15 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Dia atribulado na Baja de Loulé para a Toyota Gazoo Racing Caetano Portugal

 

 

Pontuar na Baja de Loulé é imperativo para a equipa Toyota Gazoo Racing Caetano Portugal, mas João Ramos e Filipe Palmeiro  não tiveram um dia fácil no primeiro dia desta segunda jornada do Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno.

Utilizando uma unidade da Toyota Hilux diferente da que foi estreada na primeira prova em Beja, a dupla de pilotos teve de enfrentar algumas dificuldades adicionais, e acabou por perder muito tempo no dia de hoje. No prólogo terminaram na segunda posição da geral e João Ramos sentia que podiam até ter vencido dado que numa das curvas do percurso o motor da Hilux calou-se e perderam alguns segundos a retomar a marcha.

Logo no final do curto percurso, João Ramos percebeu que ficou sem direção assistida e na assistência foi detetado um novo problema, desta feita nos travões. Sem tempo suficiente para resolver ambas as questões, foi dada prioridade à troca da caixa de direção e arriscaram efetuar o primeiro percurso seletivo apenas com travões no eixo traseiro devido ao problema na bomba do sistema de travagem.

No primeiro setor selectivo João Ramos sabia que iria ter de adotar cautelas redobradas, mas infelizmente, numa zona muito lenta acabaram por deslizar para fora do percurso, uma pequena saída que acabou por ter grande e nefasto efeito pois ficaram presos, e só após a preciosa ajuda de André Amaral que passou mais tarde, puderam recolocar a Hilux em condições de retomar a prova.

A saída provocou um furo que levou mais tempo a trocar que o habitual pois quer o macaco hidráulico, quer o manual acabaram por não facilitar a tarefa, e adicionaram mais atraso ao tempo efetuado neste primeiro setor, mas o dia ainda tinha reservado mais um segundo furo e mais segundos perdidos a somar ao tempo final.

 



João Ramos surgiu resignado no final do dia quanto aos acontecimentos em catadupa, sabendo que "perdemos muito tempo com tudo isto, não queríamos desistir de forma alguma para não comprometer o objetivo do campeonato, e pudemos verificar que hoje foi um dia atípico, muito duro com muitos problemas que também afetaram alguns dos nosso principais concorrentes nesta luta, e portanto, estaremos de regresso no segundo setor selectivo para tentar obter o melhor resultado possível e estamos expectantes quanto ao que se passará amanhã. No que depende de nós, sabemos o que temos de fazer."

A Baja de Loulé termina este Domingo com a realização do segundo setor selectivo por terras algarvias.

 

 

Periodicidade Diária

segunda-feira, 26 de julho de 2021 – 13:20:48

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...