13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

AMMA em... New York!

 

Regressamos há dias de Nova York , um desejo sonhado nos meus tempos de juventude e agora  realizado , talvez  por o meu padrasto ter  sido jornalista  e viajar por todo o mundo .
 
A partida  de Lisboa  foi às 5 da matina , ainda a capital estava a acordar , e nós já com o desejo da hora de chegada ao Aeroporto Internacional J.F.K  em N. Y. C.. ( cerca de 11 horas de voo) depois da escala em Frankfurt.  (Alemanha) 
 
Estive durante alguns anos (intervalados no tempo,claro) a viajar pela Europa e não só , há procura da neve ,o que nunca aconteceu ,e sem que o esperássemos , as boas-vindas ao território americano foi mesmo isso; uma tempestade de neve logo após a aterragem do 747 da Lufhansa Airlines ter tocado o solo.
 
Frio,estava com certeza , mas não impediu que saíssemos do "quentinho do edifício para a rua, pois assim sentiríamos na pele o que é nevar ;nevar ;nevar.
 
Face a este acontecimento decidimos levar as malas para o hotel contratado e voltar à rua, ,já nesta altura com apenas uma cor : Branca.
 
É uma sensação bela e esquisita ao mesmo tempo ,mas para muita gente será única. Eu por mim ,já tive a minha parte, mas que também tem o seu lado negativo, é que depois de algumas horas em contacto com o solo , a neve transforma-se em gelo e aí terá que haver muito cuidado. Eu escorreguei algumas vezes;  escorreguei, mas não caí.
 
Embora chegássemos todos partidos o mesmo não impediu que fossemos logo a seguir estrearmos o Metro  ( confuso  nalgumas estações e dirigíssemos ao maior centro de diversão ao ar livre e sem bilhetes de entrada; Times Square !
 
É uma parte da cidade onde a noite parece dia tal é a enorme luminosidade projectada pelos neons publicitários que existem em todos os prédios circundantes,e não são poucos , mas a constante mudança de cenários visuais dos
mesmos ,provoque uma autêntica euforia na multidão, a tal ponto que a dada altura eu fui mesmo abalroado por uma senhora bastante obesa que me ia atirando ao chão, Culpados ?  Não há ; íamos com a cabeça no ar !
 
Mas porque  os olhos já se iam fechando , decidimos voltar ao hotel e fazermos a primeira soneca , depois de quase 48  horas sem pregar...olho ! .
 
Nos dias seguintes, e depois de já do "desacumular" do cansaço , partimos para a aventura que nos propusemos: visitar, ao máximo possível , o que Nova York tem para visitar. !
 
E começámos, precisamente, por um assunto,trágico,sem dúvida , mas sempre presente: O Wordl Trade Center. 
 
O imponente edifício erguido no mesmo local onde se situavam as anteriores e que foram derrubadas por aviões assassinos , alberga no seu interior  um museu ,relembrando todo o seu trajecto final desde o embate do primeiro avião até à queda das duas torres. Um manancial vasto e importantíssimo onde nos é dado a conhecer toda a história  do acontecimento naquele dia fatídico -11-09 2001.
 
No seu interior é visível a enorme  antena de comunicação que existia no topo de uma das torres, completamente desventrada, um carro de bombeiros feito sucata, uma parede (a original) de cimento e aço , para suster as águas
do Rio Hudson e que não ruiu apenas por milagre ,ao ataque aéreo. Documentários e muitos pertences das vitimas,  Também muitas fotos do acontecimento, uma sala a perpetuar a vida daqueles que morreram naquele dia  ( aqui ,aos visitantes é pedido para que não tirem fotos  ás fotos expostas. São fotos dos que pareceram naquela  tragédia.O Museu disponibiliza aos visitantes um audio-guia ,em diversas línguas (o português incluído ) para que ninguém fica com qualquer úvida do que aconteceu !
 
Mas sendo o WTC um dos locais mais visitados pelos turistas ( nós incluídos ) N.Y. tem muito , muito mais para mostrar ,e depois de algumas voltas por ali , experimentamos conhecer  um outro gigante em altura : O edifício Trump Tower !
 
O luxuoso arranha-céus, cuja morada oficial é : 725  5th Ave, New York , NY  10022 , EUA , tem 202 metros de altura  e 58 andares. Foi inaugurado  em 1983  e o resto da história já toda a gente sabe..
 
Uma das mais emblemáticas obras de N.Y. é sem dúvida a famosa ponte que liga a cidade a Brooklyn ,. tem uma extensão de 1 825 metros , situa-se sobre o rio East, ligando os distritos de Manhattan e Brooklyn .
 
Percorremos com muito gosto estas centenas de metros  naquele já velho tabuleiro , onde peões e ciclistas tem vias próprias , ninguém  se atropela .
 
Pelo nosso passeio sem rumo obrigatório , vislumbramos , sem querer , o que nos pareceu ser um Porta -Aviões, e era mesmo. De seu nome ,  INTRÉPID , este gigante  pertencente à Marinha  dos Estados Unidos está ancorado  no porto de NY ,e depois de ter tomado parte  na chamada Guerra- Fria , ( que não foi um acontecimento bélico ) entre as duas maiores potencias mundiais ( período histórico entre Estados e União Soviética ) como nos explicou um antigo marinheiro aquele navio ,hoje reformado mas com a função de "cicerone".
 
O navio ,hoje ,é um museu flutuante ( embora atracado ) onde permanecem na sua enorme  pista e no interior, muitos dos aviões e helicópteros que fizeram parte do seu armamento..Diversos navios deste e outros tipos ,mas já fora de  serviço estão espalhados por todo o mundo com a mesma finalidade . 
 
Nos diversos "mini cruzeiros"  que fizemos no Rio Hudson , destaque-se o que  viajamos até `a Elis  Island , acessível apenas por barco e onde está instalada  a Estátua da Liberdade ,Foi oferecida aos Estados Unidos pela República Francesa. Situa-se em frente a Manhattan e abriu em 1892. foi-nos dada a oportunidade a partir de um audio-guia, conhecer  toda a sua  história , e representa um Símbolo de Esperança que os emigrantes depositavam  na Terra  das Oportunidades, e da amizade entre os dois países.
 
Curiosa é sem dúvida a resposta a uma pergunta feita pelo aparelho "emprestado" a todos os visitantes para conhecerem a real história desta estátua. " Porque razão a Estátua da Liberdade é de cor verde" ? A resposta,  interessante sem dúvida ,  ( que não a divulgo, propositadamente)  espero , aguce o apetite da solução ,  a quem faz  o favor de nos ler !
 
Visitamos o   SPYSCAPE  , Museu de Espionagem , em Nova York ,inaugurado no princípio deste ano , e que está localizado num prédio moderno ,todo em vidro  , cuja área total  é superior a 5.66o m2 .  e onde cada "suposto 
espião(visitantes) tem a possibilidade de testar os seus conhecimentos do assunto ,tomando parte em jogos criteriosamente seleccionados.. Um bom exercício cerebral ,mas que nem todos conseguem concluir.
 
Geralmente, quem marca férias, o primeiro pensamento que  sai de cada cabeça é... para onde ?  Depois de escolhido o local e hotel,  há que procurar  visitar o quê ?   
 
Pois em Nova York o desafio é precisamente o contrário: , já não temos tempo de .... tal a diversidade da escolha e o ciclo de horas a gastar nesse período ,mas mesmo assim ainda tivemos a oportunidade de entrar num espaço ,grandioso, ertical ,charmoso , interessante, agradável ,  cativante , encantador,  atraente , fascinante , envolvente , atractivo  e muito ,muito divertido , onde podemos " contracenar" com Angeline  Jolie  ( atriz ) , Barack e Michele Obama , ex-Presidente 
 
e 1ª dama dos Estados Unidos , o Papa Francisco , Annie Leiboviz ( Fotógrafa ) , o sempre adorável  ET , Steven Spielberg ( Realizador e Produtor de Cinema ) Sara Sampaio  ( manequim ) entre Atletas , Apresentadores de TV , Jornalistas(sim, sim, não escaparam ) e uma pluralidade de gente famosa, junta, só possível neste local:  O Madame Tussauds- Museu de Figuras de Cera.
 
Esta atracão ,perto da Times Square , tem no seu edifício ,uma entrada verdadeiramente alucinante ,tipo " Discoteca  anos 20 " onde o glamour faz jus à sua fachada., com uma enorme escadaria para as salas onde os mais de 200
bonecos em cera exibem uma perfeição incrível, ao ponto de nalguns momentos não termos a certeza que a figura diante de nós ser ou não  de carne e osso. Simplesmente ESPECTACULAR ! . 
 
Antes de terminar esta crónica ,queremos ainda destacar  a viagem no Rio Hudson a Elis Island , uma ilha comprada em 1808   pelo Governo para construir uma fortaleza. Hoje o edifício faz parte do Museu da Imigração .
 
Esta viagem foi realizada num enorme navio ( cor laranja ) que outrora transportava também  veículos para as outras margens. Hoje apenas transporta passageiros e com uma rara particularidade: é de Borla. .! 
 
Destacar também uma outra viagem que fizemos no mesmo rio , mas num outro navio ,mais pequeno , e que tinha animação e animadora a bordo. Esta viagem que aconteceu ao entardecer , e  quando estava prestes a findar o passeio ao passar junto á margem e com os edifícios e a cidade iluminados, ouve-se dentro do barco ,claro , a mais famosa canção de Frank Sinatra...New York , New York . Digo-vos que é uma sensação de partir o coração a" quem viveu e ainda vive também  essa  época " .  
 
Por último ,não quero  deixar de recordar a caminhada que fizemos dentro do Central Park ,( local onde parte ,sempre ,a Maratona de Nova York) mas como tudo, tivemos de dar corda aos sapatos pois as  ruas circundantes estavam encerradas, e o avião para Lisboa ,esse, não esperava por ninguém.
 
Texto e fotos : José Carlos Pinto / Rui Pinto 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

V o t o s  de  B o a s  F e s t a s

Periodicidade Diária

segunda-feira, 17 de dezembro de 2018 – 00:04:29

Pesquisar

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...