18 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Fu-Shih Kenpo - Curso Intensivo - Gondomar 2024

 

No passado sábado 9 de Março o Pavilhão Multiusos de Gondomar recebeu na Sala D'Ouro, acima de 100 participantes no curso intensivo de Fu-Shih Kenpo, ministrado pelo Soke Raúl Gutiérrez e com a organização a cargo do Mestre Fernando Carvalho da ANKDA Kenpo.

 

Este evento recebeu praticantes de várias Artes Marciais, não tendo sido circunscrito ao Kenpo, mas também de elementos vindos de modalidades como o Kick Boxing, Artes Marciais Filipinas, Combatan, Karaté Shotokai, Karaté Shotokan, Kenpo Kontact, Kung-Fu, Taekwondo, No Nihon Budo, TDCU Combate Urbano entre mais modalidades de Artes Marciais, Desportos de Combate e Defesa Pessoal. Também esteve presente o Mestre Fernando Fernandes, campeão mundial de Kick Boxing em 1994 com espaço para apresentar o seu livro.

 

Já na fase final do evento contou-se com a presença de José Fernando Moreira, Vereador da Câmara Municipal de Gondomar e Nuno Fonseca, Presidente da Junta de Freguesia de Rio Tinto, entidades patrocinadoras deste estágio que para além da mensagem de boas vindas que deram aos presentes, também contribuíram na entrega de diplomas.

 

Para conhecer melhor o Fu-Shih Kenpo e o Soke Raúl Gutiérrez:

 

AMMA: Quando decidiu apurar o estilo Fu-Shih Kenpo, quais foram os maiores ajustes que fez no seu programa técnico? Ou seja quais são as grandes diferenças entre o Fu-Shih Kenpo  e o Kenpo da linha de James Mitose, seu Mestre?

Soke Raúl Gutiérrez: Em 1976 introduzi o Kenpo em Espanha e também um pouco pela Europa, pois não existia neste “velho continente”… em 1977 levei-o até Amesterdão, Holanda. Também passei pela Inglaterra e Irlanda. Vim também introduzi-lo em Portugal e na Alemanha. Em 1982 comecei por Itália e Alexandria e desta forma passei por quase toda a Europa. Em 1979 introduzi o Full Contact na Argentina e no Chile. Nesse ano foi-me entregue a Representação da USKA e do Mestre Robert Trías para Espanha e depois para a Europa. Trías apresentou-me à Família Mitose através do Soke Tomas Barro Mitose… o 22º descendente do Clan dos Monjes Kosho. Foi em 1982 que fui reconhecido como Fundador do Fu-Shih Kenpo pelo Grande Mestre Robert A. Trías e Tomas Mitose.

Em 1984 fundei a minha primeira Associação de Karaté e Artes Marciais em Espanha, denominada SUSKA (Spanish United States Karate Association), em honra e respeito por Trías.

O meu programa envolve uma linha Tradicional, Defesa Pessoal (em Escola, Urbana, Policial e Militar) e Combate (Fu-Shih Contact) com utilização de Armas, etc.

Em 1985 o Fu-Shih Kenpo foi reconhecido pela Federação Mundial de Artes Marciais da China, através do Sifu Jon Fanning.

Até então eu também tinha praticado Boxe, Judo, Karaté Shotokan, Kenpo Karaté Americano e Tae Kwon Do.

Em 1977 comecei o Full Contact com Dominique Valera e depois com Bill Wallace e Benny Urquidez.

Abri uma grande Escola de Artes Marciais em Madrid, com 2500 metros quadrados… então decidi que não seria justo ensinar vários estilos daquela forma, assim designei esse Programa em um estilo o “FU-SHIH KENPO”.

Com alguma regularidade faço revisões [ao programa técnico] e elimino o que vejo que não é útil e subsituo pelo que é actual.

A diferença em relação ao Kosho Ryu da Família Mitose é simplesmente isso, procuro estar ao corrente dos movimentos das Artes Marciais em todo o momento da nossa história. Respeito a tradição porque envolve muitos e grandes valores… acredito que é uma base muito importante em todo o praticante de artes marciais que se preze.

 

AMMA: Com os anos de experiência que tem no ensino do Fu-Shih Kenpo, quais foram os maiores desafios que teve que enfrentar?

SRG: Os desafios mais duros que enfrentei no meu caminho foram: A decepção a que me levaram alguns alunos “Autodenominados Grandes Mestres”… também a traição de alguns desmiolados e o pior foi o meu acidente de Mergulho que tive em 2004, lutando para recuperar a minha normalidade. Foi algo muito duro de levar em frente devido à minha idade, estou próximo dos 74 anos.

De qualquer forma, sinto-me feliz e agradeço pelos ensinamentos do meu destino, por ter chegado até aqui e por tantas coisas boas que ele me proporciona todos os dias.

"Envelhecer é a única maneira de viver.”

Desde a minha infância tenho procurado viver em ambiente de compreensão, humildade, respeito e honestidade. Amo a Natureza, os animais e em geral a todos os Seres-Humanos. Quero ser útil e não o contrário.

 

Deixa a todos a mensagem:

“Muito Obrigado… cede felizes, vivam em Paz, Harmonia e Respeito. Atenciosamente pela amizade, pelo desporto e pelas artes marciais mundiais... Raúl Gutiérrez López”

 

Já ao Mestre Fernando Carvalho questionámos:

 

AMMA: Quando pensou em organizar o evento, teve desde o primeiro momento o Soke Raúl Gutiérrez como o orientador? Porquê?

Mestre Fernando Carvalho: Sim, por ser o Mestre mais credível no Kenpo e também uma pessoa que mais admiro.

 

AMMA: Esperava conseguir ter acima de 100 participantes no evento? Ficou com sentimento de missão cumprida no final do estágio?

MFC: Para ser sincero não esperei esta adesão,  até porque hoje em dia os jovens só procuram o combate e não a verdadeira técnica. Quanto à missão cumprida, sim fiquei, mas o caminho é sempre pensar fazer mais e melhor.

 

AMMA: O estilo Fu-Shih Kenpo certamente tem diferenças do estilo praticado pela A.N.K.D.A. Acha que é uma mais-valia para os seus alunos ficarem a conhecer outras técnicas ou mesmo aprender outra forma de fazer a mesma técnica? Poderá proporcionar uma nova forma de as aplicar nos treinos?

MFC: As Artes Marciais não tem uma forma de fazer e sim muitas formas, até porque é sempre bom para os alunos e Mestres conhecerem outros métodos de fazer as suas técnicas para assim adaptarem melhor o seu método de adaptação, porque além de existir os estilos, também existe o método de cada Mestre, assim serve para a evolução de cada um.

 

AMMA: Quanto aos praticantes de outras Artes Marciais e Desportos de Combate que aderiram ao estágio levaram daqui mais conhecimentos para a sua caminhada nas Artes Marciais. Com a sua sensibilidade na área, acha que eles fluíram bem na dinâmica do Soke Raúl Gutiérrez?

MFC: Sim pelo que vi e tentei saber opiniões,  todos ficaram com o sentimento que valeu a pena, até porque o Soke Raúl Gutiérrez,  é um veterano das Artes Marciais não só no Kenpo como no geral das Artes Marciais.

 

AMMA: Qual é a mais valia que os estágios Interestilos têm na caminhada de um aluno e mesmo de um Mestre nos seus estilos?

MCF: Como já o disse anteriormente,  a procura do conhecimento não invalida a nossa caminhada e ainda a torna mais forte, adorei ter alguns representantes de estilos variados. No meu entender acho que deveríamos fazer mais vezes estes encontros principalmente quando tudo está a caminhar para a violência onde todos procuram vencer sem olhar a meios. Nestes eventos existe apenas o aprender, conviver e conhecimento. Muito obrigado AMMA Magazine,  foi excelente ter a vossa participação no Seminário em Gondomar.  Bem haja.

 

Texto e Fotos: Pedro MF Mestre

 

clique na imagem para visualizar a fotorreportagem

 

Estágio na Parte da Manhã

 

Estágio na Parte da Tarde

 

Entrega de Diplomas

 

 

Periodicidade Diária

quarta-feira, 22 de maio de 2024 – 11:24:16

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...