ª Feira do Livro de Lisboa , uma organização da Associação Portuguesa de Editores e Livreiros  contou com a participação de 139  associados, 980 chancelas editoriais, 340 pavilhões que originaram mais de 3000 mil eventos  incluindo palestras e debates.

 

A  93ª Feira do Livro de Lisboa  encerrou as suas "portas"  no passado dia 13 de junho, " reabrindo", tudo indica, em finais de maio do próximo ano,  já como sendo a  sua 94ª edição .


Fica então a aguardada troca de impressões com Joel Neto

AMMA: Como surgiu a sua paixão pela escrita ?

Joel Neto: Na adolescência. Não sabia fazer mais nada senão escrever.

                                                                              

AMMA: Ao todo quantos livros já publicou ?

JN: Creio que são 17 ou 18. Mais as antologias, as participações especiais, etc, etc.

 

AMMA: Qual foi a sua intenção de escrever o livro "Jénifer ou a princesa da França”?

JN:Dar um contributo ao resgate dos Açores às mãos do desespero.

 

AMMA: Jénifer Armelin  (é assim que começa a história) é uma garotinha aloirada e melancólica, que costuma passar as tardes, depois da escola, sentada no muro de cimento frente á sua casa onde vive. FOI UM CLIC QUE LHE DEU ?

JN: É um compósito. A soma de muitos clicks.

 

AMMA: A família de Jénifer vive do Rendimento Social de Inserçâo . HÁ MUITA GENTE NESTAS CONDIÇÕES  NO SEU AÇORES ?

JN: Neste momento, cerca de 10% da população, mais os seus dependentes. Mas, se contarmos todas as prestações sociais e dependentes, são muitas. mais.

 

AMMA: Descreve no seu livro a visita á escola  onde a Jénifer frequenta . COMO FOI A RECEÇÂO  ?

JN: Sou sempre bem recebido quando vou às escolas.

 

AMMA: A dada altura da história escreve a seguinte frase : miúdos de 12 anos bebiam cerveja pela garrafa ,todos vestidos de" gangesters " ou talvez "rappers ". ISTO É HABITUAL ?

JN: Sim. Em certas comunidades, é até a regra.

 

AMMA: Há um parte  no seu livro que poderá "chocar" o descontraído leitor, e que reza o seguinte : " a pobreza do arquipélago ultrapassa o dobro da taxa nacional e o abandono escolar o triplo .  OS AÇORES ESTÃO ENTREGUES Á BICHARADA ?

JN: Na verdade, o abandono escolar agora ultrapassa o quádruplo. É 4,5 vezes superior. Os Açores estão entregues à elite açoriana, que percebeu que a pobreza é um bom negócio para ela.

 

AMMA: Em determinada  página desta publicação podemos ler o seguinte : Aquilo que os Açores precisavam era uma revolução um advento ,no mínimo  , um susto . QUER PÔR TODA A GENTE  ASSUSTADA ?

JN: Pensando bem, acho que sim. O susto é um bom caminho para fora da ignorância.

 

AMMA: Já há algum tempo atrás tem-se verificado a crescente subida de consumidores de estupefacientes tanto mais que recentemente estes ,usam e abusam da facilidade em adquirir estas drogas sintéticas via internet. QUEM DEVIA CONTROLAR ESTA PRAGA  ANDA  A  ASSOBIAR PARA O LADO ?

JN: Nos Açores, não precisamos comprar pela internet. Sabemos fabricá-las. 1/3 das apreensões a nível nacional, em 2021, foi feito nos Açores. E quem devia controlá-lo engana-se bem a si mesmo.

 

AMMA: Quase no final  das 80 páginas deste  interessante livro , refere um estranho pensamento : Jénifer já não passava de uma memória FICOU DESILUDIDO COM O ENREDO ?

JN: Não. Mas as pessoas como Jénifer tendem a ser esquecidas.  

AMMA: Qual é o tema escolhido do seu próximo livro ?

 

JN: A condição humana.

 

Texto e Fotos: José Carlos Pinto

 

clique nas imagens para visualizar as fotorreportagens

 

 

 

 

Periodicidade Diária

quarta-feira, 22 de maio de 2024 – 01:07:48

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...