17 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Adruzilo Lopes conquistou mais uma vitória para os Kumho no Constálica Rali Vouzela e Viseu!

Autor de uma prova sempre em crescendo e sem erros, o piloto do Mitsubishi Lancer EVO IX “calçado” com pneus Kumho levou de vencida o forte duelo que travou com André Cabeças e Fernando Teotónio, tendo nos pneus coreanos um forte aliado para triunfar no asfalto viseense.

 

Talento, rapidez e eficácia. Eis o trio de predicados que Adruzilo Lopes e Paulo Leones ostentaram, uma vez mais, numa contenda integrada no Campeonato Promo de Ralis 2022.

Desta feita, a “faena” foi na edição deste ano do agora denominado Constálica Rali de Vouzela e Viseu, regressando da melhor forma o consagrado piloto às lides competitivas, após um longo interregno.

No primeiro dia de competição, o plantel do Promo teve pela frente duas classificativas e uma dupla passagem pela Super Especial noturna que encerrou o programa da 1ª etapa. A discussão da liderança esteve sempre presa por escassos segundos. Adruzilo Lopes começou por ser o segundo mais rápido na classificativa de abertura, assinando o terceiro tempo na seguinte.

Depois, abriu o livro. Foi claramente mais rápido do que os seus dois adversários diretos na dupla passagem pelo traçado noturno erguido na área urbana de Vouzela, devorando todo o prejuízo temporal e conseguindo ir para o descanso já no comando, com 3,6 segundos sobre Teotónio e 7,4 sobre Cabeças.

 

Para o segundo e decisivo dia, estavam reservadas 4 especiais de classificação. A luta a três continuou ao rubro, mas Adruzilo Lopes e Paulo Leones resistiram a todos os ataques, doseando o andamento de forma tão eficaz que, vencendo apenas mais um troço neste dia, arribaram à Feira de São Mateus, em Viseu, prontos para subirem ao degrau mais alto do pódio, mercê do triunfo alcançado.

“Foi uma vitória fantástica, num rali em que tivemos mais oposição do que habitualmente. A prova teve duas partes distintas, com os troços de sábado a serem mais técnicos, enquanto os de domingo privilegiaram a rapidez. Depois de chegarmos à liderança, andamos sempre rápido, mas nunca nos limites, controlando os ataques e acabamos por conquistar um triunfo merecido, para o qual muito contribuíram os pneus Kumho, sempre muito eficazes ao longo da prova. Esta vitória coloca-nos a apenas dois pontos da liderança do campeonato e tudo faremos para chegar ao título”, resumiu Adruzilo Lopes no final.

 

O Top 10 final das contas do Promo incluiu ainda mais três equipas Kumho, estas já integrantes do plantel do 5º Desafio Kumho Portugal, que em Vouzela e Viseu, teve jornada dupla a contar para os Desafios Kumho Centro e Asfalto.

 

Henrique Rodrigues e Daniel Rodrigues voltaram a protagonizar uma exibição robusta com o Mitsubishi Lancer EVO VII, rodando sempre entre os dez primeiros do Promo e almejando fazer da relação entre um andamento rápido e ausência de erros ou problemas mecânicos a sua arma para vir a conquistar o 8º posto no Promo e a vitória na Divisão 1 do Desafio Kumho, lugar a que chegou na ultima classificativa da prova, depois da desistência da dupla formada por Daniel Ferreira e Rodrigo Pinheiro, vítimas de uma avaria no seu Mitsubishi Carisma GT.

 

“Logo desde o início encontramos um bom ritmo, as coisas estavam a sair bem, as notas foram bem tiradas e dentro do nosso normal andamento estávamos a superarmo-nos, pelo que ganhamos confiança e cada vez estávamos a andar melhor e mais rápido. Gostei do figurino do rali, parabéns ao GAS pela prova que montou e Parabéns a Matos Competições pelo belíssimo carro que nos proporcionou, bem como à Kumho pelos pneus que estiveram sempre bem. Saímos desta prova com um excelente resultado, sobretudo no que concerne à classificação nos Desafios Kumho, o que nos dá alento para o que falta da temporada!”, afirmou o piloto duriense.

 

Os referidos Daniel Ferreira e Rodrigo Pinheiro estavam a protagonizar uma prova de alto nível. Integrados no Campeonato de Portugal de Clássicos de Ralis, lideravam a prova quando, na penúltima especial, começaram a sentir problemas no carro nipónico, acabando por abandonar já no último troço. Verdadeiramente inglório.

 

Com tudo isto, Filipe Nogueira, navegado por João Vieira fez ascender o seu Peugeot 208 R2 ao 2º posto nas contas da D1 Kumho, a que adicionou um excelente 9º lugar na geral do Promo, sendo ainda o segundo melhor nas duas rodas motrizes.

 

O pódio da Divisão 1 Kumho ficou completo com o Mitsubishi Lancer EVO VII de Paulo Ferraz e João Ferraz, que apostaram na regularidade para chegarem ao 3º lugar.

 

Voltando à presença Kumho no Top 10 do Promo, a outra equipa a conseguir tal feito foi constituída por Hélder Cordeiro e Bruno Pereira, cada vez mais afoitos e competitivos com o potente e imponente BMW M3. Resistiram a todas as armadilhas do percurso, venceram todas as especiais entre as equipas da D2 Kumho e foram obviamente os justos vencedores nesta divisão, concluindo o rali no 10º lugar da geral.

 

Atrás de si, o 2º posto na divisão foi alcançado pela geração mais nova dos Cordeiro. Alexandre, filho de Hélder, secundou o seu pai, tendo a seu lado o copiloto Ricardo Camarate, dentro do habitáculo do Fiat Punto HGT. Foram sempre muito seguros e saíram de Viseu com um resultado de grande nível.

 

Hélder Cordeiro não escondia no final “a felicidade que sentimos pelo resultado. Foi uma prova exigente para equipas, carros e pneus e os Kumho tiveram um excelente comportamento nos dois dias de prova, permitindo um ritmo sempre elevado que me permitiu alcançar a 1° lugar na D2 do Desafio Kumho, o 10 lugar da geral e o 3ª das 2RM, para além de vencer a classe X2. Realce para o desempenho do meu filho Alexandre Cordeiro, que juntamente com o seu navegador Ricardo Camarate, com 19 e 20 anos, respetivamente, constituem a dupla mais jovem a correr nos ralis em Portugal, os quais com um carro limitado e já com 20 anos rodaram sempre a um nível elevado. Foi com imenso orgulho e alegria por ter partilhado o pódio com o meu filho e espero que seja a primeira vez de muitas!”

 

Nesta divisão, três equipas ficaram pelo caminho. Na segunda passagem pela Super Especial de fecho, abandonaram Manuel Martins e Rui Vilaça, num Peugeot 206 GTi. No segundo dia, foi a vez de Pedro Duarte e Hugo Natal claudicarem na antepenúltima especial, com problemas no Toyota Starlet, o mesmo sucedendo à dupla João Castanheira/Carlota Teles (Ford Fiesta R2) no troço seguinte.

 

Periodicidade Diária

quinta-feira, 29 de setembro de 2022 – 01:45:10

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...