18 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Joel Rodrigues e Filipa Broeiro Campeões Nacionais de Bodyboard

Fez-se história, hoje, na Praia de Supertubos, em Peniche, com a quarta e derradeira etapa do Circuito Nacional de Bodyboard Crédito Agrícola 2022 a coroar dois novos campeões nacionais, Joel Rodrigues e Filipa Broeiro, e a assinalar a primeira vitória em Nacionais de Madalena Valério.

 

Joel Rodrigues chegou a Peniche como um dos oito candidatos com hipóteses matemáticas de ser campeão depois de ter vencido a segunda etapa em Matosinhos/Porto mas faltado à terceira paragem do circuito na Nazaré, ausente nas Canárias para disputar o Mundial de Juniores.

O jovem bodyboarder de 18 anos do Clube Naval Povoense sobreviveu até à final onde defrontou o colega de clube Ricardo Rosmaninho. Pelo caminho ficaram Pedro Correia (eliminado nos oitavos de final), Daniel Fonseca, que caiu nos quartos, Manuel Centeno, Rodrigo Lopes e Miguel Ferreira nas meias-finais, e Miguel Adão que, apesar de ausente por lesão (polegar direito) manteve hipóteses aritméticas até ao fim.

 

Contudo, Joel acabaria com todas as questões, vencendo a etapa e superando na final o colega de equipa e amigo Ricardo Rosmaninho, mais Dino Carmo, do Clube de Desportos Alternativos da Nazaré, e Hélder Mendes da Associação de Surf da Costa de Caparica.

 

“Cheguei aqui com esperanças, mas sem pressão nenhuma em ser campeão. Tentei desfrutar do campeonato e correu bem. Foi muito bom terminar o ano a vencer, já que não consegui vencer no Europeu e no Mundial. Agora é continuar e conquistar mais títulos nacionais no futuro!”, disse o novo dono da lycra verde do Crédito Agrícola, símbolo que distingue os campeões do circuito.

 

Na competição feminina, as contas eram bastante mais simples, com apenas três candidatas ao título: Filipa Broeiro, Joana Schenker e Teresa Padrela. Quem acabasse na frente ou, idealmente, vencesse a etapa sagrar-se-ia campeã.

 

Tudo se tornaria ainda mais simples com a eliminação de Joana Schenker na meia-final, num heat atípico para a 7 vezes campeã nacional, que apenas surfou uma onda nos 20 minutos da bateria.

Na final, Madalena Valério dominou, somando logo uma onda de 6 pontos, à qual viria a juntar mais uma de 4,5 pontos e que se traduziriam na primeira vitória na carreira da bodyboarder de 25 anos.

 

“É um alívio ganhar esta etapa pois há muito tempo que sentia que estava a evoluir e agora sinto o dever cumprido. Neste campeonato estava tranquila e focada, fora da luta pelo título, e é mesmo bom estar aqui como vencedora da etapa. Agora é tentar ser mais consistente no futuro para ganhar mais vezes.”

 

Filipa Broeiro arrancou o segundo lugar, enquanto Madalena Padrela garantiria o terceiro lugar e uma invulgarmente nervosa Teresa Padrela não foi além do quarto lugar. 

 

Contas feitas, Filipa terminou à frente de Teresa e sucedeu-lhe enquanto campeã nacional.

 

Um triunfo emotivo para a bodyboarder do Ericeira Surf Clube que o ano passado viu o título fugir-lhe nos últimos momentos da final da última etapa, ali mesmo, em Supertubos.

 

“Desta vez, o objetivo desde o início era ser campeã nacional e não cometer erros, não vacilar. Precisava ganhar na Nazaré e aconteceu, pelo que agora era dar tudo em Peniche, na praia em que perdi o ano passado. Sabia que era essencial organizar as minhas emoções e foi esse o segredo da vitória aqui. Adoro esta onda e sabia que se agarrasse aquelas esquerdas e desse os meus ‘rollos’ poderia ganhar. No fim, as lágrimas foram de tudo o que estava aqui guardado”, confessou a nova campeã nacional.

 

Nuno Lopes, responsável pela BBoard TV, entidade organizadora do CNBBCA, fez um balanço muito positivo do Nacional que agora terminou: “O Circuito Nacional de Bodyboard 2022 é o espelho do que aconteceu nesta etapa espetacular: um circuito com cada vez mais adesão por parte do público, dos atletas, clubes e associações. E é o corolário de todo o trabalho de uma equipa que está alinhada com o objetivo de revitalizar o bodyboard nacional.”

 

Nuno Lopes aproveitou para agradecer a todas as entidades envolvidas: “Um dos fatores críticos de sucesso para 2022 foi o incremento de colaboração com as autarquias e associações locais. Achamos que é assim que se faz este percurso, numa triangulação entre a BBoard TV, Federação Portuguesa de Surf e as entidades locais. Só assim é possível mais e melhor. Depois, para além destas, há que destacar os patrocinadores privados, encabeçados pelo Grupo Crédito Agrícola, que desde o início reconheceu os méritos desta modalidade e desta organização, mais a MEO, a Nazaré Jet, a 360 Surf Shop, entidades que ajudam a alavancar o projeto.”

 

Periodicidade Diária

terça-feira, 18 de junho de 2024 – 13:11:05

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...